28 Nov 2021


Ribeirão Pires, 66 anos

Publicado em Editorial
Avalie este item
(1 Voto)

A Estância Turística de Ribeirão Pires celebra 66 anos da emancipação político-administrativa, na quinta (19). Totalmente dentro da área de manancial da Represa Billings, o município possui área total de 99,175 km², população estimada em 123.393 habitantes, PIB per capita de R$ 25.002,17 (2017), segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
A história oficial atribui o nome do município de Ribeirão Pires ao mestre de campo Antônio Pires de Ávila. Porém, o militar morou muito brevemente em um sítio chamado Cassaquera, na beira de um córrego que leva o mesmo nome – região do atual município de Mauá. Seu sítio abocanhava uma parte considerável da região noroeste de Ribeirão Pires, banhada por um pequeno ribeirão, denominado “dos Pires”. Sabe-se que se estabeleceu nesse sítio por volta de 1716, quando retornou de uma de suas missões em busca de ouro.
A cidade de Ribeirão Pires se formou a partir das últimas décadas do século XIX, até esta data, o território era denominado Caguaçú e não se constatou nenhum indício de formação urbana, apenas ocupação rural esparsa. Remanescente dessa época ficou unicamente a Capela do Pilar, principal testemunho edificado da passagem dos bandeirantes no Ciclo da Mineração.
A cidade permanece com características rurais até a década de 1950, quando as indústrias já haviam se espalhado por outras cidades da região. Embora Ribeirão Pires não tivesse a mesma ocupação industrial, as grandes áreas desocupadas na cidade permanecem como reserva de valor, destinadas a loteamentos para moradia de baixa renda. Em janeiro de 1955, Ribeirão Pires, até então distrito de Santo André, é constituído como município autônomo.
Na década de 1970, um novo fator interferirá na ocupação territorial da cidade, com a promulgação da lei de proteção aos mananciais, que estabelece 100% do território de Ribeirão Pires como área a ser preservada.
Ribeirão passou, a partir dos anos 70, com a forte industrialização do ABC, se tornar cidade dormitório, através da conurbação com os municípios vizinhos, como Mauá. Apesar disso, conseguiu manter a maior parte de sua paisagem de Mata Atlântica e, agora, tenta reverter esse processo de ocupação natural e investir na vocação turística e de indústrias não-poluentes, como a extração e industrialização de água mineral.
Um dos maiores desafios para o atual prefeito Adler Kiko Teixeira é a questão ambiental. Entre as metas na área, está a universalização do abastecimento e tratamento de água e de esgoto, a utilização de água de reuso, implantação de um programa para eliminar áreas de risco nas áreas urbanas, implantação de unidades de entrega voluntária para coleta seletiva de lixo e recuperação das áreas degradas.
Para celebrar a data, a Prefeitura preparou programação especial. Atividades culturais e esportivas são destaques das festividades, com atrações gratuitas. Haverá o tradicional Desfile Cívico, no domingo (15), além de shows, missas e Festa do Padroeiro, em homenagem ao São José. Parabéns, Ribeirão Pires!

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Main Menu

Main Menu