17 Jan 2019

Publicado em GUILHERME LAZZARINI
Lido 107 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Ninguém gosta de pessoas que reclamam e vivem insatisfeitas com a vida. Problema ainda maior não é quando andamos com esse tipo de gente e, sim, quando nós somos esse tipo de pessoa, pois, às vezes estamos a olhar tanto para os outros que não percebemos quem somos de verdade.
Você já parou para pensar se você é um tipo de pessoa mal agradecida com sua própria vida? Supondo que você tenha um emprego, já agradeceu por isso hoje? É fato que sempre almejamos mais, queremos mais e ambicionamos mais. Ok! Isso se chama planos e, é até saudável alçar vôos cada vez maiores, porém, ainda assim, por uma qualidade de vida espiritual melhor, é altamente recomendável ser agradecido: fica a dica para reclamarmos menos.
Se está chovendo, está ruim. Se está sol, está muito quente. Se tem um carro, quer trocar. Se a geladeira está cheia, é porque queria algo melhor. Ao mesmo tempo em que se reclama do chefe chato, também se reclama quando está desempregado. Reclama-se porque tem que ir para faculdade todo dia, porém reclama-se que não é ninguém na vida. Não espere morrer para parar de reclamar. Já parou para pensar que a segunda-feira pode ser o melhor dia de todos só pelo fato de você estar vivo? Até que ponto o problema está realmente nos outros?
E se você acordasse amanhã somente com o que você agradeceu hoje? Caramba, você não ia acordar com nada? Então que sejamos mais gratos! Agradecer por estar acordado; pela saúde que você tem; por ter um teto; por ter o que comer. Não precisa enterrar os seus sonhos, mas não se esqueça do que tens: conquistas e realizações.
E, então, você pede algo, que não lhe é atendido. Agradeça do mesmo modo! Sim, pois se enxergarmos dentro de nós, talvez cheguemos à conclusão que esse ‘não’ poderia ser a melhor coisa. Esse ‘não’ poderia ser libertador, aquilo que nos guarda, aquilo que nos protege – então agradeça àquilo que, mesmo pedindo, você não obteve, pois pode ter sido a melhor solução. Isso chama valorizar-se.
Uma nota de cinquenta reais amassada e pisoteada continuará a valer a mesma coisa. Você será apunhalado por trás, vão puxar seu tapete, mas você não perderá seu valor. E sabe por quê? Porque você dá valor às coisas - você dá valor ao que tem porque você é agradecido.

 

“Não ache um culpado, ache uma solução”  - Henry Ford, fundador da Ford Motors. (1863 – 1947)

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png
Mais nesta categoria: Carpe Diem »

3 comentários

Deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated.Basic HTML code is allowed.

Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu