17 Jan 2019

Publicado em GUILHERME LAZZARINI
Lido 50 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Henrique tinha cinco anos e seu gosto por futebol começava aflorar, aos seis, desenvolveu uma técnica  muito interessante: roubava a bola dos meninos e  mandava ver pro gol com um canhão de canhota.
Os pais não estavam nada contentes com o desempenho de Henrique na escola, já que ele era um dos últimos da sala, porém, tinha duas paixões: Futebol e jogos eletrônicos. Com oito anos ele dava olé e driblava todos na escola, logo, ganhava reputação entre os colegas e se tornou bem popular. No fim do ano ficou de recuperação.
Por ordem dos pais, Henrique ficou sem jogar vídeo game e futebol por dois meses, em que só estudou. Nessa época ele começava a pegar gosto pelos estudos. Começou o ano bem na escola. Inscreveu-se no torneio de futebol interclasse e sagrou-se artilheiro. Ao mesmo tempo que tirava notas boas participava de campeonatos intermunicipais de futebol.
No terceiro colegial ele foi o orador da turma no dia da formatura. Participou ainda do torneio regional de vídeo-game e ficou entre os finalistas e como gostava também de sentir a bola nos pés, foi fazer um teste no São Paulo Futebol Clube e foi aceito: Começou na base.
Foi paraninfo do colégio, elaborou o texto da retórica e com louvor, foi saudado. Passou entre os 10 nos vestibulares da UNICAMP e USP. Entrou para uma empresa de engenharia da computação, onde era suporte técnico.
Pouco depois de fazer 18, viu-se diante de sua pior decisão. No mesmo mês que foi convocado para o profissional do São Paulo Futebol Clube, Henrique foi aprovado na Harvard e Massachussets Institute Technologies. E agora? ser jogador de futebol ou estudar nas  melhores Universidades do planeta?
Com muito pesar e emoção optou pela vida acadêmica e escolheu o MIT - melhor escola de tecnologia do mundo. Aos 23 anos, era aluno-monitor do Computer Science and Artificial Intelligence Laboratory. No ano seguinte foi escalado para ser assistente do conselho docente. Era querido por todos e, além de ser técnico do time de soccer, era o melhor jogador que a Universidade já tinha visto. Aos 30 iniciou seu doutorado em Engenharia da Programação, e começou a elaborar um projeto onde robôs pudessem jogar futebol. Deu certo! Às vezes os robôs, criados pela equipe de Doutor Henrique, jogam bola no campo do MIT .
Doutor Henrique foi condecorado pelo governo americano a ser o primeiro e único Doctor Philosophy (PhD) estrangeiro do MIT. Ele viajava o mundo, dava palestras, aulas, entrevistas, aparecia na TV e colaborava com a ciência. Na estreia da Copa do Mundo colocou quatro robôs em pleno estádio para fazerem embaixadinhas.
Doutor Henrique trabalha muito, mas não abre mão de algumas horas vagas para jogar vídeo game e dar uns olés por aí.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png
Mais nesta categoria: Criando um mundo melhor »

6 comentários

Deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated.Basic HTML code is allowed.

Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu