20 Oct 2018

Publicado em MIRANTE
Avalie este item
(0 votos)

Pressa
No Estadão saiu a notícia, que "o presidente Michel Temer precisa oficializar o mais rápido a sua não candidatura, sob pena de inviabilizar uma candidatura do partido "redigida por Simone Tebet, que é líder do MDB no senado". O governo resolveu vestir a roupa de candidato no ex-ministro da Fazenda. Meirelles vai acelerar a pré-campanha ao Palácio do Planalto a partir da próxima semana. A estratégia está sendo montada na tentativa de tirar o foco negativo de Temer, pôr o MDB na disputa com um novo nome não citado na Lava Jato e testar o potencial  de crescimento do ex-comandante da economia. Ocorrerá quando o partido lançará um documento batizado de "Encontro com o Futuro", versão preliminar do programa de governo impopular".

Pressionado
O ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) contrata marqueteiro de Doria. Presidenciável do PSDB monta estrutura de comunicação após cobrança de aliados. Pressionados por tucanos e aliados a melhor seu desempenho das pesquisas de intenção de voto, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) fechou dias atrás o contrato com a equipe de comunicação que será responsável por sua campanha. Os profissionais serão remunerados pelo partido da pré-campanha, até 14 de agosto, e depois disso pagos com os recursos do Fundo Público Eleitoral. Tucanos: "Alckmin entra no jogo a partir de agora. Em 2016 o Doria chegou com 5% na boca da campanha, mas ganhou no primeiro turno", segundo Lula Guimarães: Marqueteiro de Geraldo Alckmin.

Falta de Semáforo
A falta de semáforos está causando problemas nas avenidas de Santo André. O cruzamento da avenida Atlântica com rua Tupi, no bairro Valparaíso, incomoda e põe em risco moradores e motoristas da região. Na avenida, os carros sobem e descem no sentido São Bernardo e Santo André enquanto outros desejam entrar e sair da rua Tupi, que cruza a Av. Atlântica. Por não haver semáforos neste cruzamento principalmente em horários de pico, os motoristas não vêem outra solução a não ser organizarem-se sozinhos.

Mercedes-Benz
Os trabalhadores na Mercedes-Benz, em São Bernardo, decidiram, na manhã de segunda (21) manter por tempo indeterminado a paralisação na fábrica. Os funcionários estão em greve desde a última segunda (14). De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a decisão foi tomada porque não houve avanços nas negociações com a montadora ocorridas no fim da semana. Na sexta (18), os metalúrgicos rejeitaram proposta de acordo coletivo que previa a reposição salarial pelo INPC na data-base (maio) mais abono, sem incorporação nos salários.

Doações
O Fundo Social de Solidariedade de São Caetano recebeu, na quinta (24), mais de 5 mil peças de roupas e calçados doados pela General Motors. Denise Auricchio, primeira dama e presidente do Fundo Social, esteve na sede da GM, em São Caetano, onde recebeu as doações da vice-presidente do Instituto GM, Adriana Quintas.

Mais fria
O ABC registrou a noite mais fria do ano, na segunda (21). Em São Caetano, os termômetros registraram 9ºC na madrugada para o dia 22. A temperatura foi registrada pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). Santo André registrou 9,2ºC e São Bernardo, 9,3ºC. Com o início do inverno se aproximando, prefeituras do ABC intensificam ações para arrecadar cobertores e agasalhos e aumentar o número de vagas nos albergues.

Paralisação
Sindicato está convocando paralisação em escolas particulares, pois a categoria é contra mudanças na convenção que podem reduzir o tempo de recesso, cortes na concessão de bolsas para filhos de professores e alteração no período para demissões. Professores da rede particular de ensino prometem realizar paralisações em escolas do ABC e Capital. A manifestação é organizada pelo Sinpro (Sindicato dos Professores), que se posiciona contra mudança na convenção coletiva de trabalho propostas pelos empresários.

Paralisação I
A greve dos caminhoneiros causou a falta de combustíveis na região do ABC. Na quinta (24) e sexta (25), postos de gasolina amanheceram com filas para abastecer, outros já estavam fechados pela falta de combustível. A greve e os bloqueios nas rodovias, impedem que produtos cheguem às prateleiras.
Na feira livre, o preço das frutas e legumes aumentou. Montadoras tiveram trabalho prejudicado por falta de peças. A Scania ficou prejudicada sem produção. A greve já se estende desde segunda (21) e afeta o abastecimento em importantes setores do ABC.

Paralisação II
O Sindicato do Comércio Varejista de Derivados Petróleo afirma que mesmo após o fim dos bloqueios, a situação da falta de combustíveis no ABC deverá demorar até 7 dias para normalizar. Na quinta (24), 90% dos postos do ABC estavam sem combustível.

Caminhão
Um caminhão que carregava frutas e legumes com destino à Craisa (Companhia de Abastecimento de Santo André), furou um dos bloqueios feitos pelos manifestantes  e foi apedrejado em Votorantim, a 130 quilômetros de Santo André. O motorista não se feriu . Segundo João Lima, presidente da Aeceasa (Associação das Empresas da Ceasa do Grande ABC), já há falta de frutas na Craisa.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png
Mais nesta categoria: 02 de Junho de 2018 »

Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu