12 Nov 2018

Publicado em MIRANTE
Avalie este item
(0 votos)

Entrave
O presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, esteve em Brasília, na última semana, onde conversou com tucanos sobre o futuro do partido. Alckmin convocou reunião da Executiva do PSDB para 22 de novembro, quando a sigla decidirá se irá apoiar ou não o governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Contra o PT
Ala do PSDB quer apoio de Bolsonaro contra o PT. Cresce no PSDB o número de dirigentes partidários que defendem uma definição assertiva com relação ao governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL). Esses tucanos avaliam que a condição em cima do muro do partido resultou na derrota nas disputas deste ano e que o caminho para reconquistar o eleitor é escolher um lado. Calculam que, hoje, há mais votos no PSDB favoráveis a declarar apoio a Bolsonaro do que a optar pela oposição. O grupo justifica que o partido precisa avalizar um projeto que não permita a volta do PT ao poder.

Avanço
Após o distanciamento de Geraldo Alckmin, João Doria almoçou com o ex-presidenciável, em tradicional restaurante de São Paulo, na quinta (8). Na ocasião, Alckmin sinalizou que deverá deixar a presidência do PSDB em maio próximo, quando será realizada a convenção do partido.

Presidência
Nos bastidores, aliados de Doria cogitam o nome do deputado federal Bruno Araújo (PE), para presidir o PSDB. Quem deverá escolher o nome do novo presidente, segundo o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, será Doria.

Congresso
O senador Tasso Jereissati (PSDB) deverá ser anunciado como possível candidato ao comando do Senado pelo bloco Rede, PDT, PSB, PPS, que possuem ao todo, 14 senadores. Com os oito do PSDB, somariam 25% dos votos.

Lucro
A Petrobras obteve lucro de R$ 6,64 bilhões no terceiro semestre, já descontados os R$ 3,5 bilhões pagos nos EUA por decisão judicial. O resultado é 25 vezes maior do que o mesmo período de 2017.

Às Pressas
Mesmo com a sinalização desfavorável do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), que disse não ser o “momento” de se ampliar despesas, o Senado aprovou, na quarta (7), por 41 votos a 16, projeto que aumenta em 16% os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Com o reajuste, os subsídios dos magistrados passarão de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O impacto nas contas públicas será de R$ 4 bilhões.

Às Pressas I
Há ainda um grupo de deputados, de diversos partidos, tentando convencer, urgentemente, Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, a votar projeto que altera a legislação de delação premiada, caixa dois e a prescrição de crimes de improbidade.

Visita
Depois de passar alguns dias em hotel na região de Campos do Jordão, Fernando Haddad (PT) viajou para Curitiba para visitar Lula.

Tucanos
Carla Morando esteve junto aos demais deputados estaduais eleitos pelo PSDB, na terça (6), na Assembleia Legislativa, para reunião de bancada do partido. Além de uma avaliação das eleições, foi discutido as estratégias de atuação que serão adotadas no governo de João Doria.

Secretários
O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), já com vistas na reeleição em 2020, poderá fazer mudanças no secretariado. Quatro nomes têm sido especulados para integrar o primeiro escalão, Ailton Lima (PSD), Almir Cicote (Avante), Edson Sardano (PTB) e Professor Jobert Minhoca (PSDB). As negociações mais avançadas estariam em torno de Cicote, que poderá assumir, já no início do ano, a secretaria de Serviços Urbanos ou até a de Educação.

FNP
São Caetano será sede, de 25 a 28 de novembro, da 74ª Reunião Geral da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), que irá reunir prefeitos e representantes das esferas municipal, estadual e federal. Na última semana, Auricchio esteve, junto ao presidente da FNP e prefeito de Campinas, Jonas Donizette, no gabinete do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, para alinhar as pautas que serão apresentadas ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, como a retomada do desenvolvimento econômico e as reformas tributária e previdenciária.

Salvar
O Sindicato Nacional das Editoras de Livros (Snel) convocou uma reunião para definir estratégia para negociar com a Saraiva, que acumula dívida com fornecedores da ordem de R$ 485 milhões, no fechamento do segundo trimestre. O entendimento do setor, segundo apurou o Estadão, é que a Saraiva seria “grande demais para quebrar”. Mesmo após o fechamento de mais de 20 lojas na semana passada, a companhia é a maior rede do País, com 84 unidades, e também tem uma venda forte pelo e-commerce. Hoje, a participação da Saraiva nas vendas de 30.%

Onda azul
O resultado das eleições americanas mostrou que a esperada onda azul anti-Trump não passou de uma marolinha. O presidente Donald Trump, apesar de perder espaço na Câmara dos Representantes, onde os democratas obtiveram maioria dos votos, após oito anos de maioria republicana; não saiu derrotado no Senado, onde os republicanos ampliaram a maioria.

Onda Azul I
Apesar do Partido Democrata ter ganho a maioria em 15 estados, o Partido Republicano venceu em 18 e conseguiu manter o Texas, a Flórida e Ohio. O infortúnio de Trump foi menor do que dos ex-presidentes americanos Bill Clinton, em 1994, e Barack Obama, em 2010.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu