12 Dec 2018


Banco de sangue em São Caetano precisa de doadores

Publicado em Cidades
Avalie este item
(0 votos)

Os níveis do banco de sangue de São Caetano estão abaixo do esperado e, por esse motivo, a Prefeitura convida a população para que compareça ao Núcleo Regional de Hemoterapia Dr. Aguinaldo Quaresma (Rua Peri, 361, Bairro Santa Paula), mantido pela Associação Beneficente de Coleta de Sangue (Colsan), de segunda a sábado, das 8h às 12h, para reverter esse quadro.

 “Pacientes que estão em tratamento no Centro de Oncologia e no Complexo Hospitalar Municipal dependem desse sangue”, alerta a secretária municipal de Saúde, Regina Maura Zetone. “A adesão de todos é uma união pela vida”.

Segundo a enfermeira responsável pelo posto, Joice Caldas, a frequência atual é de, em média, 15 a 20 doadores por dia. “O ideal é até 30 coletas diárias para manter o estoque no nível desejado”, explica.

PROCEDIMENTO- Na chegada, o doador preenche um formulário com algumas perguntas pessoais, que devem ser respondidas com extrema veracidade para imprimir ainda mais segurança ao procedimento, e são coletadas amostras para fazer a sorologia. Após 30 dias, são disponibilizadas informações como tipo sanguíneo, data para próximas doações e resultado de exames de hepatite (B e C), Aids, HTLV, doença de Chagas e sífilis.

Não é necessário marcar horário para doação, mas terão prioridade de atendimento aqueles que agendarem pelo aplicativo “Time do Sangue”. Para mais informações, o telefone do Núcleo Regional de Hemoterapia Dr. Aguinaldo Quaresma é 4227-1083.

QUEM PODE DOAR- Para doar, é preciso ter idade entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg, estar em boas condições de saúde, bem alimentado – evitar refeição gordurosa nas três horas que antecedem a coleta - e apresentar documento oficial com foto. Menores de 18 anos devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis legais e apresentar cópia do documento de identidade dos adultos. Caso estejam desacompanhados, além dos documentos com foto, é preciso apresentar autorização para doação com firma reconhecida em cartório, que pode ser retirada no posto de coleta ou no site colsan.org.br.

Homens podem doar a cada dois meses, até, no máximo, quatro vezes no período de um ano. Mulheres podem doar a cada três meses, até, no máximo, três vezes no período de um ano.

QUEM NÃO PODE DOAR- Segundo o Ministério da Saúde, estão definitivamente impedidas de doar sangue pessoas que tenham passado por quadro de hepatite após os 11 anos de idade, usuários de drogas ilícitas injetáveis e quem já contraiu malária, hepatites B e C, Aids (vírus  HIV), doença de Chagas ou associadas aos vírus HTLV I e II.

Há restrição temporária para quem está com gripe, resfriado ou febre (sete dias após desaparecer os sintomas), gestantes, mulheres em período pós-parto (90 dias para parto normal e 180 dias para cesárea), mulheres em fase de amamentação (até 12 meses após o parto), pessoas que ingeriram bebidas alcoólicas nas 12 horas que antecedem a doação, pessoas que fizeram tatuagem e/ou piercing nos últimos seis meses (piercing em cavidade oral ou região genital impedem a doação), extração dentária (72 horas), apendicite, hérnia, amigdalectomia e varizes (três meses), transfusão de sangue (um ano), exames/procedimentos endoscópicos (seis meses), vacinação (tempo variável conforme o tipo de imunização recebida) e ter sido exposto a situações de risco acrescido para infecções sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses após a exposição).

Última modificação em Quinta, 11 Outubro 2018 09:48
Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu