17 Aug 2019


Santo André tem 9 árvores derrubadas em 14 dias

Publicado em Cidades
Avalie este item
(0 votos)

Em Santo André, nestes primeiros 14 dias de maio, 9 árvores já foram derrubadas na cidade. É quase uma árvore por dia. Os números são impressionantes, posto que a cidade já não conta com um grande número de árvores e espaços verdes.

Na quinta (2), na Av.Portugal, uma árvore foi derrubada para beneficiar o estacionamento de uma clínica, na altura do número 800. No sábado (4), houve flagrante realizado pelo Semasa em conjunto com a Guarda Civil Municipal, da supressão indevida de duas árvores de grande porte na rua Vinte e Quatro de Fevereiro (junto ao cruzamento com a rua Alcides de Queirós). Na quinta (9), a Folha do ABC recebeu uma denúncia de um leitor que relatou que seis árvores, frente à mesma residência, no Parque Erasmo foram arrancadas e que não apresentavam motivos que justificassem o ato.

"Tive o enorme desprazer de me deparar com três árvores derrubadas na esquina entre as ruas Pindorama e Quixadá, ambas no Parque Erasmo Assunção, também em Santo André. E hoje (9 de maio), quando me dirigia para o meu trabalho, vi mais três arvores muito próximas umas às outras na Avenida Itamarati entre os números 2000 e 2500 também no Parque Erasmo Assunção. Não sou jardineiro, engenheiro agrônomo, engenheiro ambiental, etc. Mas, as seis árvores aparentavam estar todas saudáveis, e somente uma delas parecia causar algum problema para a fiação. Outro detalhe suspeito é que as três árvores da equina entre a Pindorama e a Quixadá estavam todas na calçada da mesma residência. Liguei para o Semasa, mas fui atendido com o usual descaso dos serviços públicos", disse o leitor Marcos, em trecho do e-mail.

A assessoria de imprensa da Prefeitura respondeu informando que houve a remoção das árvores, conforme informado pelo leitor.

“No entanto, as remoções não foram feitas irregularmente como o caso apresentado pelo Semasa. As remoções foram devidamente autorizadas pelo DMAV – órgão competente para tal , após vistoria técnica.

Assim, esclarecemos que para as 3 árvores removidas da esquina entre as ruas Pindorama e a Quixadá, foi instaurado o Processo Administrativo 24028/2018 pelo proprietário do imóvel, alegando danos à edificação. Realizamos vistoria técnica em 27/09/2018 e verificamos que as árvores estavam causando danos à propriedade do solicitante e que não havia outros meios de sanar o dano, a não ser pela remoção das árvores. Tratavam-se de 3 ligustros de DAP(Diâmetro na Altura do Peito) 0,40 x 7,00, árvores exóticas que serão substituídas por 2 árvores nativas apropriadas para o local.

Em relação às árvores removidas da avenida Itamarati, também fomos acionados por munícipes, através do SIA 2694320184 e COLAB 122416. Tratavam-se de 02 ligustros DAP 0,40 x 10 com graves problemas fitossanitários (com base e oca e camponotos) e um ligustro DAP 0,20 x 4,50, com base oca em face de cupins. Os ligustros são árvores exóticas e também serão substituídas por árvores nativas adequadas ao local”.

Última modificação em Terça, 14 Maio 2019 09:58
Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu