30 May 2020


Paulo de Francisco: “O adiamento do Enem foi mais do que justo”

Publicado em Educação
Avalie este item
(0 votos)

Nessa semana, o Ministério da Educação anunciou o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Paulo Roberto de Francisco, coordenador do Singular-Anglo Vestibulares, em entrevista exclusiva, comentou como a mudança na data irá impactar os alunos.

Folha do ABC: Como o senhor vê o adiamento do Enem? Isso irá impactar o cronograma da escola?

Paulo Roberto de Francisco -  O adiamento foi mais do que justo. Medida sensata e demorou a acontecer. Todo ano, a cada quatro alunos inscritos no Enem, três são de escolas públicas. Menos de 25% são alunos de escolas particulares, que em uma situação como essa, tem acesso um pouco melhor a recursos para se preparar para o exame. Mesmo com o auxílio do governo em imprimir materiais de ensino e enviar para casa dos alunos, as condições das pessoas em casa nem sempre são boas, alguns não tem acesso à internet, muitos vivem em locais pequenos que não dá para estudar. Sobre o cronograma da escola, o adiamento não irá impactar em nada. Trabalhamos com aulas numeradas. Nossa programação foi feita para terminar a matéria dos alunos do 3º ano no final de julho, a partir de agosto é revisão. No cursinho, terminamos uma ou duas semanas antes do Enem, que seria 1º de agosto. O que vai acontecer é que os alunos terão um tempo mais extenso para se prepararem e revisarem a matéria.

 

Folha - O adiamento irá favo-recer ou prejudicar o aluno?

Paulo de Francisco - Os alunos terão mais tempo para revisar a matéria, principalmente o aluno da escola pública. Porém, tem o aspecto emocional para alguns alunos. A ansiedade não favorece o aluno.

 

Folha - Seria interessante que o exame ocorresse ainda este ano ou quando as aulas presenciais forem retomadas?

Paulo de Francisco - Indiferente. É uma incógnita até quando vai o ano letivo. Pode ser que o ano letivo nas universidades avance até os primeiros meses de 2021. Então, as coisas têm que se ade-quar. O Enem tem principalmente três funções: colocar os alunos na faculdade através do SiSU, colocar alunos em escolas particulares através do Prouni e para fornecer financiamento estudantil (Fies). Se as universidades não estiverem preparadas para receberem os alunos, não adianta fazer o Enem.

 

Folha - Já há previsão para o retorno das aulas presenciais?

Paulo de Francisco - Tudo vai depender das normas das autoridades de saúde, das normas do Governo do Estado, inclusive das normas municipais. Temos que obedecer rigorosamente o que determinam os governos. Estamos esperando ansiosamente. As aulas virtuais estão indo muito bem. Temos mais de cem classes, então, são cem aulas virtuais ao mesmo tempo.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu