24 Jun 2018

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Professoras do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina do ABC, Dra. Neusa Wandalsen e Dra. Roseli Sarni participaram da revisão e atualização do novo Consenso Brasileiro de Alergia Alimentar 2018, publicado recentemente pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai). O material contou com a colaboração de mais de 20 especialistas de todo País envolvidos no manejo da doença, que acomete especialmente crianças e adolescentes. O último documento foi publicado em 2007. 

O consenso foi produzido por alergologistas, gastroenterologistas, nutrólogos e pediatras especializados no tratamento de pacientes com alergia alimentar. O objetivo é disponibilizar aos especialistas um documento prático capaz de auxiliar na compreensão dos mecanismos envolvidos na alergia alimentar e possibilitar manejo adequado das suas diversas formas de apresentação, uma vez que há grandes variedades de sintomas. Revisão de métodos de diagnósticos, esquemas de tratamentos disponíveis, novos conceitos sobre abordagem terapêutica, apresentação clínica e fatores de risco também foram estudados.

As alergias alimentares ocorrem quando o sistema imunológico reage a algumas proteínas presentes nos alimentos por considerá-las elementos estranhos. O organismo, em alerta, inicia a produção de anticorpos específicos (IgE) para combater a “invasão”, o que desencadeia um processo alérgico. 

Um dos pontos principais revisados no documento diz respeito à alergia da proteína do leite de vaca (APLV), muito comum entre o primeiro e terceiro ano de vida. Isso porque a entrada da proteína em um organismo com sistema imunológico em formação pode ser considerada pelo corpo como algo nocivo.

A introdução precoce do leite de vaca – bem como do ovo, amendoim, castanhas e frutos do mar – era considerada fator de risco à saúde e capaz de induzir o desenvolvimento de alergia alimentar. “Na atualidade isso é visto como uma ação oposta. Ou seja, a exclusão por tempo prolongado de alimentos com potencial alergênico pode ser fator de risco porque não haveria a indução da tolerância oral. A maior diversidade de alimentos na infância pode ter efeito protetor sobre a sensibilização alimentar. O assunto, no entanto, não está completamente estabelecido e ainda necessita de estudos adicionais”, explica Dra. Neusa, também coordenadora do Setor de Alergia e Imunologia Clínica do Departamento de Pediatria da FMABC. 

Em razão dos inúmeros benefícios à saúde materna e infantil, o novo consenso recomenda, portanto, a manutenção da norma da Organização Mundial da Saúde (OMS), que estipula o leite materno como fonte de amamentação exclusiva até os seis meses e de forma complementar até dois anos ou mais.

  

Menos de 10% das alergias persistem até a vida adulta

 

A alergia à proteína do leite da vaca é a mais prevalente entre crianças, que manifestam sintomas clínicos em diferentes níveis de gravidade. Os indícios mais comuns são cólicas, diarreia, vômitos e manchas avermelhadas na pele. Segundo o Consenso, embora mais de 170 alimentos tenham sido reconhecidos como potencialmente alergênicos, uma pequena parcela tem sido responsabilizada pela maioria das reações. Entre os adultos, os alimentos mais identificados são amendoim, castanhas, peixe e frutos do mar. Na infância, os alimentos que mais causam alergias alimentares são leite de vaca, ovo, trigo e soja.

Em geral, essas reações são transitórias, uma vez que menos de 10% dos casos persistem até a vida adulta. “Em caso de suspeita os pais devem consultar o médico e nunca excluir alimentos por conta própria. O paciente que apresenta reação a determinado alimento pode voltar um dia a ingeri-lo, pois ocorre aquisição de tolerância ao longo do tempo. Uma vez identificada a alergia, o alimento deverá ser retirado e sua introdução feita sob supervisão médica por meio de testes de provocação oral”, explica Dra. Roseli, professora titular da disciplina de Clínica Pediátrica do Departamento de Pediatria da FMABC. A reintrodução alimentar, sempre com acompanhamento médico, pode ser feita a cada 6 a 12 meses como forma de verificar se houve alterações a essa condição.

 

PREVALÊNCIA

Os especialistas consideram a alergia alimentar um problema de saúde pública, pois sua prevalência tem aumentado no mundo todo. Um estudo realizado em Boston, nos Estados Unidos, avaliou dados sobre reações adversas a alimentos em 27 milhões de pacientes entre 2000 e 2013. Ao menos 3% apresentaram alergia a algum alimento. No Brasil, de acordo com o Consenso, os dados sobre prevalência são escassos e limitados a grupos populacionais, o que dificulta avaliação mais próxima da realidade.

 

Tagged sob

De volta aos palcos após quase sete longos anos fora de cena, se recuperando de uma lesão nas cordas vocais, Shakira já têm destinos certos na América Latina. Entre os locais que recebem a turnê El Dorado World Tour, está Punta Cana, na República Dominicana. Seria apenas mais um show, mas para o Hard Rock Hotel & Cassino Punta Cana é um marco que brinda os hóspedes com o melhor da música pop rock latino. O empreendimento foi escolhido pela cantora para ser palco desse grande evento, que acontece no dia 18/10.

 Ciente do trânsito intenso de brasileiros para o destino e da popularidade da cantora entre os fãs brasileiros, o resort, junto com a BWT Operadora, trabalham com condições especiais para àqueles que desejam unir a experiência de se hospedar no all inclusive e assistir ao show da cantora.

 

Pelo preço a partir de US$ 2.669, o roteiro criado especialmente para o período inclui cinco noites de hospedagem all inclusveresort credit no valor US$ 1.500, aéreo ida e volta, transfer in-out e seguro viagem, além de ingresso para o show. O pagamento pode ser feito em até 10 vezes, sendo uma entrada e saldo em até nove vezes no cartão de crédito ou boleto bancário.

 

Tagged sob

A alta do dólar somada ao grande número de feriados são as apostas do Hotel Urbano, agência online de viagens líder nacional, para turbinar o mercado de viagens e turismo brasileiro em 2018. “O ano está sendo um prato cheio para quem gosta de viajar”, afirma Antônio Gomes, cofundador e diretor comercial do Hotel Urbano. O calendário reserva 10 feriados prolongados (1 a mais que em 2017), que vão permitir que milhões de brasileiros emendem de 3 a 4 dias de folga. Desses 10 feriados nacionais prolongados, 6 deles estão concentrados no segundo semestre. “O cenário é altamente favorável para o turismo interno, já que o brasileiro tem por hábito aproveitar os feriados para viagens próximas ou de curta duração”, afirma Antônio.

Aliado a isso, a alta do dólar tornou os roteiros nacionais ainda mais atraentes. Na agência online de viagens Hotel Urbano (www.hotelurbano.com) a procura pelos destinos nacionais nos primeiros meses do ano aumentou pouco mais de 40% em relação ao mesmo período de 2017. Para alguns destinos específicos, as buscas cresceram até 100%. Dentre as cidades que mais se destacaram estão Maceió, Fernando de Noronha, Foz do Iguaçu, Mata de São João e Balneário Camboriú. Confira abaixo o ranking dos 10 destinos que mais cresceram no interesse do brasileiro no primeiro trimestre de 2018, em relação ao mesmo período do ano passado.

“O brasileiro de uma forma geral ainda conhece pouco o Brasil e muitas vezes o seu próprio estado. A alta do dólar e os feriados ainda previstos para o próximo semestre são um estímulo extra para mudar isso”, afirma Antônio. Segundo o cofundador e diretor comercial do Hotel Urbano, o viajante que se programar com antecedência encontrará ótimas oportunidades, seja para pousadas, hotéis e até mesmo resorts que trabalham no sistema all inclusive. Os sete feriados nacionais prolongados deste ano - Tiradentes (21 de abril), Dia do Trabalho (1º de maio), Corpus Christi (31 de maio), Independência (7 de setembro), Nossa Senhora de Aparecida (12 de outubro), Finados (2 de novembro) e Proclamação da República (15 de novembro) - vão injetar R$ 31 bilhões no setor, conforme projeções do Ministério do Turismo.

Feriados e pontos facultativos como Carnaval, Semana Santa, Natal e Ano Novo são fixos. Por isso, foram excluídos do cálculo. Confira o ranking dos 10 destinos nacionais que mais cresceram no interesse do brasileiro no primeiro trimestre de 2018, em relação ao mesmo período do ano passado:

Maceió – AL

Maceió possui um grande potencial para atrair turistas, devido a suas belezas naturais e grande diversidade cultural. Repleta de praias paradisíacas, possui uma das orlas urbanas mais lindas do Brasil, com praias de água cristalina, piscinas naturais e falésias de tirar o fôlego.

Fernando de Noronha – PE

Declarado Parque Nacional, o arquipélago Fernando de Noronha é conhecido internacionalmente como um dos melhores lugares para a prática de mergulho. Com praias paradisíacas, passeios de barcos e trilhas, a ilha também oferece um incrível cenário para relaxar e curtir.

Foz do Iguaçu - PR

Conhecido mundialmente por suas belezas naturais, como as cataratas do Iguaçu, Foz do Iguaçu, no Paraná, apresenta muitas outras atrações, aliadas a uma ótima infraestrutura turística. Recebe muitos turistas estrangeiros, que ficam extasiado com sua natureza exuberante.

Mata de São João – BA

Um dos destinos mais visitados do litoral da Bahia, tem praias com águas relativamente calmas, protegidas por recifes de corais, que formam piscinas naturais na maré baixa. A biodiversidade marinha é uma característica dessa região, que abriga uma das mais importantes filiais do Projeto Tamar.

Balneário Camboriú - SC

Localizado a pouco mais de 80 km de Florianópolis, Balneário Camboriú disputa com a capital catarinense a preferência dos turistas na alta temporada. Principal destino brasileiro quando os assuntos são balada, jovens e praia. De dezembro a março aproximadamente 1,5 milhão de pessoas visitam o município

São Lourenço – MG

São Lourenço está localizada na região da Serra da Mantiqueira e faz parte do Circuito das Águas, assim como Caxambu e Lambari. A sua principal atração turística continua sendo o Parque das Águas com seu lago artificial e o Balneário. Para a turma da terceira idade, as caminhadas e os passeios de pedalinho no Parque das Águas rejuvenescem qualquer cidadão.

Beberibe - CE

A cidade está localizada a 80 km da capital, possuindo o litoral mais disputado da costa leste do Ceará. Tem uma biodiversidade privilegiada, com dunas, falésias, mar de águas límpidas e mornas. Possui uma boa estrutura, com bares, restaurantes, área de proteção ambiental, uma grande rede hoteleira, e diversos passeios com veículos tipo buggy.

Barra Bonita - SP

O interior de São Paulo tem muito mais a oferecer do que apenas museus, plantações e fazendas. A cidade de Barra Bonita surpreende que vai visitar.  As águas do rio são limpas e se transformam em uma excelente área de lazer com banhistas, pescadores e pequenas embarcações.

Bonito - MS

Com rios de águas transparentes, cachoeiras, grutas e cavernas, além da fauna e flora exuberantes, Bonito definitivamente se destaca no cenário do turismo do Brasil. O município conta com mais de 40 atrativos, que possibilitam aos visitantes várias opções de atividades, como trilhas, mergulhos, rafting, rapel, etc.

Cabo Frio – RJ

Águas transparentes e as dunas de areias brancas são as marcas registradas das praias de Cabo Frio. É a maior cidade da região da Costa do Sol. O cartão postal da cidade é o Forte de São Matheus, construído em 1.620 pelos portugueses e que fica localizado na praia mais famosa do município, a Praia do Forte.

Tagged sob

O churrasco, um dos pratos preferidos pelos brasileiros para acompanhar os jogos da seleção na Copa do Mundo, ficou 24,5% mais caro se comparado ao último mundial de futebol. Entre junho de 2014 e maio de 2018, a inflação geral acumulou alta de 26,4%. O levantamento foi feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O estudo avaliou o comportamento dos preços de 15 itens que, normalmente, compõem um churrasco, sendo que nove deles tiveram alta real de preços no período, ou seja, subiram acima da inflação geral. A assessoria econômica da FecomercioSP destaca a elevação nos preços dos ingredientes do vinagrete: cebola (85,8%), vinagre (45,7%) e sal (35,7%). Um alívio para o bolso dos consumidores é o tomate, cujo preço recuou 6,7% em relação à Copa do Mundo de 2014.

As carnes, grande estrela do prato, e a cerveja também tiveram alta, de 24,9% e 26%, respectivamente, porém, abaixo da inflação do período. Os preços de outras bebidas alcóolicas e refrigerantes e água mineral apresentaram elevação de 34,4% e 32,1%, consecutivamente, enquanto o do frango em pedaços ficou praticamente estável (-0,1%) no período analisado.

Vale ressaltar que o último período de coleta, realizado pelo IBGE, ocorreu durante a paralisação dos caminhoneiros, ou seja, os efeitos sobre os preços podem não ter sido captados integralmente em maio. Segundo a FecomercioSP, a recente crise de abastecimento pode interferir nos preços no mês de junho, principalmente de itens perecíveis, como carnes, legumes e alimentos in natura.

Tagged sob

Em sua nona edição, a Wine Weekend São Paulo Festival – o maior evento de vinho do país -, mostra anualmente a evolução desse setor no Brasil. Entre os dias 28 de junho e 1º de julho, no Pavilhão Bienal do Parque Ibirapuera, os neófitos e velhos amantes da bebida terão a oportunidade de conhecer e degustar rótulos do mundo todo. O visitante do evento participará de palestras, exposições de arte, música ao vivo, jantares temáticos, oficinas e workshops, tudo voltado ao tema vinho.

Mais de 80 expositores nacionais e estrangeiros já confirmaram presença. Serão apresentados mais de 2.000 rótulos com preços diferenciados e descontos de até 70%. As vendas serão feitas de forma direta entre os produtores/importadores e os consumidores. Mais de 190 países terão seus rótulos representados na feira, dentre eles Chile, Itália, Espanha, Argentina, Austrália, Estados Unidos.

Apesar da vasta carta de vinhos, Portugal é o destaque desta edição. A origem do cultivo de uvas e das técnicas de produção dos vinhos em Portugal remonta de períodos ancestrais, muito anteriores à era cristã. As caravelas comandadas por Pedro Álvares Cabral, que partiram em direção ao Brasil, estavam abastecidas com vinhos do Alentejo, sendo este os primeiros a desembarcar em terras brasileiras.

Desta forma, os vinhos portugueses fazem parte da história e da cultura brasileira, seja acompanhando um dos pratos típicos que foram incorporados em nossa gastronomia ou apenas degustando um vinho do porto em um jantar romântico ou em encontros com os amigos.

As curiosidades do encantador mundo dos vinhos lusitanos serão apresentadas ao público por meio de palestras proferidas pelo jornalista Eduardo Viotti, profissional reconhecido nacional e internacionalmente como especialista de vinho. E ainda, o visitante participará de outras atrações que englobam o tema: a Wine Art Galery, uma exposição e arte portuguesa; o Museu do Vinho, que contará a história dos rótulos portugueses; o Sarau, livraria com venda e leitura de contos culturais do país; e uma rica gastronomia lusíada nos restaurantes temáticos, como o Marquês Buffet. As crianças também terão uma área exclusiva, no Espaço Infantil, com ações recreativas e brincadeiras voltadas para os pequenos.

Além disso, há seis anos o Wine Weekend São Paulo apoia o projeto Rolha Verde, que tem como objetivo chamar a atenção para a reciclagem das rolhas. Com apoio da Corticeira Paulista, neste ano, o projeto montará em parceria com a Oficina Uma Paz – coordenada por Helena Quintana Minchin, arquiteta e urbanista da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo - uma oficina inedita que criará jardins utilizando rolhas recicladas com mudas de suculenta.

A compra antecipada dos ingressos pode ser realizada no site Ingresso Rápido. Já na bilheteria o valor será de R$95. Visitantes com mais de 65 anos terão desconto de 50% no valor da entrada e palestras do evento. Menores de idade deverão estar acompanhados de seus responsáveis legais. O ingresso inclui uma taça de degustação (a ser retirada no local). As palestras e workshops são adquiridas a parte.

Tagged sob

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu