21 Jan 2019

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Com o objetivo de oferecer mais lazer e segurança aos moradores do Centro de São Bernardo, a Prefeitura iniciou, neste sábado (19), a implantação do Parque das Bicicletas, localizado entre as Avenidas Aldino Pinotti e Pereira Barreto.

Em ato realizado em frente ao espaço que receberá o novo parque, o prefeito Orlando Morando assinou a ordem de serviço para os trabalhos que terão início, nesta segunda (21), e têm prazo de 180 dias para serem concluídos. O evento contou com a presença do vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima, da deputada estadual Carla Morando e demais autoridades.

O Parque das Bicicletas funcionará em um terreno que está desocupado e que contará com entradas pelas duas avenidas, ciclovia, academia, pista de caminhada, playground, paisagismo, área de convívio, espaço PET e iluminação moderna, tudo em uma área de 20 mil m².

A obra tem valor total de R$ 2,8 milhões, sendo que o investimento da Prefeitura será de R$ 800 mil na iluminação, enquanto o restante será desembolsado por uma construtora como forma de contrapartida de empreendimentos comerciais instalados no município.

Para o chefe do Executivo, a instalação do parque atende a uma demanda antiga dos moradores do entorno. “Desde o começo da gestão recebemos pedidos para oferecer uma finalidade melhor a esse terreno. Por questões de segurança, iniciamos a negociação com a construtora e conseguimos a implantação deste espaço que trará mais lazer, segurança e qualidade de vida para a população de São Bernardo”, comentou.

Ainda conforme Morando, os cuidados com o parque serão compartilhados com a vizinhança. “Temos um modelo que permite aos moradores dos condomínios vizinhos efetuarem a abertura e fechamento do parque. É uma forma democrática de envolver todos no cuidado deste novo espaço do município”, concluiu.

Para o morador Sílvio Marmo, o parque atende ao desejo da comunidade do entorno. “Estamos felizes já que esta foi uma luta dos moradores que pediam por esse parque e que logo estará disponível para a cidade”, pontuou.

Tagged sob

19 de Janeiro de 2019

Uva

Os vinicultores de São Bernardo e a Sociedade Cultural Brasilitália, presidida por Luiz José Moreira Salata, têm motivo de sobra para comemorar: a conquista da sede própria. “U.V.A - União dos Vinicultores Artesanais de São Bernardo” será inaugurada neste sábado (19), às 11h, na rua Santiago, 1385, em São Bernardo.

 

Faca e o Queijo

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, está com a faca e o queijo nas mãos. Conquistou a Prefeitura em meio a uma administração desgastada com os escândalos no PT, uma população esperançosa por algo novo. Agora, ainda está em perfeita sintonia com o Governador do Estado, João Doria, o que facilitará diversas conquistas para a cidade. Bom para os munícipes.

 

Xerifão

A cidade de São Caetano já teve fortes políticos. O saudoso Walter Braido, que era considerado o xerifão da cidade, um político que tinha a cidade na palma das mãos, conhecia tudo e todos, deixou boas lembranças. Luiz Tortorello, que adorava estar no meio de tudo que acontecia na cidade, gastava sola de sapato e foi querido por todos. O atual prefeito José Auricchio, já no terceiro mandato. Esbanja experiência, agilidade e muita audácia em estratégias bem pensadas. Na última eleição, Auricchio elegeu o filho Thiago a deputado estadual. Além disso, vem trazendo para sua equipe até os que poderiam no futuro tentar formar um grupo de oposição, como um ex-assessor do ex- prefeito Paulo Pinheiro.

 

A paz reina

A briga familiar em torno da empresa Embelleze, maior fabricante nacional de produtos de beleza, chega ao fim. O processo judicial que durou anos terminou com acordo assinado entre o fundador e controlador da empresa, Itamar Serpa, e sua ex-mulher, e os herdeiros de seu filho falecido. Com a paz reinando, a empresa pode ser vendida para uma multinacional.

 

Tiro no pé

Os políticos entraram com tudo na moda do “Desafio dos 10 anos”.  Só que o povão já vem castigando, postando fotos de obras paradas nos últimos dez anos. O início e como ficaria depois de pronta.

 

Vento a Favor

A chef Denise Guerschman, descolada depois viver anos no norte da Noruega e apaixonada pela peculiar gastronomia escandinava, de volta ao Brasil, abriu, no bairro Pinheiros, na Capital, o restaurante Escandinavo.

 

Bye Bye Brasil

O professor Tunico Vieira está de malas prontas. Irá passar alguns anos em Lisboa, Portugal, onde irá cursar pós-graduação e lecionar.

Tagged sob

Maria Izabel Marangon, atleta do Primeiro de Maio, conquistou o 6º lugar nos 100 metros Borboleta Feminino, com o tempo de 1min38s54, na Super Copa São Paulo de Verão, que aconteceu em Mococa (SP). Atleta dedicada e com grande potencial, Izabel se prepara para mais conquistas neste ano. Os pais Regina Marangon e Eduardo Oliveira se enchem de orgulho.

Tagged sob

O casal Evani Beletatto e Valdemar Moraes, da tradicional Pizzaria do Gino, ficam nas nuvens quando estão na companhia das filhas, dos netos e, foi neste clima de muita alegria, que Evani comemorou mais um aniversário.

Tagged sob

O Brasil possui mais de 11,8 milhões de analfabetos, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) de 2017. Esse contingente representa 7,2% da população de 15 anos ou mais de idade, a chamada taxa de analfabetismo.
A região Nordeste, em 2016,  de acordo com o  IBGE Educa, apresentou a maior taxa de analfabetismo (14,5%), em torno de quatro vezes maior do que as taxas estimadas para as regiões Sudeste e Sul (ambas com 3,5%). Na região Norte essa taxa foi 8,0 % e no Centro-Oeste, 5,2%.
Já o nível de instrução, a proporção de pessoas de 25 anos ou mais de idade que finalizaram a educação básica obrigatória, ou seja, concluíram, no mínimo, o ensino médio, passou de 45,0%, em 2016, para 46,1%, em 2017. Também em 2017, 49,5% da população de 25 anos ou mais de idade estava concentrada nos níveis de instrução até o ensino fundamental completo ou equivalente; 26,8% tinham o ensino médio completo ou equivalente; e 15,7%, o superior completo.
Apesar da importância e do potencial de transformação social da educação, na primeira constituição republicana, em 1891, a educação é um tema quase ausente, segundo o professor titular da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), José Gonçalves Gondra, pois ela aparecia na questão do voto, proibindo o [voto do] analfabeto, e dizendo que o ensino passaria a ser laico. Já na Constituição Federal de 1988, a Educação mereceu um capítulo inteiro na Carta Magna, o qual definiu sete princípios para o tema: liberdade, gratuidade, pluralismo de ideias, valorização do profissional, qualidade, gestão democrática e piso salarial nacional. E mesmo tendo sido uma das questões principais nos debates da então Assembleia Nacional Constituinte, ainda hoje, a Educação está longe do sonhado.
O Ministério da Educação (MEC) divulgou, em 2018, o Censo Escolar da Educação Básica, pesquisa anual do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) feita para monitorar, avaliar e elaborar políticas públicas educacionais no país. O Brasil conta com 184,1 mil escolas, sendo que a maior parte (112,9 mil, o que equivale a dois terços) é de responsabilidade municipal. Do total de colégios, 21,7% são particulares; 116 mil instituições de ensino oferecem ensino fundamental. O ensino médio é oferecido em 28,5 mil instituições de ensino que atendem 7,9 milhões de matriculados, dos quais 7,9% têm atividades em tempo integral (em 2016, eram 6,4%). Já no ensino fundamental, que tem 48,6 milhões de matriculados, a taxa de alunos em período integral é de 13,9%.
Mesmo assim, de acordo com levantamento divulgado pela Unesco, em estudo que avaliou a situação de 150 países, o Brasil possui a oitava maior população de adultos analfabetos. São cerca de 14 milhões de pessoas.
O acesso à Educação de qualidade é direito fundamental para o desenvolvimento da cidadania e ampliação da democracia. Os investimentos públicos em educação são de extrema importância para a redução da pobreza, criminalidade e ampliação do crescimento econômico, bem-estar e acesso aos direitos fundamentais pela população.

Tagged sob

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu