21 Mar 2019


Braskem lança campanha para as mulheres

Publicado em Negócios
Avalie este item
(0 votos)

Para apoiar a luta das mulheres pela equidade de gênero no mercado de trabalho, a Braskem promoverá a campanha “Elas Podem Ser o que Quiserem”. Com mais de oito mil funcionários em todo o mundo e atuando em um segmento ainda predominantemente masculino, a companhia está comprometida com a equidade de gênero e destaca a contribuição das mulheres em sua operação.

Dados do IBGE apontam que, nos últimos seis anos, mais de dois milhões de mulheres foram inseridas no mercado de trabalho, mas os desafios para a igualdade de gênero ainda são grandes. Desde 2014, por meio do Programa de Diversidade e Inclusão, a Braskem promove ações de valorização da diversidade e inclusão das populações historicamente minorizadas: mulheres, LGBTQIAs, negros e negras, pessoas com deficiência e pessoas em vulnerabilidade social. A empresa também tem compromissos voluntários e um deles é o WEPs – Women's Empowerment Principles (Princípios de Empoderamento das Mulheres, em português), iniciativa da ONU Mulheres e do Pacto Global para incentivar a equidade de gênero e o empoderamento da mulher no trabalho e nas comunidades, assinado em 2015.

Julia Metello (foto), engenheira de Processos da unidade PP 4, localizada no Polo Petroquímico do Grande ABC, conta que escolheu a engenharia química por sempre ter tido fascínio pela área, que proporciona inúmeras possibilidades profissionais. “Estudei na Universidade Federal Fluminense (UFF) e entrei na Braskem ainda como estagiária, na fábrica do Rio de Janeiro”, explica. Segundo Julia, a engenharia química é uma das poucas áreas da engenharia que possui um público feminino significativo. “Na Braskem, vemos um equilíbrio forte entre homens e mulheres nas equipes, algumas possuem até mais mulheres”, conta.

Outro exemplo é a operadora Claudia Ferreira, moradora da região que sempre quis trabalhar no Polo Petroquímico do Grande ABC. Operadora formada pelo SENAI, estudou Química na USP de Ribeirão Preto. Ingressou na Braskem em 2012, também por meio do programa de estágio da companhia, e faz parte do time de operadores de Processos no setor de Aromáticos, na unidade Q 3. “A Braskem vem trabalhando para inserir cada vez mais mulheres neste mercado, que ainda é predominantemente masculino. Entretanto, sou grata aos meus colegas de trabalho, todos homens, com quem aprendo diariamente. Acredito que cada um deles venceu uma grande barreira imaginária ao trabalhar com uma mulher em um ambiente industrial”.  

Para as mulheres que desejam seguir profissões ainda tidas como funções masculinas, Julia explica que não é fácil, mas afirma que é recompensador. “Abuse do seu poder de escolha, que foi conquistado com muita luta de gerações anteriores”, diz. Já Claudia recomenda que todos sejam autênticas, acreditem em sua capacidade e superem seus medos. “Não se diminuam, todas somos capazes e podemos ser o que quisermos, assim como os homens”, pontua.

Para fomentar a equidade de gênero e promover a importância de um ambiente diverso, a Braskem promoverá uma série de workshops e palestras ao longo de março. Entre os temas abordados estão: Mulheres no Mercado de Trabalho, Minorias Femininas no Mercado de Trabalho, Violência contra a Mulher e Política de Assédio nas empresas.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu