06 Apr 2020


Aumento de custo médico-hospitalar deve ser de 15%

Publicado em Negócios
Avalie este item
(0 votos)

A inflação médica, que mensura os preços dos serviços médico-hospitalares, deve ficar em 15% neste ano. O indicador é uma das referências para os reajustes dos planos de saúde. O patamar deste ano deve representar uma queda de dois pontos percentuais em relação a 2019, mas ainda supera em cerca de quatro vezes a inflação geral medida pelo IPCA.

Os dados são da consultoria e corretora Aon, que fez o levantamento com base em sua carteira formada por 2,8 milhões de usuários de planos de saúde corporativos, modalidade que representa 65% do mercado.

Este será o segundo ano consecutivo de desaceleração dos custos médicos-hospitalares no Brasil. A performance deve-se, principalmente, à queda da inflação geral, mas também reflete a iniciativa de algumas empresas que estão administrando o convênio médico e a saúde de seus funcionários.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu