20 Feb 2020


GM celebra 95 anos no Brasil e anuncia novo SUV

Publicado em Negócios
Avalie este item
(0 votos)

Marina Willisch, vice-presidente de Relações Governamentais e Comunicação da General Motors do Brasil, em entrevista exclusiva, afirma que para coroar o aniversário de 95 anos, foi iniciado mais um ciclo investimentos, que totaliza R$ 10 bilhões. Parte do investimento será destinado à fábrica de São Caetano, que segundo Marina é, hoje, uma das fábricas mais modernas da GM, irá produzir um modelo de veículo inédito, o primeiro SUV da Chevrolet, feito no Brasil. Confira.

 

Folha do ABC - A GM completa 95 anos de atividades no Brasil. Ao longo dessa trajetória quais foram os maiores destaques?

Marina Willisch - A história da GM no Brasil se confunde com a própria história da indústria automotiva no país. Temos cidades que foram formadas praticamente ao redor das nossas fábricas, como a de São Caetano e outras que viram sua economia se transformar após a instalação da empresa, como é o caso de Gravataí. Fabricamos carros icônicos no país como o Opala e até geladeiras Frigidaire que estiveram presentes na casa de boa parte dos brasileiros.

Mas, acredito que nos últimos anos estamos passando por um dos momentos mais importantes da nossa história. Desde 2014, a GM vem fazendo investimentos importantíssimos no Brasil. Acabamos de encerrar o primeiro ciclo, de R$ 13 bilhões, entre 2014 e 2019 e, em 2020, para coroar o nosso aniversário de 95 anos, iniciamos mais um ciclo de R$ 10 bilhões. Esses são fatos históricos porque somados os dois ciclos, temos o maior montante de investimentos de uma empresa na história da indústria automotiva brasileira no período de uma década.

 

Folha -  Qual a importância da unidade fabril de São Caetano, que, neste ano, também completa 90 anos?

 Marina - O Complexo Industrial de São Caetano é sede da GM América do Sul e parte muito importante das nossas operações no Brasil e na região. É uma das nossas maiores operações na América do Sul e que foi completamente atualizada entre 2016 e 2019 para receber novas tecnologias de manufatura 4.0. Hoje é uma das fábricas mais modernas da GM.

 

Folha - O presidente da GM América do Sul, Carlos Zarlenga, anunciou, recentemente, que a fábrica de São Caetano irá produzir um modelo de veículo inédito, o primeiro SUV da Chevrolet, produzido no Brasil. Qual o valor do investimento para a transformação da unidade de São Caetano para o conceito de Indústria 4.0 e quais as modernizações realizadas?

 Marina - A transformação da fábrica de São Caetano está dentro do investimento do ciclo de 2014-2019, de R$ 13 bilhões, que também contemplou outras fábricas do Brasil, como Joinville e Gravataí. Entre as inovações está um novo equipamento que movimenta os carros pela linha de montagem capaz de ajustar-se em qualquer altura, entregando a condição ergonômica mais correta para a execução de cada operação. Além disso, foi instalado um novo sistema de transporte automatizado para o sistema básico de motor, transmissão, escapamento, eixo e semieixo. Mais de 150 apertadeiras eletrônicas garantem as medidas exatas dos torques críticos, cujo monitoramento é realizado online em tempo real.

 

Folha - Como está estruturada a unidade de São Caetano? Qual a porcentagem de produção no total entre todas as unidades do Brasil? E em relação a produção mundial, corresponde a quanto? Quantos veículos são produzidos por mês?

 Marina - A fábrica de São Caetano possui sede administrativa, estamparia, pintura, funilaria, montagem geral, injeção de polímeros, estação de tratamento de água, centro logístico e centro tecnológico. A sua capacidade produtiva anual é de até 330 mil unidades.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu