09 Aug 2020


Dos 6,7 mi de empresários que tentaram obter crédito, só 15% conseguiram

Publicado em Negócios
Avalie este item
(0 votos)

A Acisa- Associação Comercial e Industrial de Santo André tem intensificado as ações em prol da classe empresarial, por conta da pandemia. O atual momento afetou o desempenho econômico de muitas empresas, sem privilegiar segmentos, obrigando-as a aumentar a capacitação de seus colaboradores com informações e cursos, encontrar novas formas de gestão e também de atuação no mercado.

Com a perda de faturamento, os empreendedores, principalmente os menores, recorreram às instituições financeiras em busca de crédito e, infelizmente, muitos não obtiveram sucesso, apesar que no Brasil, os micro e pequenos empreendimentos equivalem a 99% do empresariado e respondem por mais de 52% dos trabalhadores com carteira assinada do setor privado.

Segundo levantamento elaborado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), no período de 7 de abril a 2 de junho, cerca de 6,7 milhões de empresários tentaram obter crédito para manter pequenos negócios, mas apenas 15% conseguiram os recursos.

A principal razão (19%) para que não tenham tido êxito junto aos bancos foi o CPF e CNPJ negativados, o que indicam que uma pessoa ou a empresa estão inadimplentes. Ter "nome sujo" no Cadastro Informativo de Créditos Não Quitados do Setor Público Federal (Cadin) ou no SPC foi a justificativa apresentada por 11% das instituições financeiras ao negar crédito, mesma proporção relativa à falta de garantias ou avalistas.

“Muitos empresários chegaram a ficar mais de 100 dias paralisados e já foram penalizados. Agora, é o momento das instituições financeiras analisarem com bom senso cada caso, pois a economia precisa sair da estagnação e para isso, os empreendedores necessitam de apoio para continuarem honrando seus compromissos financeiros e mantendo empregos”, destaca Pedro Cia Junior, presidente da Acisa.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu