09 Aug 2020


Caixa aumenta para R$ 4,24 bi o limite dos empréstimos do Pronampe

Publicado em Negócios
Avalie este item
(0 votos)

Responsável pelo departamento financeiro de uma empresa familiar de automação empresarial que funciona há mais de vinte anos em Piracicaba (SP), Micheli Castro, viu a pandemia do novo coronavírus provocar um impacto negativo nas finanças do negócio. A solução foi recorrer a um empréstimo do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) para colocar em dia os pagamentos a fornecedores e comprar material elétrico e eletrônico para atender os clientes.

A linha de crédito foi criada pelo Governo Federal para atender aos pequenos negócios no Brasil que enfrentam dificuldades por conta da pandemia da Covid-19.

A empresa de Michele Castro, a HXT Sistemas, emprega quatro pessoas que prestam serviços de montagem de painel elétrico, robótica industrial e desenvolvimento de softwares. A empresária conseguiu um empréstimo de R$ 58 mil pela Caixa.

“Esse empréstimo chegou num momento crucial em nossa empresa, pois temos pedidos em vista, estamos tendo muita procura, porém, não temos valor pra investir antes do recebimento, ou seja, estávamos sem fluxo”, disse.

“Foi um respiro de esperança que estamos precisando muito. Agora, será possível continuar no mercado e sobreviver a esse tempo tão desafiador que estamos passando”, relatou a empresária.

Assim como Micheli, muitos outros pequenos empreendedores recorreram ao Pronampe. O resultado foi que nesta quinta-feira (9) o programa bateu o marco de R$ 3,18 bilhões de reais em créditos contratados via Caixa, esgotando o limite que havia sido liberado para o banco operar pela linha de crédito. Com isso, a Caixa recebeu do Ministério da Economia um acréscimo de limite, que passou a ser de R$ 4,24 bilhões.

Micheli Castro contou que eles chegaram ao banco com muitas dúvidas, todas perguntas foram respondidas, e conseguiu o empréstimo. "A gente como microempresa, pequena empresa, se sente tão invisível. Mas dessa vez deu certo. Nosso desejo é que muitas outras empresas consigam participar, obter essa linha de crédito para sobreviver a tudo isso, assim como nós", disse.

As micro e pequenas empresas podem usar o crédito em investimentos e capital de giro, como para pagar salário, água, luz, aluguel, reposição de estoque e aquisição de máquinas e equipamentos. Fica proibido usar o recurso para distribuição de lucros e dividendos entre os sócios do negócio.

Como funciona o programa

A linha de crédito do Pronampe está disponível para empresas com até R$ 4,8 milhões de faturamento anual, considerando a receita bruta de 2019. A taxa de juros anual é a Selic, atualmente em 3%, mais 1,25% sobre o valor concedido. O prazo de pagamento é de 36 meses, incluindo o período de carência de até 8 meses.

Pelo Pronampe, os pequenos empresários poderão pedir empréstimos de valor correspondente a até 30% da receita bruta que tiveram em 2019. Para os casos de empresas que tenham menos de um ano de funcionamento, o limite do empréstimo será de até 50% do seu capital social ou a até 30% da média de seu faturamento mensal apurado desde o início de suas atividades, o que for mais vantajoso.

Como contratar

Para buscar o financiamento pela Caixa, os clientes devem acessar o site da instituição no www.caixa.gov.br/pronampe, e preencher o formulário de interesse ao crédito. Um gerente da região entrará em contato por telefone. Também é possível fazer a solicitação nas agências da Caixa.

No início do mês, o banco anunciou a isenção da cobrança de tarifa para linha de crédito pelo Pronampe. A tarifa era cobrada no momento da contratação, como acontece em todos os produtos de crédito. Para os clientes que já efetivaram o contrato o valor será devolvido em conta da empresa.

Mais crédito para o pequeno empresário

O Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) é outra iniciativa para atender microempreendedores individuais e micro e pequenas empresas operada pela Caixa em parceria com o Sebrae. A linha alcançou o valor de R$ 1,8 bilhão disponibilizado para capital de giro, até quinta (9).

Para buscar à linha de crédito é necessário acessar o tutorial no site do Sebrae com as condições e orientações sobre como utilizar o crédito. Após realizar o cadastro e assistir o tutorial, a empresa deve preencher um formulário no site Caixa no endereço www.caixa.gov.br/caixacomsuaempresa e solicitar interesse pelo crédito.

Última modificação em Sábado, 11 Julho 2020 10:58
Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu