08 Jul 2020


ABC permanecerá de fora da reabertura parcial da economia na segunda (1)

Publicado em Política
Avalie este item
(0 votos)

O governador do Estado, João Doria, no Palácio dos Bandeirantes, acaba de anunciar, durante coletiva de imprensa, junto ao vice-governador Rodrigo Garcia; o prefeito de São Paulo, Bruno Covas; os secretários estaduais, de Saúde, José Henrique Germann; da Fazenda, Henrique Meirelles; Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen; de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi; Desenvolvimento Social, Célia Parnes e ao diretor do Instituto Butantã e membro do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, Dimas Covas, nesta sexta (29) de maio, novas medidas no combate ao coronavírus, para a região metropolitana de São Paulo.

1ª)  Distribuição gratuita de refeições para pessoas em situação de vulnerabilidade social, pelo restaurante popular do Estado, o ‘Bom Prato’, a partir de segunda (1º) de junho, até o final de julho, em todas as 59 unidades. O investimento será de R$ 2 milhões;

2ª)  Lançamento de protocolos de testagem para o setor privado, que irá orientar gestores sobre a prevenção e monitoramento de seus colaboradores, fornecedores, clientes e prestadores de serviço. Os protocolos darão orientação para aplicação dos testes contra a Covid-19 com frequência;

3ª) A divisão da Região Metropolitana de São Paulo, com 22 milhões de habitantes e 38 municípios, em 5 sub-regiões, que serão classificadas, de acordo com os dados do sistema de Saúde e da evolução da pandemia, em fases para a retomada de alguns setores da economia;

4ª) Institucionalização e aprovação do projeto “Drive In da Cultura”, com opções de cinema disponibilizadas ao público, de maneira que fiquem dentro de seus veículos. O primeiro será aberto, na terça (16), no Memorial da América Latina;

5ª) A criação da nova secretaria de Gestão, Orçamento e Projetos, liderada por Mauro Ricardo Costa, ex-secretário da Fazenda do ex-governador do Paraná, Beto Richa e, até então, era secretário de Governo da Prefeitura de São Paulo.

Na ocasião, Doria ainda afirmou que: “São Paulo e o Brasil vivem um tempo de exceção, em meio a uma gravíssima pandemia, com a mais grave crise, dos últimos 100 anos. Porém, o governo federal continua ausente de solidariedade

ABC- A região que havia sido cortada da primeira etapa de flexibilização da quarentena do Estado,que se iniciará, na segunda (1º), irá permanecer na fase 1 (vermelha), onde apenas os serviços essenciais terão a permissão para funcionamento, até nova análise.

Segundo Vinholi, a Região Metropolitana de São Paulo foi dividida em cinco sub-regiões Norte (Caieiras, Cajamar, Francisco Morato, Franco da Rocha, Mairiporã); Leste (Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Logo das Cruzes, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano), Sudeste (Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul) e Sudoeste (Cotia, Embu, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço, Taboão da Serra, Vargem Paulista) e Oeste (Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora do Bom Jesus e Santana do Parnaíba). Porém, anunciou que não haverá alteração no avanço de fase para nenhuma das  cinco regiões.

“É preciso aumentar o número de leitos oferecidos. Isso não indica má ou boa gestão dos prefeitos locais e sim, um trabalho necessário a ser feito para que avancem em conjunto, para superar e poderem assim, mudarem de fase”, enfatizou.

BOLETIM- O secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, atualizou o número de casos no Estado:

- 95.865 casos confirmados

-  6.980 óbitos

-  11.300 internações em UTI e enfermaria

Germann revelou que a taxa de ocupação das UTIs no Estado é 70,7% e na Grande São Paulo de 83,1%.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu