20 Jan 2018


Paulo Serra:“Colocamos ordem na casa”

Publicado em Política
Avalie este item
(0 votos)

Folha do ABC - Em um ano de governo foram realizados diversos projetos. O sr. poderia citar o “carro-chefe” de cada área?

Paulo Serra - Na Saúde tivemos o Qualisaúde, que é a reforma das UBSs e a informatização, junto a capacitação de funcionários. Ano que vem teremos onze novas Unidades de Saúde. Queremos abrir esses 11 novos equipamentos já com um novo padrão, tudo informatizado, para esses mais de 400 mil usários que atendemos pelo SUS. Mas, o principal carro-chefe foi o ‘Fila Zero’, fizemos uma parceria com a iniciativa privada, em troca das dívidas. Trocamos dívidas por exames e consultas. Recebemos uma herança maldita de 128 mil exames e consultas atrasados, uma média de 18 meses de espera. Fizemos 85 mil atendimentos neste ano. Conseguimos zerar as filas de 110 especialidades. Já caiu a média de espera de 18 meses para seis meses. Ainda temos em torno de 40 mil atendimentos para serem feitos, mas, esperamos, no primeiro semestre de 2018, zerar essa fila.

Na Educação, fomos a única cidade do ABC que entregou os uniformes, no primeiro mês, um kit de material, no primeiro dia de aula, e a merenda que melhoramos a qualidade, de leite com bolacha para arroz, feijão, legumes, verdura, etc. E ainda cerca 1 mil crianças recebem uma merenda especial, devido as intolerâncias ali-mentares específicas. Estamos entre as dez melhores merendas do Brasil, segundo o Ministério da Educação. E o programa Mais Saber, que dá duas horas a mais de reforço de português e matemática, cultura, esportes.

Em Obras, com esse choque de gestão, levou nossa cidade a melho-rar a classificação de risco de E- para C+. Isso permitiu que destravássemos 80% das obras que estavam paradas. E, entre elas, que já estão em andamento, sete creches. Três já serão inauguradas em 2018 e quatro em 2019. Das mais de 20 obras que encontramos paradas, hoje, só tem três creches que retomamos, o CEU Ana Maria (das Artes) e o CEU Vila Luzita. Só faltam cinco obras de todas as que encontramos paralizadas por falta de dinheiro.

Na Cultura, podemos destacar a retomada dos eventos culturais da cidade, com a valorização dos artistas locais. Foram mais de 4.264 artistas envolvidos, fizemos 1.200 atividades e atingimos 350 mil pessoas.

Na Segurança, tínhamos dois principais compromissos, que era o comitê integrado, integração das polícias, entre as polícias Civil, Militar e a Guarda Municipal e criamos a ‘Operação Delegado Municipal’, na qual fortalecemos a Guarda, com horas extras, e o estatuto que foi aprovado. Então, hoje temos todos os dias, uma operação com vinte guardas municipais pela cidade. Somados a isso, implantamos o Detecta, e reduzimos em 18% o furto de roubo e veículos.

Quanto aos Empregos, reduzimos o prazo de aberturas de empresas de 180 dias, para sete dias, algumas empresas são abertas de um dia para o outro em Santo André graças ao Via Rápido Empresas, que chamamos de Poupatempo do Empreendedor. Santo André foi a cidade que mais gerou empregos segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), no ano de 2017, foram 1.396 vagas de emprego. O saldo foi positivo, pela primeira vez, nos últimos cinco anos. E lançamos o Programa Meu Primeiro Emprego, que deu a oportunidade para 964 jovens, estagiarem na Prefeitura com uma bolsa de mais de R$ 1.500.

Folha - Apesar das realizações, quais projetos não obtiveram a desenvoltura esperada?

Serra - Reduzimos o déficit do município em 65%, ou seja, de R$ 320 milhões de dívidas, já reduzimos para R$ 113 milhões, e queremos zerar esse número. Dos 764 fornecedores, já regularizamos 746. Agora, é a hora de ampliar o que está dando certo, porque a cidade tem um pouco mais de fôlego. Longe do ideal porque ainda temos dívidas e um desafio pela frente, mas, é bem melhor do que o início de 2017.

Folha - Qual a marca do seu gover-no neste 1 ano de administração?

Serra - Colocamos ordem na casa, a casa estava bagunçada, falida, e a cidade está nos trilhos de novo, está pronta pra começar a crescer, e retomar os bons programas, investimentos, obras e voltar a ser a Santo André que um dia já vivemos. A cidade que dá bons exemplos, que é protagonista em políticas públicas. A capital do ABC.

Folha - Qual o presente de final de ano gostaria de dar para a população da cidade?

Serra - O presente que queremos dar é essa tranquilidade de que a cidade encontrou o bom caminho.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png

Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu