20 Jan 2018


Orlando Morando: “Economizamos R$ 200 milhões”

Publicado em Política
Avalie este item
(0 votos)

Folha do ABC - Em um ano de governo foram realizados diversos projetos. O sr. poderia citar o “carro-chefe” de cada área?

Orlando Morando - Na Educação, criamos o programa de Escola de Tempo Integral, dez escolas já foram criadas, mais cinco estão programadas para 2018 e teremos a primeira escola de tempo integral para surdos, que é a Neuza Baceto no Estado. É a única de São Paulo com tempo integral. Adiantamos a compra dos uniformes e vamos entregar no primeiro dia de aula, tanto o uniforme completo, quanto o materiale escolar.

Na Saúde, destaco primeiro, o fim das filas, que zeramos. As 70 mil pessoas que estavam aguardando, atendemos e diminuimos para 90 dias o tempo de espera pro atendimento. Então, um avanço muito significativo. Aumentamos em 200 cirurgias/mês. A Prefeitura fazia 350, elevamos para 550. Iniciamos a obra do Hospital de Urgências (HU) do lado do Pronto-Socorro, que nós vamos entregar entre 2019 e 2020. Dobramos a capacidade de atendimento do Hospital de Clínicas e estamos reformando, mesmo com ele em funcionamento, o Hospital Anchieta, que irá receber a primeira radioterapia pública do ABC.

Na Zeladoria, a Lei Parede Limpa foi um grande sucesso mais de 350 imóveis recuperados, pessoas autuadas por pixação e o programa Praça Parque, no qual entregamos 7 praças-parques, com ênfase em uma praça, a Praça Lauro Gomes, entregue à população, totalmente reformada, na quarta (20).

Quanto às obras, destaco a retomada das intervenções no Centro. No fim de janeiro já iremos devolver o estacionamento do Paço. Já temos recurso disponível pra retomar tanto a obra do piscinão, quanto do tunel também. Na parte de infraestrutura, nós já estamos em fase adiantada, para as obras de mobilidade: nas avenidas Luiz Pequini e Rotary, José Odorizzi, Samuel Rozenberg, e finalizando duas creches que estavam abandonadas.

Na Habitação, já autorizamos mais de mil novas unidades. Estamos em contratação de 2 mil, e entregamos mais de 1 mil escrituras para a população.

Na área de Finanças, gostaria de destacar o Programa de Regularização Tributária. Mais de 20 mil contribuintes se regularizaram perante o município. Criamos a ‘Nota 1000’, que é a primeira nota de benefício da Prefeitura. Já entregamos um prêmio de R$ 20 mil e 180 de R$ 1 mil. Também seremos a primeira cidade da região metropolitana que dará descontos para quem passar a gerar empregos a partir de 20 vagas em São Bernardo no ano que vem.

Na Cultura, retomamos o Pavilhão Vera Cruz, com iniciativas para a indústria cinematográfica, dentre elas a Endemol, empresa holandesa, que gravou um game show para cinco países. O Fundo Social foi recriado pela minha esposa, com a maior Campanha do Agasalho já feita na cidade, criou o selo de Solidariedade, onde 54 empresas foram premiadas por adotar entidades. Na área de Esporte, o primeiro Centro de Badminton foi feito em São Bernardo.

Folha - Apesar das realizações, muitas vezes não é possível cumprir 100% das metas de governo para o 1º ano. Quais projetos não obtiveram a desenvoltura esperada?

Morando - Vamos ampliar a Zeladoria no ano que vem, imaginando que temos um novo contrato a ser firmado com o município, é um ponto que vamos melhorar, consideravelmente no ano que vem. Todas as secretarias tiveram resultados bem perto da meta.

Folha - Como está a saúde financeira da cidade? Do valor total da dívida municipal, quanto já foi recuperado?

Morando - Pegamos a cidade com R$ 200 milhões de dívidas, queda de arrecadação e, estamos conseguindo chegar ao final do ano com as dívidas pagas, o 13º fomos a única cidade da região que pagou antecipado, fornecedor pago em dia, um profundo ajuste econômico que nos dá a certeza que voltaremos a investir no ano que vem. Acredito que tenhamos um ano melhor para investimentos em 2018. Economizamos no total R$ 200 milhões neste ano. Então, posso garantir que conseguimos arrumar a casa.

Folha - Qual a marca do seu governo neste 1 ano de administração?

Morando - Austeridade com as finanças do município e a retomada das obras.

Folha - Qual o presente de final de ano gostaria de dar para a população da cidade?

Morando - O grande presente virá no último ano, este ano foi ano de ajustes. O único presente que podemos dar é a responsabilidade com o dinheiro público.

Última modificação em Terça, 26 Dezembro 2017 10:25
Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png

Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu