13 Aug 2020


Rubira: “São Caetano é uma cidade com tradição e modernidade”

Publicado em Saúde
Avalie este item
(0 votos)

O Hospital Beneficência Portuguesa de São Caetano do Sul tem uma relação muito forte com a cidade. Há mais de 70 anos instalado no município, o hospital, no início chamado Nossa Senhora de Fátima, foi fundado pela comunidade Luso-Brasileira, para atender a um público que precisava de um estabelecimento de referência. Foi uma construção comunitária, doando um pouco de tijolo, areia; as mulheres formaram um grupo de voluntárias, que faziam festas para arrecadação de dinheiro para a construção do hospital, que iria beneficiar toda a comunidade e a população”, afirma Flavius Rubira, diretor administrativo da Beneficência Portuguesa de São Caetano, ressaltando que o melhor da cidade é o seu povo.

Atualmente, o hospital é considerado o de maior tradição em São Caetano, é extremamente equipado, com médicos de qualidade e referências internacionais. “É um hospital de tradição, composto por médico de família, que permanece por muitos anos. É um local completo que atende toda a família. Temos uma estrutura para atender desde crianças até idosos, fazemos atendimentos de pronto-socorro, neurológico e cardíaco, cuidando do paciente por completo”, explica Flavius. Sobre a cidade, o diretor administrativo elogia os munícipes. “O melhor de São Caetano é a sua população, que é bairrista, preserva as características como se fosse uma cidade do interior, onde todos se conhecem. Mesmo com a expansão imobiliária, não perdemos esse princípio. Vamos ao mercado e encontramos um amigo. Isso, conseguimos preservar aqui”, conta.

Ainda segundo Flavius, uma saída para tornar São Caetano ainda mais atrativa é investir em tecnologia. “Perdemos algumas indústria na cidade, isso é o lado ruim, mas com a retomada das atividades no país, acho que temos oportunidades reais, muitas vezes não de indústria, mas creio que podemos partir para a área de tecnologia, trazendo um centro tecnológico”, avalia.

Com a pandemia do novo coronavírus, a Beneficência Portuguesa criou alas especiais para os pacientes com a doença. “Fizemos um planejamento exemplar desde o início da pandemia, já prevendo alguns dos piores cenários. Conseguimos nos preparar muito bem na parte dos insumos e dos equipamentos de proteção dos nossos profissionais. Criamos outro pronto socorro, então, aqui no Hospital, temos dois prontos-socorros, um exclusivo para pacientes de Covid-19, e outro para pacientes com outras patologias. Montamos uma estrutura para atendê-los e não colocá-los em risco. Há andares exclusivos e com acesso restrito para pacientes com Covid-19, que não recebem visitas ou acompanhantes e, ainda, têm um elevador e UTI exclusivos”, relata Flavius.

Além da segurança, o Beneficência Portuguesa também se preocupa com a questão emocional da família e dos pacientes com Covid-19. “Há um acolhimento com os psicólogos, médicos, o contato com a família é por telefone, para evitar que os familiares venham ao hospital. Temos um canal de e-mail que a família pode encaminhar cartas, fotos para os pacientes internados, para estimular a recuperação, além do apoio com nossa equipe de psicólogos”, ressalta o diretor.

Para finalizar, Flavius deixa uma mensagem para a cidade aniversariante: “Que São Caetano preserve seu povo e que nunca perca seu instinto de uma cidade acolhedora e de avanço, sem perder a tradição que temos”.

Última modificação em Segunda, 27 Julho 2020 10:43
Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu