20 Apr 2018


Infecção urinária: conheça mitos e verdades sobre o tema

Publicado em Saúde
Avalie este item
(0 votos)

Ir à praia ou à piscina e ficar longos períodos com a roupa de banho molhada não aumenta as chances de desenvolver infecção urinária. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não há ligação entre este hábito e a doença, como afirma o urologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Fernando Almeida.

O problema, no entanto, está diretamente relacionado à baixa imunidade. Esse fator favorece a ação da bactéria, que entra pelo canal da uretra e chega até a bexiga. Segundo o médico, a infecção é mais comum entre mulheres de 20 a 50 anos.

Sem prevenção direta, é possível diminuir os riscos de ter a doença mantendo a saúde em dia. "Quem está saudável e com a acidez normal da vagina fica menos suscetível a desenvolver a infecção", reforça.

Entre os cuidados essenciais da saúde está a ingestão de água, principalmente neste período de altas temperaturas. Adotando esta prática, de acordo com Almeida, aumentam as chances de expelir a bactéria pela urina.

O controle da hidratação do organismo pode ser feito a partir da observação da cor do líquido eliminado. "A urina deve estar clara, não necessariamente transparente. Caso esteja escura, é sinal que está sendo ingerida pouca água, e, portanto, dificultando a saída da bactéria", explica o urologista. Alguns sintomas evidentes ajudam na detecção do problema. "Dor, ardência, aumento da frequência de idas ao banheiro e sangue são sinais de uma possível infecção urinária", finaliza Almeida.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu