18 Aug 2019


Guia do mergulho: conheça os 5 paraísos preferidos para um tour subaquático

Publicado em Turismo
Avalie este item
(0 votos)

O mundo marinho é fascinante e cheio de surpresas e mergulhar, literalmente, neste desconhecido é uma daquelas experiências que enriquecem uma viagem. Além de ser uma boa atividade física, é também facilmente ligado a bem-estar: no fundo do mar é fácil esquecer qualquer problema na superfície. Tanto que praticar esportes aquáticos está nos planos de 27% dos brasileiros que buscam férias visando tranquilidade, segundo pesquisa da Booking.com. Pensando nisso, confira os cinco paraísos preferidos para explorar o fundo do mar.

Fernando de Noronha, Brasil

Poucos lugares no mundo proporcionam um mergulho como o que pode ser feito em Fernando de Noronha. A ilha, com suas águas límpidas, tem visibilidade de cerca de 50 metros e é possível ver com nitidez toda sorte de peixes, tartarugas marinhas, golfinhos e até tubarões. Mesmo quem não tem certificado de mergulho pode ter o gostinho do fundo do mar, já que há pontos em que é possível usar apenas o snorkel, como na Baía do Sueste, umas das praias mais bonitas do arquipélago. Para uma experiência mais imersiva, o ideal é usar o cilindro. Na ilha pernambucana, os melhores meses para a atividade são entre agosto e dezembro. Onde ficar: Pousada Morena- A apenas 850 metros da Praia da Conceição e da Vila dos Remédios, todos os quartos da acomodação contam com varanda. Os hóspedes podem desfrutar de um buffet de café da manhã diário, que inclui frutas e especialidades regionais, e um balcão de turismo também está disponível para agendamento de atividades nos arredores.

Ilhas Similan, Tailândia

Aqui é certamente a meca dos mergulhadores. As Ilhas Similan são um Parque Nacional Marinho banhado por águas cristalinas e com uma biodiversidade de encher os olhos. É bastante comum ver alguns animais gigantes como os tubarões-baleia e as raias-manta, e outros menores, como caranguejos, lagostas e peixes que vivem entre os recifes decorados com diversos corais. Uma atividade bem comum é o live aboard, uma espécie de retiro em que mergulhadores passam de 3 a 4 dias em um barco, apenas navegando e mergulhando. Tais viagens de live aboard pelas Ilhas Similan acontecem de novembro a maio, quando a visibilidade fica entre 25-40 metros. Onde ficar: The Sarojin Resort

Luxo é a palavra de ordem desse resort. Os quartos do The Sarojin ficam em meio a jardins paisagísticos com flores locais e frutas exóticas e dão acesso direto à área de praia privativa do local. Aqui, os hóspedes podem desfrutar de massagem no spa, aulas de culinária tailandesa ou passeios privativos de barco para as ilhas circundantes. Além disso, a propriedade fica a apenas 1 hora de barco dos locais de mergulho mais famosos das Ilhas Similan e Surin.

Cairns, Austrália

No mar australiano está a maior estrutura viva do planeta. A Grande Barreira de Corais estende-se por quase 3 mil quilômetros ao longo da costa e é reconhecida como patrimônio da humanidade. Cairns, que é a porta de acesso mais fácil ao local, é um pedaço em terra firme ideal para mergulhadores que desejam se aventurar pelos jardins de corais rasos, pináculos, canais profundos, valas, cavernas e navios naufragados. Tenha em mente que a visibilidade costuma ser melhor de junho a agosto. Onde ficar: Hostel Caravella Backpackers.

Localizado no calçadão no centro da cidade de Cairns, o Caravella Backpackers tem ambiente descontraído e convidativo, ideal para jovens que querem mochilar pela Austrália e conhecer novas pessoas. O hostel oferece quartos compartilhados e privativos e conta com lavanderia self-service e aluguel de bicicletas. O Píer de Cairns, ponto de partida dos passeios de barco para a Grande Barreira de Corais, está a 15 minutos a pé do local.

Bali, Indonésia

A Indonésia é formada por mais de 17 mil ilhas e mais de 500 pontos perfeitos para mergulho, sendo Bali um dos mais badalados. O país tem uma diversidade subaquática com mais de 3 mil espécies de peixes e cerca de 600 de corais, e as atrações durante um mergulho são muitas: golfinhos, arraias, baleias e até um vulcão submarino. A melhor época para a atividade aquática é entre abril e dezembro. Onde ficar: Ayana Resort and Spa. O Ayana Resort and Spa é um convite ao relaxamento após uma sessão de mergulho. A propriedade está localizada em um jardim de 90 hectares no topo de um rochedo, 35 metros acima da Baía de Jimbaran. O resort conta 12 piscinas, 19 opções gastronômicas, academia, quadras de tênis e um campo de golf com 18 buracos. Já o spa oferece massagens de talassoterapia com água do mar rica em sais minerais. Os hóspedes indicam o local como bom para viagem em grupo.

Belize City, Belize

Não poderia faltar o mar caribenho nesta lista. Belize, o pequenino país da América Central, abriga um dos lugares mais fascinantes do mundo, o Blue Hole, uma caverna em forma de círculo no meio do mar, com pouco mais de 300 metros de diâmetro e cerca de 135 metros de profundidade. Esse, inclusive, é o ponto mais buscado por mergulhadores que visitam o país e vale lembrar que o local exige um pouco mais de experiência na atividade. A melhor época para mergulhar em Belize é entre abril e junho. Onde ficar: Gran Caribe Belize. Ideal para viajantes que gostam de ficar em apartamentos com cozinha equipada, o Gran Caribe Belize tem piscina ao ar livre e uma bela praia privativa de 200 metros. A equipe de concierges do local organiza passeios como mergulho com cilindro, mergulho com snorkel, vela, pesca, boia-cross em cavernas, entre outras atividades.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu