27 May 2019

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, foi uma das autoridades destacadas para a abertura da 35a edição da APAS Show 2019 (Associação Paulista de Supermercados). O evento foi iniciado, na segunda (6), na presença do governador do Estado, João Doria, o prefeito da Capital, Bruno Covas, a deputada estadual Carla Morando, o presidente da APAS, Ronaldo dos Santos, demais autoridades e empresários. A APAS ocorre até quinta (9), no Expo Center Norte, em São Paulo.

Com mais de 800 expositores, das principais marcas que foram responsáveis pelo crescimento de faturamento do País, a edição deste ano foi denominada "Super Hack - Hackeando o Supermercado". O objetivo foi o de elevar a majoração da representatividade do setor supermercadista como fomento de negócios, geração de empregos e desenvolvimento econômico.

Vice-presidente da instituição, o prefeito Orlando Morando discorreu sobre a representatividade no volume da cadeia de postos de trabalho. “É preciso cada vez mais o alinhamento do Poder Público com a iniciativa privada, pois assim será o período de abrir um caminho de mais emprego e negócio para todos. O setor é um dos que mais emprega. São mais de 500 mil pessoas com carteira assinada no Estado de São Paulo, além da forte capacidade na geração de emprego, resposta rápida na economia", comentou o prefeito detalhando que o ramo de supermercados abastece, em alimento, mais de 80% de tudo aquilo que é consumido pela população”, afirmou.  

O governador João Doria elencou o potencial de toda a cadeia, enfatizando ser o “maior evento do mundo”, citando a perspectiva de R$ 2,5 bilhões em faturamento. “Estimular novos negócios para mais empregos. É assim que uma gestão pública moderna trabalha. O Estado é global, nos apoiamos que todo o País seja competitivo e traga mais potencial”, discursou o governador.

35 ANOS DE APAS – O setor supermercadista tem muito que celebrar nestes 35 anos de existência da APAS. A entidade divulgou os resultados do setor no ano de 2018 com destaque positivo para o faturamento, já que o Índice de Vendas dos Supermercados (IVS) fechou em alta de 2,32%, no quesito de mesmas lojas. Com isso, o faturamento nominal do Estado ficou em R$ 103 bilhões. A cadeia mantém, no Estado de São Paulo, 535 mil empregos diretos e 2 milhões de empregos indiretos. Só em 2018, registrou a abertura de 10 mil vagas.

A 15ª edição do Prêmio Empreendedor Social estendeu o prazo de inscrições para domingo (12). Líderes de iniciativas inovadoras e empreendedores de impacto social podem participar do maior concurso de empreendedorismo social e ambiental da América Latina, que chega à 15ª edição. Entre as novidades e destaques de 2019 está o Troféu Grão, categoria destinada exclusivamente às organizações sem fins lucrativos que atuam com causas de grande relevância para o país. Para a edição 2019, estão credenciados a participar – além dos gestores de ONGs – os líderes de iniciativas inovadoras e empreendedores de impacto social dos quatro cantos do Brasil. Os vencedores e finalistas terão acesso a benefícios que totalizam cerca de R$ 400 mil. A premiação é realizada pela Folha de S.Paulo em parceria com a Fundação Schwab, uma das entidades irmãs do Fórum Econômico Mundial. Inscrições: https://www1.folha.uol.com.br/empreendedorsocial/cadastro.shtml

Pioneiro e comprometido em identificar inovações sociais e ambientais brasileiras, o Prêmio Empreendedor Social e o Prêmio Empreendedor Social de Futuro já reconheceram 76 gestores – finalistas e vencedores –, conferindo chancela e visibilidade internacional para líderes de iniciativas de impacto social que estão mudando a forma de fazer negócios no Brasil.

Em 2018, os vencedores do Prêmio Empreendedor Social foram Roberta Faria e Rodrigo Pipponzi, fundadores da Editora Mol, uma editora que promove impacto social ao produzir e livros que são vendidos com preços acessíveis em parceira com redes de varejos. A renda é revertida para 39 organizações sociais, descontados os custos da operação – desde 2007, foram repassados R$ 25 milhões.

Na categoria Prêmio Empreendedor Social de Futuro, voltada a jovens de 18 até 35 anos, os ganhadores foram os empreendedores Raphael Mayer e Mathieu Anduze, criadores da Simbiose Social –negócio de impacto social que utiliza tecnologia para otimizar recursos de leis de incentivos no Brasil. Realizada exclusivamente pela Folha desde 2009, essa categoria visa impulsionar jovens empreendedores. A premiação conta com benefícios exclusivos, como participação no Festival Social Good Brasil e no Encontro Nacional de Empresas Juniores – ambos com despesas pagas –, além de mentorias, cursos e capacitações.

"Os empreendedores sociais brasileiros atacam alguns dos problemas mais urgentes do país, incluindo reabilitação de condenados, modernização do sistema educacional por meio do ensino digital e proteção da Amazônia", afirma Hilde Schwab, fundadora e presidente da Fundação Schwab. A filantropa destaca que um desses empreendedores é Carlos Pereira, fundador da Livox e vencedor do prêmio em 2016. A empresa que ele criou fornece tecnologia para que pessoas com deficiências na fala possam se comunicar e aprender. "Pereira encontrou, no Fórum Econômico Mundial, três empreendedores e juntos formaram uma parceria para levar o modelo para a Europa", diz Hilde.

O passaporte para entrar na Rede Schwab e participar de encontros do Fórum Econômico Mundial não é o único benefício conferido aos vencedores do Prêmio Empreendedor Social.Eles ganham, ainda, acesso a premiações que totalizam R$ 350 mil em mentorias, capacitações e cursos de qualificação em instituições renomadas, como Insper e Fundação Dom Cabral.

Troféu Grão- A grande novidade do ano na premiação, o Troféu Grão passa a compor o concurso com reconhecimento voltado exclusivamente a iniciativas sociais sem fins lucrativos. Um dos critérios para participar é que as organizações tenham no mínimo um ano de atuação e um alto potencial de impacto.As organizações finalistas do Troféu Grão passarão pelo mesmo processo de avaliação do concurso principal. Após a inscrição, os selecionados são chamados para uma segunda etapa, na qual são demandadas mais informações sobre o empreendedor social e a organização, além de documentação. Depois, são definidos os semifinalistas, que receberão visita do Comitê Avaliador, formado por jornalistas da Folha e consultores independentes. A avaliação in loco resulta no material jornalístico e no relatório enviado ao júri.

PRÊMIO EMPREENDEDOR SOCIAL

Quem pode participar: empreendedor maior de 18 anos; negócios de impacto social e ambiental de impacto com mais de três anos, que possa ser replicada e influenciar políticas públicas.

Principais prêmios: bolsas de estudos em instituições como Harvard, Faap e Fundação Dom Cabral; plano de medição de impacto realizado pelo Insper; participação em fóruns nacionais e internacionais; e consultoria jurídica.

PRÊMIO EMPREENDEDOR SOCIAL DE FUTURO 2019

Quem pode participar: iniciativas ou startups com no mínimo um ano e empreendedor residente no Brasil de 18 a 35 anos.

Principais prêmios: assessoria jurídica e de gestão; apoio das aceleradoras Artemisia e Yunus; participação em fóruns de investidores; mentoria de Din4mo e Vox Capital; e bolsas para cursos de capacitação.

Hidratação, alimentação, peso, saúde e qualidade de vida são alguns dos assuntos que serão tratados em mais uma edição do curso “Melhor Peso Agora: Emagreça com Qualidade”, da Prefeitura de Diadema. A turma de 25 alunos terá oito aulas, sendo uma por semana. Os encontros são promovidos pelo PEAND (Programa de Educação Alimentar e Nutricional de Diadema), órgão da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar.

Criado em 2015, objetivo do curso é ensinar e incentivar hábitos saudáveis, principalmente para pessoas com sobrepeso e obesidade. Mas além de atrair um público preocupado com o peso, os encontros têm sido frequentado por pessoas com diabetes, hipertensão, doenças cardíacas e osteoporose. Com essa, que já é a 11ª turma do “Melhor Peso Agora”, o PEAND soma 147 pessoas preparadas para emagrecer com saúde.

No programa do curso estão previstas aulas sobre grupos de alimentos, incentivo à atividade física e ao consumo de água, plano alimentar, montagem de refeições saudáveis, rotulagem de alimentos, nutrição comportamental, além de mitos e verdades na alimentação. Nos encontros também serão exibidos vídeos para estimular a discussão sobre “impactos da mídia na alimentação” e “10 passos para uma alimentação saudável”. Ainda constam da lista de atividades a realização de oficina culinária e uma conversa com profissional de Psicologia sobre mudança de hábitos.

O objetivo geral dos participantes do “Melhor Peso Agora: Emagreça com Qualidade”, quando iniciam as aulas, é perder peso. No decorrer do curso, todos aprendem como fazer isso, mas sem prejudicar a saúde. Por isso, logo no primeiro encontro todos preenchem questionário, além de passar pela balança e fita métrica para futuras avaliações.

“Quem faz o ‘Melhor Peso Agora’ aprende que alimentação e saúde caminham juntas”, explica a nutricionista da Prefeitura de Diadema e coordenadora do PEAND, Renatiely Paschoali. E foi exatamente em busca de mais saúde que Maria Lígia de Oliveira Rosa, de 50 anos, fez sua inscrição. “Estou com problemas de diabetes e pressão alta, por isso quero melhorar a minha qualidade de vida, aprendendo a controlar o peso e a alimentação”, conta.

Já para Andréia Richieri Nicolau Guerrero, de 44 anos, que é aluna dos cursos de gastronomia na Fundação Florestan Fernandes, o curso vai aperfeiçoar seu novo campo profissional. “Há mais de um ano, estou trabalhando como autônoma no ramo de alimentos, por isso desejo ter mais saúde e ser um bom exemplo para meus clientes”, disse. A Prefeitura de Diadema, por meio da Secretaria de Segurança Alimentar oferece, gratuitamente, diversos outros cursos na área de alimentos: pães caseiros, cozinha para iniciantes, aproveitamento integral dos alimentos e outros.

 

A Ford apresentou na Europa o protótipo de um carrinho de supermercado equipado com sistema de freio automático para evitar que as crianças, ao brincar de correr entre as gôndolas, acabem gerando acidentes. O objetivo é tornar as compras menos estressantes quando os pais vão ao supermercado com os filhos pequenos.

A criação é inspirada na tecnologia de assistência autônoma de frenagem da marca, disponível em modelos como o Fusion e o Edge ST, que usa uma câmera dianteira e um radar para detectar veículos, pedestres e ciclistas na pista e aplica os freios automaticamente se o motorista não responder aos alertas. De modo semelhante, o “Carrinho Autofrenante” tem um sensor que faz a varredura de pessoas e objetos à frente e aplica os freios automaticamente quando a possibilidade de uma colisão é detectada.

O protótipo faz parte de uma série da Ford chamada “Intervenções”, que utiliza a experiência e tecnologias desenvolvidas pela marca no setor automotivo para resolver problemas do dia a dia em outras áreas. Outras criações recentes incluídas nessa série são uma cama inteligente que evita a invasão de espaço entre os parceiros (inspirada no sistema de permanência em faixa) e uma casinha que protege os cães do barulho de fogos (sistema de cancelamento de ruído).

“O assistente autônomo de frenagem pode ajudar os motoristas a evitar ou atenuar as consequências de uma colisão. Pensamos que mostrar como um conceito semelhante poderia ser aplicado a um carrinho de supermercado seria uma ótima forma de destacar uma tecnologia realmente útil para os motoristas”, diz Anthony Ireson, diretor de Comunicação de Marketing da Ford Europa.

Sempre com muita festa e alto astral, o Jotisa (Jogos da Terceira Idade de Santo André) teve sua abertura oficial da 20ª edição, na segunda-feira (6), no ginásio do Parque Celso Daniel. Neste ano, o responsável por acender a pira olímpica foi o ex-atleta Paulo Américo Pinto Serra, pai do prefeito Paulo Serra. A cerimônia trouxe o desfile dos atletas das 15 diferentes modalidades que serão disputadas por cerca de 1,2 mil participantes. A festa ainda contou com o show do cantor Mimi Boêmio.

“Um evento tão tradicional merece toda a nossa atenção, nesta que é a melhor idade. Desenvolver a prática de atividades esportivas e dar estrutura para tal é uma missão que temos. Ficamos orgulhosos por um número tão elevado de pessoas participarem dessa competição”, disse o prefeito Paulo Serra.

A prática esportiva exercida pelas pessoas da terceira idade tem como característica natural e essencial permitir a aproximação e o agrupamento de pessoas, favorecendo a integração. As atividades visam desenvolver meios para ampliar o convívio social, a troca de experiências e valorizar a prática esportiva, como fator de promoção de saúde física, mental e do bem-estar geral.

“Estes atletas são exemplos para todos nós, promovendo a saúde e a convivência. Será uma grande competição e tenho certeza que com muito respeito e melhor clima possível”, afirmou o secretário de Esporte e Prática Esportiva, Marcelo Chehade.

As modalidades desta edição serão atletismo (a partir de 51 anos); bocha (a partir de 60 anos); buraco (a partir de 60 anos); coreografia (a partir de 60 anos); damas (a partir de 60 anos); dança de salão (a partir de 60 anos); dominó (a partir de 60 anos); malha (a partir de 60 anos); natação (a partir de 51 anos); tênis de campo (a partir de 55 anos); tênis de mesa (a partir de 55 anos); tranca (a partir de 60 anos); truco (a partir de 60 anos); vôlei simplificado (a partir de 55 anos) e xadrez (a partir de 60 anos).

O Jotisa é realizado desde 1999. O evento é destinado especialmente ao público com mais de 60 anos, entre mulheres e homens. Algumas provas permitem a participação de pessoas a partir de 50 anos, conforme regulamento de modalidades específicas. A edição deste ano vai até o dia 22 de maio.

Na primeira missão internacional para fora da América do Sul, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, convenceu os executivos do grupo Globalia a ampliar os investimentos no Brasil. No portfólio apresentado na reunião em Madri (Espanha), estavam oportunidades em hotelaria, aviação civil e entretenimento. O ministro destacou que o país vive um novo momento mais favorável ao investidor e empresas internacionais de transporte aéreo podem operar trechos domésticos desde que abram filiais no Brasil.

"Temos um mercado altamente atrativo e precisamos aumentar a conectividade aérea para o turismo se desenvolver no país", comentou o ministro. Marcelo destacou que o viés liberal cria um ambiente favorável ao investidor. "Temos acompanhado com muito interesse os movimentos do novo governo brasileiro. O país tem um enorme potencial turístico, muitas ações por fazer", comentou Javier Hidalgo, presidente do grupo Globalia, um dos maiores conglomerados de turismo da Europa, com mais de 15 mil funcionários.

A Air Europa, uma das empresas do grupo, atualmente dispõe de 18 voos semanais ligando a Europa ao Brasil. De acordo com Hidalgo, a oferta vai, pelo menos, dobrar até 2020. Atualmente a empresa transporta 310 mil turistas da Europa para o Brasil por ano. Se dobrar o número de viajantes, deve injetar R$ 1,6 bi a mais por ano na economia brasileira.

Outra possibilidade é abrir hotéis do grupo no Nordeste brasileiro para fazer frente ao Caribe. "O mercado europeu tem a necessidade de explorar novos atrativos turísticos", comentou Hidalgo.

PARCERIA COM OMT - Após a reunião na sede do grupo Globalia, em Madri, o ministro se reuniu com o secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT) – agência de turismo da ONU –, Zurab Pololikashuili. No encontro ficou acertado que o Brasil vai sediar três competições de inovação em turismo voltados para: gastronomia, esporte e turismo rural. A ideia é trabalhar em parceria com universidades e empresas de tecnologia interessadas em apostar no mercado de Viagens.

Zurab também se colocou à disposição para ajudar o Brasil na realização de um evento para atrair investidores em parceria com a Financial Times, uma das principais publicações do mundo de negócios no planeta.

Para finalizar a agenda, o ministro fez uma visita técnica à Wakalua, um hub de inovação no turismo. A incubadora de startups trabalha para criar novos serviços de turismo. "Quanto mais startups temos, mais soluções e portas de entradas para o turismo teremos", concluiu Marcelo Álvaro Antônio.


Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu