30 May 2020

Para garantir a saúde e o bem-estar de seus colaboradores, a BR7 Mobilidade, operadora de transporte coletivo público em São Bernardo, promoveu a segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe para colaboradores. Nas duas fases foram vacinadas mais de 1.000 pessoas.

Segundo Nelson Ribeiro, diretor presidente da operadora, a ação está alinhada ao objetivo da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe, do Ministério da Saúde, de proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. Na primeira faze, realizada no final de abril, já haviam sido vacinados cerca de 700 funcionários, que também receberam mais de 1.000 máscaras para proteção, tanto enquanto na empresa como também quando fora dela.

A BR7 vem realizando diversas ações para colaborar com o combate à pandemia do Covid-19, tanto interna como externamente. Desde o início da campanha contra a gripe, a operadora, em parceria com a Prefeitura de São Bernardo, transformou parte do Terminal Alvarenga em PitStop para vacinação – pela primeira vez fora das UBSs – que foi realizada pelos profissionais da saúde em uma verdadeira operação de Drive-Thru, onde os munícipes sequer precisam descer do veículo para receber a proteção.

Entrega de cestas básicas

Outra ação social promovida pela BR7 durante os meses de abril e maio é a distribuição de cestas básicas para os colaboradores com contrato de trabalho suspenso ou pertencentes ao grupo de risco e também para famílias de comunidades carentes de São Bernardo.

O Fundo Social de Ribeirão Pires está fortalecendo suas ações para auxiliar famílias em maior vulnerabilidade nesse período de combate ao coronavírus. Para reforçar a campanha de arrecadação de donativos, a entidade realizará, a partir de terça (26), o Drive-Thru da Solidariedade.

Moradores poderão levar suas contribuições, das 9h às 15h, ao Complexo Ayrton Senna – Av. Prefeito Valdírio Prisco, 193 – região central. Sem precisar sair do carro, podem ser doados alimentos não perecíveis, itens de higiene pessoal e produtos de limpeza.

 “Estamos sempre fortalecendo o trabalho do Fundo Social para ampliar o alcance dessa corrente do bem, que em Ribeirão Pires está fazendo toda a diferença na vida de quem mais precisa”, afirmou a presidente do Fundo Social e primeira-dama de Ribeirão Pires, Flávia Dotto.

Além do Drive-Thru, há ponto fixo de arrecadação em funcionamento na sede do Fundo Social, na Av. Francisco Monteiro, 2.940 – Santa Luzia (atendimento de segunda a sexta-feira, das 10h30 às 15h30). Empresas e moradores também podem doar valores ao Fundo Social pela conta bancária – Banco do Brasil I Agência 0869-9 – CC 200.300-7 – CNPJ 46.522.967/0001-34. Os donativos podem, ainda, ser retirados nas instituições interessadas em fazer contribuições. Em caso de dúvidas ou para mais informações, os interessados podem entrar em contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelos telefones 4827-8555/ 4824-8236.

A Prefeitura de Santo André iniciou a entrega de 580 novos kits de uniformes completos para toda a corporação da Guarda Civil Municipal (GCM), além de novos coletes balísticos para a proteção dos agentes de segurança.

Os uniformes são compostos por novas botas, cinturões com kit patrulhamento, blusas e coberturas com bonés e boinas. Estes uniformes vão contemplar os agentes de segurança das equipes de patrulhamento, Guarda Ambiental, Romo (Rondas com Motocicletas) e Romu (Rondas Ostensivas Municipais).

Além dos novos uniformes, todos os coletes balísiticos dos 580 GCMs da cidade foram trocados. O investimento do município para equipar todos os agentes de segurança foi de R$ 1,5 milhão.

O prefeito Paulo Serra destacou o comprometimento constante do município para valorizar os GCMs. "Santo André nunca investiu tanto para melhorar as condições de trabalho dos nossos guardas. Nosso propósito é que a cidade fique cada vez mais segura e com nossos servidores reconhecidos”, destacou.

Munidas de mangueiras pulverizadoras, equipes da secretaria de Serviços Urbanos de São Bernardo vão reforçar a higienização de ruas, calçadas, pontos de ônibus, muros e outros locais públicos, dentro a ação “Jato de Combate ao Coronavírus”. O objetivo é garantir a limpeza em lugares de difícil acesso, como vielas, escadões e passagens, onde os caminhões de desinfecção não conseguem chegar. Ao todo, 70 colaboradores estarão envolvidos no mutirão.

A expectativa é que toda a cidade seja contemplada com a esterilização ao menos duas vezes ao mês. Para cumprir esta meta, a Prefeitura também dobrou sua frota de caminhões-pipa destinados à ação. Serão dez veículos com capacidade para armazenar 7.000 m³ circulando pela cidade, com despejo de jatos do reagente químico de nível hospitalar, usado para controle microbiológico. O produto garante a limpeza por até sete dias, uma vez que forma película protetora invisível, que elimina vírus, fungos e até super-bactérias.

Registrado na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e no Ministério da Saúde, o preparo pode ser aplicado diretamente sobre matéria orgânica sem formar composto tóxico e sem trazer risco à saúde humana.

 “Vamos andar por cada canto da cidade, com profissionais equipados com pulverizadores e todos os equipamentos de proteção individual, como macacões, botas, máscaras de proteção, luvas, entre outros. Esta é mais uma ação que estamos colocando em prática para levar mais tranqüilidade à população e para que possamos superar esta pandemia o mais rápido possível”, destacou o prefeito Orlando Morando, durante anúncio da medida.

O governador do Estado, João Doria, no Palácio dos Bandeirantes, acaba de anunciar, durante coletiva de imprensa, junto aos secretários estaduais, de Saúde, José Henrique Germann; de Logística e Transportes, João Octaviano; de Desenvolvimento Regional do Estado, Marco Vinholi; ao diretor do Instituto Butantã e membro do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, Dimas Covas; o cardiologista Roberto Kalil Filho, diretor clínico do Incor e Eloísa Bonfá, diretora clínica do Hospital das Clínicas, nesta quarta (20) de maio, novas medidas contra o coronavírus.  

1ª) O Hospital das Clínicas (HC) irá dobrar o número de leitos de UTIs, até o final de maio, passando para 400 leitos, com investimento de R$ 524 milhões e também dobrar o número de leitos de UTIs cardíacas (para casos com complicações da Covid-19), de 10 para 20. O HC também recebeu 100 respiradores do Ministério da Saúde;

2ª) O Governo do Estado inaugura o quarto Hospital de Campanha, na comunidade de Heliópolis, com 200 leitos, sendo 24 de UTIs. Somado, ao todo, os quatro hospitais de campanha do Estado oferecem 2.440 leitos para o combate ao coronavírus;

3ª) O Estado vai contratar 4.500 leitos de hospitais particulares, sendo 1.500 UTIs, com investimento total de R$ 594 milhões, sendo R$ 432 milhões para as UTIs e R$ 162 milhões para leitos clínicos.

Na ocasião, o governador fez um apelo para que as pessoas fiquem em casa e não viajem neste feriado. “Não é um feriado para lazer, para viajar, para festejar, devemos resguardar a saúde e a vida. Fiquem em casa”, disse.

Doria ainda completou: “será que vamos ter que ver corpos empilhados pelas ruas para as pessoas entenderem a importância do isolamento social? O isolamento serve para proteger vidas. Não é possível que alguém com o mínimo de compaixão não se sensibilize a mais de 1 mil mortes num único dia. O Brasil precisa estar unido para vencer o coronavírus. Vamos fazer um esforço nestes próximos 6 dias, para evitarmos medidas mais duras e restritivas”, disse.

Na quinta (21), às 10h, o governador irá se reunir junto aos demais governadores do País, para reunião, por meio de vídeo conferência com o presidente Jair Bolsonaro.

BOLETIM- O secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, atualizou o número de casos no Estado:

-  69.859 casos confirmados [aumento de 6%, em relação a terça (19)]

-  5.363 óbitos [aumento de 4%, em relação a terça (19)]

-  4.169 internações em UTI

-  6.645 em enfermaria

Segundo Dimas Covas, as mortes por Covid-19 já superaram todas as causas de morte do País. Germann revelou que a taxa de ocupação das UTIs no Estado é 71,7% e na Grande São Paulo de 87,9%.

Mais de 15 mil pessoas em todo o País já foram testadas durante a primeira etapa da pesquisa “Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil: Estudo de Base Populacional”, que acorreu até terça (19). As regiões Norte e Nordeste foram as que mais aplicaram testes até o momento, somando 8.106 testes. O estudo, financiado pelo Ministério da Saúde, coordenado pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), do Rio Grande do Sul, e executado pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), será realizado em três etapas e prevê testar até 100 mil pessoas em 133 municípios. A expectativa é testar cerca de 33 mil brasileiros em cada etapa, sendo 250 pessoas em cada município selecionado. As próximas etapas de coletas estão previstas para acontecer em 28 e 29 de maio e 11 e 12 de junho.

“A pesquisa foi contratada pelo Ministério da Saúde para termos informações mais detalhadas sobre a situação de casos, ampliando cada vez mais o conhecimento sobre a doença. Por isso, a importância desta pesquisa”, destacou o secretário substituto de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário.

O objetivo do estudo é avaliar como o coronavírus se propaga pelo País, por meio da testagem de anticorpos na população. Com o inquérito, será possível identificar com que velocidade a população está adquirindo anticorpos contra a doença. Para isso, o Governo Federal disponibilizou 150 mil testes rápidos que detectam a presença de anticorpos IgM (de infecção mais recente) e IgG (de infecção mais antiga) para o novo coronavírus, a partir de amostras de sangue. Com os resultados do estudo, será possível criar estratégias mais precisas para o combate da pandemia, além de ações e programas de prevenção.

A coleta de dados está sendo feita nos domicílios pelos profissionais do Ibope. Em cada residência, é escolhido um morador para participar do inquérito. A cada etapa, a amostragem incluirá os mesmos setores, mas domicílios diferentes dos inquéritos anteriores. Durante a visita, a equipe do Ibope também disponibiliza um questionário sobre doenças preexistentes e possíveis sintomas da Covid-19 nos últimos 30 dias, além da aplicação do teste rápido.

Caso algum morador apresente resultado positivo para o coronavírus, todos os moradores da residência serão testados e a Secretaria Municipal de Saúde será informada para os cuidados e protocolos necessários. As medidas de segurança biológica também estão sendo adotadas, garantindo a proteção dos entrevistados e integrantes das equipes de campo que atuam na coleta dos dados e do material. Todas as equipes de campo já foram testadas.


Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu