31 Oct 2020

O distanciamento social imposto pelo atual cenário levou a sociedade a mudar suas prioridades e hábitos de consumo. Para entender os principais movimentos no comportamento do consumidor, a Experian fez uma pesquisa com três mil pessoas em dez países do mundo e identificou que o Brasil lidera o maior crescimento de compras online de produtos domésticos (exceto alimentação), cujo resultado saltou de 11%, em março, para 31% em julho deste ano. Considerando especificamente as compras de produtos alimentícios pela internet (desde in natura até refeições prontas), o Brasil também é destaque, subindo de 60% para 71%, analisando o mesmo período de comparação. Veja todos os detalhes nas tabelas e gráficos abaixo:

A expectativa dos brasileiros é que as compras online aumentem 53% em até seis meses. “O cuidado com a saúde trouxe à população uma mudança de hábito que privilegia as compras e interações no ambiente virtual e essa tendência deve continuar após o isolamento social. Com isso, é fundamental que as empresas se adaptem a esta nova realidade para estarem cada vez mais preparadas e seguras no atendimento desse consumidor mais digital”, diz a diretora de Decision Analytics e Marketing Services da Serasa Experian, Beatriz Raulino.

Ainda de acordo com a pesquisa, no Brasil, 71% dos entrevistados afirmaram que têm uma expectativa alta na entrega de uma experiência digital online. “A mudança de comportamento trouxe maior conscientização para consumidores e empresários sobre o ambiente virtual. As pessoas estão mais atentas aos cuidados que devem ter ao realizarem compras ou transações nesse ambiente. As empresas perceberam que precisam de processos seguros e um atendimento eficiente para garantirem o retorno do cliente”, ressalta Beatriz.

O levantamento também revelou que os consumidores brasileiros estão satisfeitos com o atendimento online que vêm recebendo. Entre os entrevistados, 44% afirmaram que fariam mais negócios com as empresas durante o isolamento social e 33% manteriam o nível de negócios feitos durante o período. Entre as opções de serviços de pagamento oferecidos aos clientes, houve um aumento de 16% no uso de carteiras móveis, soluções eletrônicas que armazenam dados bancários e de identidade para facilitar operações financeiras, e aplicativos de varejo.

Os consumidores também afirmaram mais confiança nos fornecedores de serviços de streaming (60%), seguido de fornecedores de tecnologia (56%) e sistemas de pagamento (55%).

24% dos brasileiros reduziram gastos desnecessários

A pesquisa da Experian também indica uma mudança na relação dos consumidores com o dinheiro. Entre os respondentes brasileiros, 24% afirmaram que estão reduzindo gastos desnecessários e 21% estão economizando mais em fundos de emergência. “Os momentos difíceis também podem ser boas oportunidades para reavaliar os hábitos de consumo. A educação financeira é muito importante para ajudar o consumidor a lidar com os seus recursos, principalmente em momentos adversos”, avalia a executiva da Serasa Experian.

A Prefeitura de São Caetano iniciou, na terça (13), os atendimentos no Ambulatório Municipal de Acompanhamento e Reabilitação Pós-Covid, unidade que acompanhará casos de moradores que ficaram com sequelas após impactos sofridos pelo organismo em decorrência da Covid-19. Será a primeira unidade a fazer esse tipo de atendimento na região.

Tem sido tema de estudo por todo mundo o tempo necessário para a reabilitação completa dos pacientes acometidos pela Covid-19. “São características e sequelas diferentes que incluem dificuldade para respirar, perda de olfato e paladar, fadiga, tosse crônica, perda excessiva de peso e dificuldade de se locomover, dentre outros. Até problemas neurológicos têm sido observados”, explicou a secretária de saúde, Regina Maura Zetone.

O município, que possui cadastro de todos os pacientes que foram internados ou diagnosticados com Covid-19, iniciou uma busca ativa dessas pessoas e acredita que até o final do ano devem passar pelo local cerca de mil pacientes, que serão acompanhados pela equipe multiprofissional composta por nutricionistas, fisioterapeutas e psicólogos, entre outros, durante o processo de reabilitação.

Oliria Araújo, de 88 anos, foi uma das primeiras pacientes a ser atendida. “Gostei muito do atendimento e do cuidado que a equipe teve, não apenas durante o tratamento, mas agora, ao se importar com os pacientes que ainda têm sintomas. A cidade está muito presente no combate a essa pandemia”, destacou a munícipe.

Para ser atendido no ambulatório, o paciente passará por triagem, e quem tiver sequelas causadas pelo coronavírus será encaminhado ao devido especialista. “Uma parcela significativa dos pacientes que deixam os hospitais precisa ter continuidade no tratamento. Muitos têm enfraquecimento muscular devido à falta de mobilidade e alimentação controlada; quanto mais tempo de internação, maior a perda de massa muscular e peso”, explicou a secretária.

O casal Davi e Susana Santos, de 50 e 51 anos respectivamente, foi internado no mesmo dia, no final de abril, e ambos continuam com sintomas. “Eu sinto um chiado no peito e deixei o Complexo Hospitalar com síndrome do pânico, mas já estou bem melhor”, explicou Davi. Suzana, que ficou internada no Hospital de Campanha, fará alguns exames para avaliação da função pulmonar, entre outros, pois, continua com muita falta de ar. “Eu já tinha um quadro de asma, mas após a Covid piorou muito minha resistência. Hoje, só de subir escadas o ar falta”, explicou.

São Caetano tem tido taxa de recuperação de pacientes em torno de 93%: são mais de 3.270 pessoas recuperadas e, dessas, uma parcela precisa continuar recebendo acompanhamento médico. O espaço fica na rua Oriente, altura do número 501, no bairro Barcelona e funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

O prefeito de Diadema, Lauro Michels esteve, na terça (13),em reunião com o diretor Metropolitano da Sabesp, Ricardo Borsari, para assinatura do ofício de cessão da área do Departamento de Limpeza Urbana para instalação da Usina de Recuperação de Energia de Resíduos Sólidos Urbanos.

A assinatura consolida o primeiro passo para que a Sabesp possa dar entrada ao processo de licenciamento.

Em celebração ao Dia do Professor, 15 de outubro, o SESI-SP recebe em seu canal no Youtube o historiador, professor e escritor, Leandro Karnal, para uma homenagem e conversa com os educadores sobre os desafios da educação em tempos de pandemia. Aberto a todos os públicos, o bate-papo acontece a partir das 17 horas e faz parte da programação da Semana SESI Pausar & Recarregar, série de eventos dedicada aos professores, pelo seu dia, e um agradecimento ao empenho desses profissionais nesse ano tão desafiador.

Também entre as atrações, uma palestra em parceria com a Federação dos Professores do Estado de São Paulo (FEPESP). O professor Celso Napolitano, presidente da instituição, participa do bate-papo "Gerenciamento de Emoções e Inteligência Emocional", discussão importante nesse momento tão particular e inesperado, a pandemia do Coronavírus, que colocou a todos em isolamento social. A psicóloga educacional da rede escolar SESI-SP, Daniela Berbel, e a especialista em esporte do SESI-SP, Jaqueline Leite, também participam do encontro online marcado para quarta (14), às 19h.

A Bachiana Filarmônica SESI-SP, sob regência do Maestro João Carlos Martins, que abriu o evento, em 12 de outubro, com uma live especial pelo Dia das Crianças ( assista aqui), também fecha a semana de eventos na sexta (16), às 20h30, executando canções em homenagem aos professores. Neste último concerto, os solistas Anna Beatriz, Jean William e Maria Clara Mascellani farão participação especial durante as canções Ao Mestre com Carinho (Arnaldo Saccomani), Tocando em Frente (Almir Sater / Renato Teixeira) e Trem Bala (Ana Vilela), respectivamente, entre outras composições.

Durante a Semana SESI Pausar & Recarregar, com o objetivo de celebrar o empenho de professores - e também dos estudantes e seus familiares - para dar conta desse ano tão desafiador, as aulas da rede escolar SESI-SP estão suspensas.

Por mais um ano, o Colégio Singular, com unidades em Santo André, São Bernardo e São Caetano, contou com o apoio da comunidade para fazer o Dia das Crianças muito mais feliz, principalmente para quem vive em situação de vulnerabilidade social.

Um desses apoiadores foi a equipe de basquete feminino Santo André/APABA, através da LBF CAIXA Social, que esteve na unidade andreense do colégio para fazer uma doação de roupas e brinquedos.

Essas doações se juntaram a de outras unidades do Singular e mais de 2,5 mil itens, entre doces, roupas e brinquedos, foram encaminhados para as crianças assistidas pelo Instituto Beneficente SOS Nova Vida, em Suzano, e Instituto Beneficente Irmã Marli, no Morro da Kibon, em Santo André.

A Prefeitura de Santo André entregou, na terça (13), mais 36 matrículas para moradores do Centreville, dando prosseguimento ao processo de regularização dos imóveis do bairro. A entrega foi feita em cerimônia no Salão Burle Marx, no prédio da Prefeitura, respeitando todos os protocolos de prevenção do coronavírus.

As primeiras 55 matrículas foram entregues pela Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária em fevereiro deste ano. Todos os documentos são disponibilizados aos moradores sem nenhum custo, graças a parceria da Prefeitura com a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo).

O Secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Adriano Cruz, destacou a retomada no processo de concessão das escrituras aos moradores do bairro. “Iniciamos esse processo de regularizar a área e retomamos os trabalhos de campo e o trabalho técnico social. Tudo isso coroou a luta da comunidade por décadas e que agora possuem um endereço e um lar para chamar de seu”, destacou.

A entrega dos documentos marca a solução definitiva para uma demanda que se arrastava há 38 anos e que se tornou o processo de regularização fundiária mais complexo já realizado em Santo André. Mais matrículas serão entregues aos moradores do Centreville até o final do ano.

A aposentada Ivanir Ortis dos Santos, de 65 anos, destacou a alegria que sentia na cerimônia de entrega das escrituras. “Hoje sinto que a minha vida mudou, nós temos uma escritura, algo que é um direito nosso. Agora não nos sentimos mais desvalorizados como fomos por décadas, com a escritura temos tudo nesta vida. Moro no bairro há 25 anos e acompanhei de perto essa luta que foi árdua e que valeu a pena”, comemorou.

Histórico - O bairro Centreville surgiu após a tentativa de construção de um condomínio de alto padrão. As obras tiveram início em 1973, porém, após a falência da construtora Nova Urbes, responsável pelo projeto, o terreno foi abandonado. A área foi ocupada em 1982, com as casas já prontas, faltando apenas alguns acabamentos. Atualmente o bairro conta com 1.300 famílias.    


Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu