31 Oct 2020
Avalie este item
(0 votos)

Vou repetir aqui algumas histórias sobre esses nossos “anjinhos”, meus cinco netos.
As histórias engraçadas deles se acumulam em nossa memória.
Lembrei-me de meu neto Henrique, hoje com 27 anos. Quando ele tinha seus 4 aninhos, foi pela primeira vez andar no Trem Fantasma de um parque. Quando terminou a viagem, ele nos disse: - Eu sei que é tudo de mentira, mas meu coração pensa que é tudo de verdade!... com a mão sobre o coração que batia descompassado. Hoje é engenheiro em mineração. Em Toronto.
As crianças nem sempre gostam de bater papo no telefone. Minha neta Juliana, hoje com 19 anos, na época com 5, estava conversando comigo no telefone comum. Em determinado momento ela falou... tchau, vó... um beijo... a bateria está acabando.... Pode? Hoje cursa administração na Federal de Florianópolis.
Conversando com a outra netinha Heloiza, do Paraná, 17 anos, nos seus 6, perguntou-me no telefone:
-Quer falar com “seu filho”?
Eu respondi: - Não... quero falar com você.
Ela: - Cooomo? Você Não Quer Falar Com Seu Filho???...
-Tudo bem... quero!
-Pai... sua MÃE no telefone. Ela quer falar com você! ...
Bela forma de me descartar. Uma vez uma amiguinha sua, minha vizinha perguntou, o que ela queria ser quando crescesse (6 anos?). Ela disse veterinária e cantora. COMO? Assim... De dia sou veterinária e a noite canto! Agora aos 17 anos ainda não está decidida qual carreira vai seguir. Pensou em veterinária, mas morre de pena de ver um animalzinho sofrendo, então, talvez medicina... e ???? Mora em Cascavel.
Guilherme hoje com 24 anos, sempre nos surpreendeu por começar a ler muito cedo. Com seus 7 anos em menos de uma semana lia um exemplar das histórias do Harry Potter. Em cada novo lançamento, combinava com os lojistas da livraria onde era cliente e na véspera já ia buscar seu volume. Não tentava conversar com ele quando tinha um livro nas mãos. Continua grande leitor. Hoje trabalhando em Biotecnologia. Em São Paulo
Daniel, meu neto com 23, é o que ficou morando comigo até os 18 anos. Quando viajávamos, enquanto eu dirigia, era meu copiloto fazendo dueto nas canções que escutávamos. Houve um tempo que ele sabia todas as músicas de Caymmi e Dick Farney. É também quem disputava comigo o computador. Hoje faz Biologia em Santos e trabalha no Jardim Botânico.
As fotos de doces momentos do passado são o que conservam vivas nossas recordações. Hoje com as fotos nos celulares, deixamos muitas vezes de ter essas lembranças, pois aos poucos as vamos perdendo. Muitas historinhas engraçadas das crianças eu tenho na memória e no papel. Com toda a família longe de mim, espero que Deus conserve esses momentos até o término de minha vida.
Quem tem netos, com certeza tem muitas histórias para contar… este ano o Dia das Crianças vai ser diferente. O futuro lhes reserva lembranças de momentos de solidão. Muitos estão aprendendo a colaborar com os pais em serviços caseiros e aprendendo a manejar uma faca na cozinha. E é com orgulho que contam que já sabem cozinhar. É importante aprenderem a viver!
Teremos o dia de Nossa Senhora Aparecida, minha protetora, meu Anjo da Guarda. Que ela nos proteja e as nossas crianças nessa época tão difícil.
Um abraço, Didi

Avalie este item
(0 votos)

“Il 04 ottobre è festeggiato il giorno di San Francesco d’Assisi”. No último dia quatro de outubro, o calendário religioso da Igreja Católica registra a comemoração da “Festa di San Francesco D’Assisi”  para os italianos e devotos “Il Patrono d’Italia”, motivo de  realizações de festividades e eventos nas paróquias com o seu nome.As solenidades religiosas ocorreram com grande fluência de fiéis denotando incontestável demonstração de muita fé, crença e devoção dos ítalo-brasileiros, pois a sua biografia e existência de dons com muitíssimos históricos de milagres, ensejam todo esse movimento, cujo respeito e admiração se mantém cada vez mais entre os antigos, mas  aumentam entre os mais jovens que seguem essa postura dos seus ascendentes.San Francesco d’Assisi, nascido Giovanni di Pietro di Bernardone, em Assisi, na Úmbria, Itália, aos cinco de julho de 1182, filho de Pietro di Bernardone dei Moriconi, rico comerciante, e Pica Boulermont, tendo recebido educação voltada para os negócios, de família abastada em sua juventude irrequieta e mundana esbanjava dinheiro com ostentações.Quando tinha vinte anos, durante uma guerra entre Perugia e Assisi, alistou-se como soldado, mas foi capturado e permaneceu preso, tendo adoecido gravemente e durante a convalescência decidiu abrir mão de seus bens e da vida mundana, dedicando-se inteiramente ao Evangelho.Durante uma de suas orações, na Igreja de São Damião, em Assis, ouviu um chamado que dizia as conhecidas palavras “Francisco, repara minha casa, pois olhas que está em ruínas”, o que o motivou a viver naquela paróquia mesmo sob diversas intervenções contrárias de seu pai. Lá permaneceu para auxiliar na igreja como pedreiro, pedindo esmolas para custear as obras de restauração.Então, passou a ter vida religiosa de completa pobreza, o que foi motivado a fundar a ordem mendicante dos Frades Menores, tomando ao pé da letra sob o crucifixo de São Damião, ficando mais conhecida como os “Franciscanos”, em Porciúncula, na Capelinha de Santa Maria dos Anjos. As atuações renovaram sobremaneira o catolicismo de seu tempo, mercê de sua grande dedicação nas pregações cristãs.Tomando o hábito da pregação itinerante, quando os pregadores do seu tempo permaneciam em mosteiros, e com sua crença de que o Evangelho devia ser seguido à risca, imitando a vida de Jesus Cristo, desenvolveu profunda identificação com os problemas dos seus semelhantes e com a humanidade do próprio Cristo, então dedicou-se aos mais pobres e a amar todas as criaturas chamando-as de irmãos. Quando o grupo tinha doze membros, em 1210, seguiu para Roma, para pedir o consentimento do Sumo Pontífice que, apesar de ter considerado que as suas ideias eram muito rígidas, mesmo assim, para tanto, deu a sua aprovação.Muito feliz e otimista, retornando a Assisi, continuou a sua pregação das palavras divinas, vivendo com humildade e pobreza sempre para alcançar e imitar literalmente Jesus Cristo.Nesse tempo, já conhecido de Chiara D’Offreducci, rica jovem e com quem desfrutava amizade e conhecimento, convenceu-a a aderir ao movimento religioso e que dispensou a vida abastada familiar, passando então a acompanhar San Francesco nas suas pregações, motivando a fundar a Ordem das Pobres Senhoras, melhor chamada de Ordem de Santa Chiara, as Clarissas, nos mesmos moldes dos Franciscanos. San Francesco destacou-se também por sua faceta de proteção à natureza e ligação aos animais, pois nas pregações que participava tinha de se deslocar aos locais de difícil acesso, motivo assim de percorrer vários lugares inóspitos quando tomava contato com a natureza.Por sua dedicação à conservação das matas e proteção aos animais, foi guindado ao titulo de Santo Protetor dos Animais e do Meio Ambiente, motivo que enseja a realização de bênçãos aos animais todo dia quatro de outubro, data em que se comemora a sua santidade.Faleceu jovem, aos quarenta e quatro anos, em três de outubro de 1226, em Assisi, com um profícuo e longo trabalho de pregação e assistência aos menos favorecidos.Em sua homenagem na comune de Assisi, em 1228, foi erguida a Basílica, na colina distante da cidade, onde na cripta se encontra sepultado, local que recebe  milhares de devotos de todos os cantos do mundo.Já para Santa Chiara, a sua discípula que tanto o imitou e seguiu, foi erguida uma igreja em sua memória perto da Basílica de San Francesco, do outro lado da colina e, considerando que o seu corpo intacto lá se encontra exposto, porém aberto e com total visibilidade, merece devoção.Segundo Dante Alighieri, a respeito de San Francesco de Assisi, que sempre afirmou que ele foi “uma luz que brilhou sobre o mundo”, e para muitos foi a maior figura da Igreja Católica.

Avalie este item
(0 votos)

Nós povo de qualquer classe, notamos nesta época pré-eleitoral a existência em todo o Brasil de milhares de candidatos aos cargos de prefeitos e vereadores. No entanto vemos faltar neles, pudor e pundonor, ou seja, uma autoanalise de suas capacidades para realizar algo em qualquer setor para a população das cidades que se candidatam.
Isto sem dúvida é consequência de termos mais de 40 partidos políticos, com seu imenso fundo partidário e eleitoral, onde cada partido recebe seu percentual e consequente o candidato também, sem dúvida um abuso.
Será que usariam seu dinheiro, para serem candidatos? Nós de fora das hostes políticas, se queremos fazer algo temos que pagar com o nosso dinheiro e trabalho, e estes políticos recebem tudo de mão beijada.
Como já escrevi em outras oportunidades considero isto uma vergonha. Deveríamos ter somente dois ou três partidos, e quem quisesse ser candidato, teria que ser responsável pelos seus gastos e vontades.
Realmente e necessário urgentemente diminuir o número de vereadores, deputados e senadores, membros dos Judiciários, e o STF deveria ser eleito pelo o povo, com tempo determinado do exercício sem influencia do Presidente.
Deveríamos ter um Presidente avesso aos acordos escandalosos ter um grupo de apoio (partidos sem permitir trocas), e ser assessorados por grupos competentes e o mínimo necessário, ao contrário da atualidade onde, existe chefes e subchefes e empregados mil, traduzido pela burocracia infernal brasileira. Não observamos atitudes nobres, de políticos (há pouca exceções) sem dúvida, mais a maioria está ai para resolver seus problemas pessoais.
Precisamos sem dúvida de um Presidente que não pense em reeleição ou melhor, acabe com ela, e use seu cargo para resolver os problemas graves e existentes deixado por ouros políticos.
Um Presidente, deve manter um relacionamento social e econômico amigável com todos os seus vizinhos e com o mundo.
O bom senso, a ética o relacionamento correto é o que se deseja para um presidente digno do cargo que ocupa.
A política sem dúvida e uma arte, e que nossos políticos ainda tem muito a aprender e nos ensinar, como ser solidário, ser honesto e ser profissional no que fazem.

O governador João Doria acaba de anunciar, nesta sexta (9) de outubro, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, a 14ª atualização do Plano SP, na qual seis regiões do Estado foram reclassificadas e avançaram para a fase verde. São elas: Campinas, Piracicaba, Sorocaba, Taubaté, Baixada Santista e Região Metropolitana de São Paulo, que inclui a Capital e todo o ABC.

Segundo Doria, com essa modificação 76% da população do Estado irá progredir para a fase verde. A nova configuração já passa a valer, a partir deste sábado (10) e segue até 15 de novembro. Para ingressar nesta nova fase de flexibilização, menos restritiva, de acordo com o governador, foram analisados os indicadores da pandemia, nesta semana, em comparação à semana anterior. Houve queda de 36% no número de casos; redução de 4,8% nas internações e de 22,6% nos óbitos. Também, após análise dos vinte especialistas do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, a região metropolitana não terá mais sub-regiões, ela foi reunificada em apenas uma região, nesta fase verde.  

O QUE MUDA- Estabelecimentos comerciais, prestadores de serviços, shoppings, cabeleireiros, academias, entre outros, das seis regiões do Estado, que avançaram para a fase verde, poderão funcionar por 12h. Restaurantes e bares deverão operar até às 23h, porém, o atendimento aos clientes deverá ser interrompido às 22h e o horário máximo para saída dos mesmos será às 23h. A capacidade de atendimento deverá ser limitada a 60% de ocupação para todos os setores. Atividades culturais, convenções e eventos sociais, de negócios e culturais serão permitidos 28 dias após a classificação na fase verde, ou seja, depois do dia 8 de novembro, seguindo protocolos, como capacidade máxima de ocupação em 60%; público em pé, com distanciamento; uso obrigatório de máscara; álcool em gel; controle de acesso e compra antecipada de ingressos. Mesmo na fase verde, atividades que geram aglomeração, tais como festas, baladas, torcidas em estádio e grandes shows com público em pé, não estão autorizadas.

Participaram da coletiva, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas; aos secretários estaduais, de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen; de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn; Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi; ao coordenador e ao secretário-executivo do Centro de Contingência, respectivamente, José Osmar Medina e João Gabbardo dos Reis.

BOLETIM- O secretário de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, atualizou o número de casos no Estado:

- 1.028.190 casos confirmados

- 37.068 óbitos

- 3.489 internações em UTI

- 4.749 internações em enfermaria

Gorinchteyn revelou que a taxa de ocupação dos leitos de UTIs no Estado é 43,2% e na Grande São Paulo de 42,2%.

A Prefeitura de Diadema entregou o Estúdio Livre, iniciativa municipal para ajudar artistas da cidade a divulgarem os seus trabalhos nas plataformas digitais. Em tempo de pandemia as atividades dos trabalhadores da cultura foram as primeiras a serem paralisadas e muitos deles estão com dificuldades em mostrar suas produções.

O Estúdio Livre foi montado no CEU das Artes e seu funcionamento possibilitará a gravação de clipes, shows musicais, contação de histórias, apresentações de teatro e dança, números circenses e vídeoaulas, entre outros.

A utilização do estúdio é gratuita e será oferecida toda infraestrutura para realização das gravações. Ao final de cada trabalho o artista receberá um cd, com o material produzido, e assim poderá dar visibilidade ao seu talento.

Para o prefeito Lauro Michels o estúdio veio em um momento importante para a classe artística local. “Temos muitos talentos em nossa cidade que precisam divulgar o que fazem. O estúdio veio para auxiliar esse setor cultural que foi muito prejudicado com a Covid-19”, afirmou.

A Secretária de Cultura, Valquíria Pessoa, seguindo a mesma lógica, disse que Estúdio Livre foi pensando como mais uma ferramenta de difusão cultural nesse tempo de pandemia. “Atualmente, são poucos os artistas do município que possuem recursos financeiros para mostrarem os seus trabalhos. Diante dessa situação estamos disponibilizando o estúdio, com todo o seu recurso de produção, para que os artistas de Diadema possam fazer seus trabalhos digitais e enviá-los para os mais variados canais de divulgação”, concluiu.

Auxílio bom – Para o tecladista Paulo Camurça, que esteve na entrega do Estúdio Livre, a inciativa veio em boa hora. “Estamos todos com dificuldades de trabalho e ter um clipe novo ou um outro material que possa divulgar o  que fazemos é fundamental. Eu vou me inscrever porque quero gravar um clipe. Vi que o estúdio tem aparelhagem adequada e isso ajuda muito na qualidade da produção”, disse.

A cantora Fábia Rodrigues também vai utilizar o estúdio para gravar audiovisual que ajuda mostrar o seu trabalho.  “Vivo da música há mais de 20 anos e essa ação é muito importante para nós artistas. Diadema tem muito músicos independentes e a iniciativa vem atender uma demanda da nossa classe. Gravar conteúdos digitais é caro e não são todos os artistas que têm recursos para isso”, revelou a cantora que pretende produzir um teaser (vídeo curto) ou uma live no novo estúdio. 

Pela primeira vez em São Caetano, o maior espaço de artesanato internacional do Brasil, a Feira Nações & Artes traz a cultura do mundo para a cidade do grande ABC. O espaço internacional de artesanato e decoração, acontece até 30 de outubro no ParkShopping São Caetano. O evento se preparou para o novo normal, e estará cumprindo todos os protocolos exigidos. Todos os produtos higienizados, álcool em gel para os visitantes e todos os colaboradores usando máscaras.

Culturas de diversas partes do mundo, representadas em itens de decoração, artesanato, acessórios, joias e semijoias, obras de arte, tecidos, artigos e tapeçaria, estarão reunidos nesse espaço único.

O Espaço Internacional Nações e Artes faz um intercâmbio cultural entre países como o Chile, Marrocos, Bolívia, Índia, Indonésia, Guiania Francesa, Paquistão e Brasil.

Antes de chegar em São Caetano, a feira já passou por mais de 50 cidades do país. “Acredito que o evento será um sucesso, pois o objetivo é causar uma sensação única aos clientes, possibilitando o contato com diferentes países”, afirma Juliano Michei, idealizador do evento.

Além de visitar a feira, os clientes do shopping podem adquirir as peças disponíveis a venda com exclusividade, levando consigo uma lembrança cultural estrangeira para vestir ou decorar o ambiente. A Nações & Artes está exposta durante o funcionamento do shopping: de segunda a sábado, entre 12h e 20h, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h. A entrada é gratuita.


Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu