28 Sep 2020

O governador do Estado, João Doria, no Palácio dos Bandeirantes, acaba de anunciar, nesta quarta (02) de setembro, durante coletiva de imprensa, junto aos secretários estaduais, de Educação, Rossieli Soares, Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn; de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen; de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi; ao coordenador e ao secretário-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, respectivamente, José Osmar Medina e João Gabbardo dos Reis, novas informações sobre a pandemia do coronavírus.

O governador ainda anunciou o Programa ‘Psicólogos da Educação’ com a contratação de mil psicólogos que irão atuar nas escolas para atender alunos e professores da rede estadual. A partir de novembro, os psicólogos irão trabalhar na rede pública de ensino. No início, os atendimentos serão retomos. O programa irá beneficiar mais de cinco mil escolas e mais de 3,5 milhões de alunos. 

Rossieli Soares, secretário da Educação, complementou que o Programa irá apoiar os docentes no desenvolvimento de habilidades socioemocionais dos alunos, orientar os profissionais da educação, alunos e a comunidade escolar sobre sinais de ansiedade, depressão e demais transtornos emocionais.

Rossieli também comentou sobre o retorno das atividades de reforço escolar nas instituições de ensino e afirmou que a Secretaria de Educação irá contratar professores que tiverem interesse em aumentar a carga horária e atender os alunos presencialmente com atividades de reforço, acolhimento, plantão de dúvidas, atividades esportivas e culturais.

O governador João Doria alertou sobre a importância de não promover aglomerações durante o feriado de 7 de setembro, que será na próxima segunda-feira. O governador pede que as Prefeituras se mobilizem para aumentar a fiscalização nas cidades.

BOLETIM- O secretário de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, atualizou o número de casos no Estado:

- 826.331 casos confirmados

- 30.673 óbitos

- 4.916 internações em UTI

- 6.460 internações em enfermaria

- 668.857 pacientes recuperados 

Gorinchteyn revelou que a taxa de ocupação dos leitos de UTIs no Estado é 54% e na Grande São Paulo de 51,5%.

A Porsche inicia as vendas de duas novas versões do Cayenne Coupé: E-Hybrid e Turbo. O SUV com carroceria esportiva passa a contar com uma linha ainda mais ampla no mercado brasileiro, a preços iniciais de R$ 495 mil para o Cayenne E-Hybrid Coupé e R$ 789 mil para o Cayenne Turbo Coupé. As encomendas já podem ser feitas através de um Porsche Center, a partir desta quarta (2) de setembro.

O Cayenne E-Hybrid Coupé tem potência de 462 cv, entregues pela combinação do motor V6 de 3 litros e do motor elétrico alimentado por bateria de 14,1 kWh. Operando exclusivamente no modo elétrico, o Cayenne E-Hybrid Coupé permite autonomia de até 44 quilômetros, dependendo do nível inicial de carga da bateria (ela pode ser totalmente carregada em cerca de oito horas em uma tomada convencional ou em até três horas com o carregador rápido opcional) e do modo de condução do motorista. Com os dois motores atuando em conjunto, o motorista pode acelerar de 0 a 100 km/h em 5 segundos e chegar a até 253 km/h.

Com a chegada do Cayenne E-Hybrid Coupé, a Porsche enfatiza seu compromisso com a propulsão híbrida, abrindo caminho para uma maior oferta de veículos eletrificados. No Brasil, esta estratégia de será iniciada ainda neste semestre, com a chegada do Taycan, o primeiro esportivo de propulsão totalmente elétrica da Porsche.

No Cayenne Turbo Coupé, o motor a combustão é um V8 de 4 litros com 550 cv. Desde o lançamento do Cayenne, em 2002, a versão Turbo é sinônimo de alto desempenho, elevado nível de conforto e muita capacidade off road. Na versão com carroceria Coupé, esses atributos se mantém inalterados com um visual externo ainda mais esportivo. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 3,9 segundos e a velocidade máxima é de 286 km/h.

A segunda etapa do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) vai ofertar R$ 12 bilhões em financiamentos para atender aos pequenos negócios que enfrentam dificuldades por conta da Covid-19. A liberação do recurso foi oficializada em Medida Provisória publicada no Diário Oficial da União de terça (1).

O Pronampe está disponível para microempresas com faturamento de até R$ 360 mil por ano e empresas de pequeno porte com até R$ 4,8 milhões de faturamento anual, considerando a receita bruta de 2019. A taxa de juros anual é a Selic, mais 1,25% sobre o valor concedido. O prazo de pagamento é de 36 meses e a carência de até oito meses.

O recurso pode ser usado pelas micro e pequenas empresas em investimentos e capital de giro, como para pagar salário, água, luz, aluguel, reposição de estoque e aquisição de máquinas e equipamentos. É proibido destinar o dinheiro tomado para distribuição de lucros e dividendos entre os sócios do negócio.

A segunda etapa do programa contempla, ainda, uma nova linha de crédito destinada aos profissionais liberais que atuem como pessoa física durante o estado de calamidade pública.

Recursos para manter o negócio

 Dono de uma loja de móveis na cidade de Placas, no Pará, o comerciante Ruzemberg Pereira buscou recursos na primeira etapa do Pronampe e contou que os R$ 600 mil que conseguiu em financiamento estão ajudando a manter o negócio e fazer melhorias para aumentar a clientela quando a situação voltar ao normal.

 “Nossas vendas diminuíram e ele [recurso] chegou em um bom momento porque conseguimos manter nossos compromissos e também investir mais na empresa para que a gente possa ter um retorno melhor. Compramos mercadorias, fizemos melhorias para agregar mais clientes. Isso veio em uma hora fundamental”, relatou Ruzemberg Pereira. De acordo com o Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa, o programa tem sido fundamental para a sobrevivência e o crescimento das empresas.

“Essa semana estamos começando a liberar os limites para a segunda fase do Pronampe. Ele tem como principal alvo as micro e pequenas empresas que, historicamente, tem uma dificuldade enorme de obter crédito”, disse.

“Num momento como este, o Pronampe tem sido fundamental para apoiar essas empresas no seu desafio de sobrevivência. Sabemos que várias delas também aproveitaram o Pronampe para fazer pequenos investimentos na melhoria das suas instalações, seus processos, suas máquinas. Confiamos plenamente no resultado desse programa, ele resolveu o problema do crédito não chegar na ponta. Fomos um dos primeiros países do mundo a resolver esse problema”, completou Carlos da Costa.

O secretário destacou que o programa tem levado crédito a empresas que nunca haviam tido acesso a esse tipo de operação. “Estamos bancarizando nossas empresas e levando crédito a muita empresa que nunca tomou crédito”, disse.

Onde buscar o Pronampe

 O crédito será ofertado em bancos públicos como a Caixa e Banco do Brasil e também por instituições financeiras regionais. Para facilitar o acesso ao empréstimo, o empreendedor conta com o suporte do Fundo de Garantia de Operações, onde o governo se torna um avalista do empresário. Para conferir a lista das instituições que estão operando o Pronampe basta acessar o “Emprestômetro” do Portal do Empreendedor.

Prorrogação

 No dia 19 de agosto, o Governo Federal prorrogou por mais três meses o prazo para formalização de operações de crédito do Pronampe. Com isso, o programa recebeu o aporte adicional de R$ 12 bilhões no Fundo de Garantia de Operações (FGO) destinados a concessão de garantias no âmbito do Pronampe. A decisão de estender o prazo levou em conta que ainda há demanda de crédito por parte das microempresas e empresas de pequeno porte para manutenção de suas atividades econômicas. Até a data da prorrogação, o programa já havia concedido R$ 18,7 bilhões em crédito.

A Associação Comercial e Industrial de São Bernardo (Acisbec) promove a primeira live da entidade, que acontecerá na quinta (10), às 18h, por meio do Facebook (fb.com/acisbec).

Para debater o tema: “Segmento contábil: como estão os escritórios de contabilidade?” a live contará com os convidados José Ricardo Brienza, sócio do escritório Contábil Rocha e Ana Zilia Barbosa Arcanjo, sócia fiscal da Comply Soluções Tributárias. A mediação ficará por conta do vice-presidente da Acisbec, Valter Moura Júnior.

Em 2021 a São Judas celebra 50 anos de sua fundação e para comemorar os anos de história e mais de 200 mil profissionais que carregam o nome da universidade no currículo, a instituição, que integra o Ecossistema Ânima, preparou uma programação extensa para celebrar, além de uma série de ações para o próximo ano. A primeira novidade é a chegada da nova reitora, Mônica Orcioli, que tem a missão de dar continuidade aos esforços e iniciativas que têm colocado a universidade como a segunda melhor instituição privada do Estado de São Paulo, segundo o Ministério de Educação.

Em meio a um cenário novo onde as pessoas tiveram que se reinventar e ressignificar as suas relações, por conta da pandemia do coronavírus, a São Judas propõe uma agenda positiva para comemorar os seus 50 anos. A ideia é colocar em destaque o senso de pertencimento dos alunos pela Universidade e engajá-los em projetos que tenham impacto social, desenvolver plataformas de interação e compartilhamento de conhecimento, realizar parcerias com instituições e personalidades de renomadas, envolver a comunidade em ações regionais, entre outros projetos que serão realizados ao longo dos próximos 12 meses.

Com o objetivo de transformar o país pela educação, a universidade ampliou sua atuação levando a marca São Judas para além do bairro da Mooca, inaugurando ao longo dos últimos anos 10 novas unidades em diversas regiões de São Paulo, sendo elas: Butantã, Santo Amaro, Paulista, Jabaquara, Santana, Vila Leopoldina, Guarulhos, São Bernardo, Santos e um campus exclusivo de Medicina em Cubatão. Atualmente, a instituição conta com 865 docentes, 670 colaboradores, mais de 80 cursos, entre graduação e pós-graduação, e oferecer aos seus mais de 37,5 mil alunos o que há de melhor no mercado.

A nova reitora tem o compromisso de manter a instituição alinhada às melhores práticas mundiais de educação superior e acentuar ainda mais os níveis de qualidade de ensino expandindo a presença da companhia pelo Estado. Profissional com mais de 30 anos de experiência, Mônica, nos últimos nove anos atuou como CEO da Swarovski Professional da América Latina. Além de ter contribuído para a gestão de empresas como DuPont, Ogilvy& Mather, AliansceShopping Centers, Natuzzi e Missoni. A profissional possui titulações em instituições como Harvard University, Stanford University, Hult Business School e Singularity University e MBA pela Universidade de Pittsburgh.

Tendo como missão contribuir para a formação integral do ser humano por meio da excelência no Ensino, na Pesquisa e na Extensão, todas as unidades da São Judas contam com estrutura de ponta e 270 laboratórios multidisciplinares com equipamentos de última geração. Além disso, a Universidade, que é referência no ensino híbrido, tem feito investimentos consistentes em tecnologia, que coloca o aluno no centro do processo de ensino e aprendizagem melhorando o desempenho das turmas ao promover trabalhos e atividades colaborativas, que permite uma comunicação mais dinâmica e interativa entre professores e alunos.

 “A Universidade São Judas conta hoje com o que há de mais moderno e inovador no ensino superior do país, em uma trajetória que sempre despertou o respeito e a admiração de professores, alunos e comunidade. Buscamos na prática transformar o país pela educação, em linha com os objetivos e princípios da Ânima Educação, e temos orgulho de todos os resultados colhidos nessa trajetória”, afirma Mônica. “Continuaremos oferecendo um ensino de ponta, inovador e tendo o aluno como centro das decisões”, completa.

A maternidade muda muita coisa na vida de uma mulher. O momento do parto é especial para todas as mães, o primeiro contato com o bebê é sempre inesquecível, mas para quem opta pela cesárea ou precisa passar por este procedimento, as marcas do pós-parto podem incomodar. Mas com o avanço da tecnologia e tratamentos corretos, existem hoje diversas técnicas para corrigir a cicatriz e melhorar a aparência da pele.

Segundo Aline Caniçais, especialista dermatofuncional da HTM Eletrônica - empresa de equipamentos estéticos -, o repouso inadequado ou o esforço físico em demasia podem contribuir com o aparecimento das cicatrizes hipertróficas pós-cirúrgicas. “A cicatrização irregular é capaz de gerar alterações que resultam em um aspecto disforme e visualmente indesejável, além de prejudicar a função do tecido. Hoje, os procedimentos estéticos são os salvadores das sequelas pós-cirúrgicas, tratando a área lesionada e contribuindo com a minimização ou exclusão destas cicatrizes”, comenta.

Alta tecnologia no tratamento pós-parto

Quelóide, cicatriz hipertrófica e escurecimento da pele são algumas das queixas mais comuns em mulheres que passam pela cirurgia cesariana. Com a inclusão dos tratamentos no pós-operatório inicial, os resultados obtidos podem ser significativamente melhores. “Equipamentos de ultrassom que promovem a aceleração do metabolismo celular, melhora os tecidos e a quebra dos nódulos fibróticos. Procedimentos como esses tratam e recuperam os tecidos logo após 48 horas da cirurgia”, afirma.

Ainda de acordo com a especialista, no pós-operatório tardio é possível tratar irregularidades corporais procedentes da cirurgia. “Alguns equipamentos apresentam terapias combinadas com correntes eletroterapêuticas, que contribuem com o alinhamento das fibras de colágeno, restabelecem a bioeletricidade tecidual e ainda atuam na destruição de microrganismos que podem causam infecções no local”, conclui.

Cuidados para flacidez e estrias

Mesmo durante a amamentação é possível realizar alguns procedimentos, mas sempre com liberação do seu médico. Tratamentos realizados com fotobiomodulação (aplicação de Laser e LED) ajudam no tratamento da flacidez de pele, redução da celulite e melhora da aparência das estrias.  Em média, com quatro a seis sessões, já é possível ver a melhora na qualidade da pele. É preciso avaliar cada caso, mas geralmente é possível realizar aplicação da Fotobiomodulação imediatamente após o parto.


Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu