28 Sep 2020

Para apoiar as comunidades próximas às suas unidades durante a época mais fria do ano, a Braskem, por meio do seu Programa de Voluntariado, incentivou seus integrantes na doação de cobertores, casacos e conjuntos de moletom novos em contribuição à Campanha do Agasalho. A entidade escolhida para ser beneficiada é a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Mauá, que atualmente atende 285 alunos a partir dos sete anos de idade.

O número de doações dos integrantes foi triplicado pela Braskem, alcançando 207 peças. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a Campanha desse ano só permitirá a doação de artigos novos para garantir a segurança das pessoas que serão beneficiadas. As peças, compradas do Ecotece, foram produzidas por meio da parceria com a organização do Terceiro Setor, cujo propósito é auxiliar, do desenvolvimento à promoção, o trabalho de grupos produtivos em situação de vulnerabilidade social; como é o caso do Projeto Retece, de Santo André, cujos participantes serão os responsáveis pela confecção a partir de tecido de PET reciclado, fomentando também a Economia Circular na região.

"Estamos fortemente engajados em contribuir com a qualidade de vida e bem-estar da população que vive nos arredores do Polo Petroquímico do ABC. Acreditamos que este modelo de ação, em parceria com ONGs locais, traz benefícios a quem recebe e aos trabalhadores da região, por meio da geração de renda, além de motivar nossos colaboradores à participação em projetos assistenciais", descreve Flávio Chantre, gerente de Relações Institucionais da Braskem.

A diretora do Instituto Ecotece, Lia Spínola, avalia que a parceria veio em boa hora. "Diante da pandemia, as populações mais vulneráveis têm sido as mais afetadas, não apenas pela propagação da doença, mas pela redução na renda. A campanha promovida pela Braskem apoia a geração de receita, pois todas as peças produzidas para doação estão sendo confeccionadas por mulheres da periferia de Santo André, a partir do moletom ecológico, que tem origem nas garrafas PET recicladas. Ou seja, a ação beneficia pessoas e o meio ambiente", pontua.

Voluntariado em outras frentes

O apoio às comunidades nas quais está inserida é um dos principais pilares de atuação da Braskem. Neste momento de pandemia, o voluntariado da companhia também atuou na destinação de mais de 250 cestas básicas e 50 kits de higiene e limpeza a instituições vizinhas ao Polo Petroquímico do ABC. Para mais informações sobre as iniciativas da Braskem para ajudar o Brasil a enfrentar o novo coronavírus, acesse o site www.braskem.com.br/covid-19.

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) acaba de homologar acordo judicial entre a Fundação do ABC, a Prefeitura de Mauá e o Ministério Público do Estado de São Paulo. O documento busca a regularização dos serviços prestados na área da Saúde e garante maior segurança aos funcionários contratados, além do pagamento de dívidas trabalhistas e com fornecedores. O acordo prevê, ainda, a contratação de uma auditoria contábil-financeira independente para determinar o valor total da dívida acumulada ao longo dos anos pela Prefeitura com a FUABC, em função, principalmente, de repasses financeiros inferiores aos estipulados nos contratos de gestão.

O diálogo entre Prefeitura e FUABC foi mediado pelo promotor de Justiça de Mauá, José Luiz Saikali, que prezou pela assistência médica à população que utiliza os serviços, principalmente do Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini. O termo de acordo judicial foi assinado originalmente em 11 de março. Contudo, não foi homologado à época pelo Judiciário da comarca de Mauá. Houve recurso e o colegiado do Tribunal de Justiça decidiu pelo provimento, cuja disponibilização do acórdão ocorreu em 28 de agosto.

O acordo entre as partes prevê o pagamento mensal de R$ 15,1 milhões à Fundação do ABC para gestão de todo o Complexo de Saúde de Mauá (COSAM). Dentro deste total, R$ 800 mil serão destinados ao pagamento de dívidas trabalhistas e com fornecedores. Em contrapartida, a FUABC aportará mais R$ 200 mil para a mesma finalidade, totalizando R$ 1 milhão por mês.

“Este é um grande passo e o princípio para resolvermos todo o processo envolvendo o município de Mauá. Foi um trabalho árduo, construído conjuntamente, para que pudéssemos chegar a um denominador comum, a um documento capaz de trazer a estabilidade que Mauá precisa, e a estabilidade que a Fundação do ABC precisa para fazer o que ela efetivamente veio para fazer, que é gerenciar o serviço de Saúde, oferecendo assistência de qualidade, primando pela execução do trabalho e pela prestação de contas. É um primeiro passo e temos muito o que construir ainda. Mas isso certamente trará credibilidade tanto para o município quanto para a FUABC na execução de suas atividades”, considera a presidente da Fundação do ABC, Dra. Adriana Berringer Stephan.

GARANTIAS

O acordo judicial garante que, mesmo o município optando pela contratação de uma nova organização social ou pela assunção dos serviços de forma direta, para execução parcial ou integral dos serviços previstos no escopo do plano operativo, o plano de quitação dos débitos apurados pela perícia contábil-financeira permanecerá vigente até a plena quitação. No âmbito de Recursos Humanos, os funcionários do COSAM passam a ter maior segurança e tranquilidade para exercer suas funções. De acordo com o documento, após o encerramento do acordo, o município se obriga a sub-rogar os colaboradores contratados pela Fundação do ABC, sendo que, caso não haja a sub-rogação, caberá ao próprio município de Mauá viabilizar os recursos necessários à Fundação do ABC para o pagamento de dívidas de natureza trabalhista, previdenciária, cível ou tributária. O acordo tem prazo de dois anos, com início após o trânsito em julgado do acórdão recém-disponibilizado.

A partir de quarta (2), o Poupatempo retoma os atendimentos presenciais em 15 cidades da Grande São Paulo e do interior do Estado. Assim como já ocorre nos outros 20 postos reabertos, todos os serviços serão realizados somente com agendamento prévio de data e horário, que pode ser feito pelo portal www.poupatempo.sp.gov.br ou no aplicativo Poupatempo Digital.

Esta semana, serão reabertas as unidades de Caieiras, Carapicuíba, Cotia, Diadema, Osasco, Santo André e Taboão da Serra, na Região Metropolitana de São Paulo, além de Barretos, Catanduva, Fernandópolis, Indaiatuba, Marília, Presidente Prudente, Rio Claro e São José do Rio Preto, no interior.

Com a adoção de medidas de prevenção e protocolos sanitários, a capacidade de atendimento será de 30%, priorizando serviços que necessitam da presença do cidadão para serem concluídos, como primeira habilitação e expedição de RG, por exemplo. A reabertura gradual das unidades do Poupatempo em todo o Estado começou em 19 de agosto e segue as diretrizes do Plano São Paulo. 

Com o objetivo de minimizar os riscos de transmissão e garantir a segurança da população e colaboradores, haverá controle de acesso às unidades. Só será permitida a presença de acompanhantes em casos de crianças, idosos ou pessoas com deficiência. O uso de máscaras de proteção é obrigatório, assim como a medição de temperatura e higienização das mãos com álcool em gel na entrada das unidades. A manutenção do distanciamento entre as pessoas foi reforçada com sinalização nos bancos de espera, marcações no chão e orientação. Todas as informações, endereços e horários de funcionamento dos postos podem ser consultadas no site www.poupatempo.sp.gov.br

Mutirão do RG

Dando início à semana de reabertura de mais 15 unidades do programa, o Poupatempo realiza, nesta terça (1), um mutirão exclusivo para atendimentos de RG. Mais de 2,8 mil vagas foram disponibilizadas para os dois dias nos postos participantes, também mediante agendamento prévio. Para consultar os horários disponíveis, basta acessar o portal www.poupatempo.sp.gov.br ou o app Poupatempo Digital.   

O governador do Estado, João Doria, no Palácio dos Bandeirantes, acaba de anunciar, nesta segunda (31) de agosto, durante coletiva de imprensa, junto aos secretários estaduais, de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen; de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn; ao coordenador e ao secretário-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, respectivamente, José Osmar Medina e João Gabbardo dos Reis, novas informações sobre a pandemia do coronavírus.

Doria demonstrou preocupação com o número impressionante de pessoas nas praias do litoral de São Paulo, se aglomerando ‘sem máscaras, de forma inadequada e perigosa’. “Não temos razões para celebrar. Temos razões para nos preocupar. Os resultados positivos que São Paulo tem alcançado não justificam relaxamentos e aglomerações de nenhuma espécie, nem em praias, nem em parques, nem em bares, nem mesmo em festas em residências particulares. Estamos em quarentena, uma quarentena inteligente, proposta pelo Plano SP, mas, enquanto não houver a vacina. Estamos lutando contra o vírus, a favor da vida”, enfatizou. E, completou: “Temos 30 mil brasileiros de São Paulo que não conseguiram se recuperar da Covid-19”. Também fez um apelo para que os prefeitos do Estado não permitam aglomerações, seja em parques, praças ou a beira mar.

Além disso, o governador anunciou que, pela terceira semana consecutiva, houve redução no número de óbitos e internações, na comparação da semana de 16 a 22 de agosto, com a de 23 a 29 de agosto. A queda do número de óbitos foi de 4% e de internações de 4,4%, na média geral do Estado. “Atingimos o menor número de casos confirmados em 100 dias, registramos a marca dos 938 casos em 24 horas”, anunciou Gabbardo.

O governador ainda anunciou o encerramento das atividades do Hospital de Campanha do Heliópolis, devido à redução de 81% na procura por internações. Foram atendimentos 989 pacientes de 40 cidades no local. A partir de agora, o hospital irá retomar a realização de cirurgias eletivas, que foram reduzidas durante a pandemia. A expectativa é aumentar de 600 para 1.200 o número de cirurgias. Já o Hospital de Campanha do Ibirapuera deverá funcionar até 30 de setembro, caso não haja mudanças no quadro epidemiológico.

Na área econômica, foram criadas 20 mil vagas de cursos de tecnologia da informação para mulheres, para estímulo a capacitação profissional e geração de renda. Serão quatro opções de cursos, como programação de sistemas, web designer e desenvolvimento de web sites, com duração de 80 horas/aulas, oferecidas pela Universidade Virtual do Estado de São Paulo (UNIVESP). As inscrições são gratuitas e as aulas terão início no dia 14 de setembro.

Também foi anunciado que o Comitê Solidário do Estado, na 17ª reunião, realizada, na manhã de hoje, totalizou em doações, R$ 1, 51 bilhão em produtos, serviços, etc, no combate ao novo coronavírus.

BOLETIM- O secretário de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, atualizou o número de casos no Estado:

- 804.342 casos confirmados

- 30.014 óbitos

- 4.955 internações em UTI

- 6.312 internações em enfermaria

Gorinchteyn revelou que a taxa de ocupação dos leitos de UTIs no Estado é 54% e na Grande São Paulo de 51,3%.

O horário de votação nas eleições municipais deste ano será das 7h às 17h. A decisão de aumentar em uma hora esse período foi tomada, na noite de quinta (27) de agosto,  pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso. O horário costumava ser das 8h às 17h.

Também será reservado um horário preferencial de votação, das 7h às 10h, para o voto de pessoas acima de 60 anos, que integram grupos de risco para o novo coronavírus. 

As medidas buscam garantir maior tempo para os eleitores votarem com segurança, além de tentar reduzir as possibilidades de aglomeração nos locais de votação.

Assim, os 33.565.293 eleitores aptos a participar do pleito no estado de São Paulo irão às urnas de 7h às 17h (considerando o horário local) no primeiro turno, marcado para o dia 15 de novembro. O segundo turno, onde houver, será em 29 de novembro.

O horário foi definido depois de consultas feitas pelo TSE a autoridades sanitárias e de diálogos com os vários tribunais regionais eleitorais.

Segundo o presidente do TSE, “a Justiça Eleitoral está fazendo todo o possível para conciliar a saúde pública da população com as demandas da democracia. É votando nas eleições municipais que você define o destino da sua cidade e, em última análise, os rumos do Brasil. Vote consciente”.

Conteúdos sobre o mercado, tendências para o setor de turismo e boas práticas para servir de inspiração, fazem parte da programação do Sebrae Conecta Destinos, evento online que começa nesta segunda (31) de agosto, e segue até quinta (3) de setembro, das 17h às 19h. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no link: http://sebrae.contatosebraesp.com.br/conectadestinos 

O evento é voltado para empresas do segmento, governanças dos destinos e interessados no tema. Serão quatro dias de transmissões online para debater ideias, tendências e experiências do turismo, de um dos setores mais afetados pela crise do novo coronavírus.
De acordo com a 6ª edição da pesquisa Sebrae sobre o impacto da pandemia nos pequenos negócios, as empresas de turismo registraram uma queda de 74% no faturamento em comparação ao mesmo período no ano anterior.
Segundo Wilson Poit, diretor-superintendente do Sebrae-SP, a redução da demanda por viagens foi drástica, mas agora é preciso se preparar para uma recuperação. "A tendência é que o viajante prefira locais mais próximos nesse primeiro momento e os destinos regionais e as empresas precisam estar preparados para atrair e receber o turista com segurança", destaca.
Temas
A programação do evento foi dividida em quatro temas e terá palestras sobre como está o mercado, orientações de "como fazer" e a apresentação de exemplos de sucesso.
Nesta segunda (31), será a vez de falar sobre formatação de destinos inteligentes com as palestras da especialista Marta Poggi e de Sâmia Borges, do Sebrae-SP. Estão confirmadas as participações de Bruno Miranda, do Parque Ecológico Rio Formoso e Atratur de Bonito, e Rafael de Almeida, presidente da Gramadotur, de Gramado.
O tema do segundo dia será roteirização turística com a participação de Carlos Silvério, da Agência Graffit Viagens e Turismo, além de palestras sobre a Rota das Emoções e Rota da Uva.
Promoção e comercialização são os destaques do dia 2 de setembro. A jornada do turista para escolha do destino, contada pelo Facebook e pelo Google, Storytelling e estratégias de promoção e comercialização do litoral norte de São Paulo fazem parte da programação. Estão confirmadas as participações de Gustavo Monteiro de Carvalho, secretário executivo do Circuito Litoral Norte Paulista, e Luciano Silva, da CVC.
No último dia o tema são as estratégias e práticas de retomada, o Selo Turismo Responsável e Seguro e o Município de Mairiporã contando como está se preparando para a retomada do turismo.


Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu