30 Oct 2020

Publicado em TITO COSTA
Lido 103 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Na semana passada escrevi sobre o novo livro de Frei Betto e hoje volto a ele, pois que ali se faz uma leitura crítica da atual conjuntura brasileira, com base nas eleições de 2018. E pergunta: quais os recursos econômicos e tecnológicos monitorados por forças  tão conservadoras como as demonstradas por essa eleição. Quando Bolsonaro assumiu o governo, vindo de expressiva votação, todos achávamos que vinha para mudar pois, afinal os 54.000 votos que obteve indicavam trilhar esse caminho.Puro engano. Ele está mudando sim, para pior, na condução da política pelos estreitos caminhos de um direitismo que nos está levando a uma cada vez mais acentuada política num governo atabalhoado. Ele só não fechou as portas, ainda estreitas de uma democracia à sua moda, porque não lhe foi possível.  Mas se as forças que se lhe opõem descuidarem ele arromba as portas, mete os pés pelas mãos e chegará aonde pretende chegar: ao endurecimento do governo frente ao já cambaleante regime democrático que ele finge aceitar, mas tem agido em sentido oposto, pois os “gastos com os efeitos da destruição ambiental são muito superiores ao que se exige para preservar a biodiversidade”.  A destruição da Amazônia, que está em pleno andamento, lembra Frei Betto, que “a natureza viveu bilhões de anos sem a incômoda presença do ser humano. E pode voltar em breve”. Perdão, Frei, já voltou e com a mesma fúria de sempre dos implacáveis desmatadores, inimigos do Brasil e da Humanidade! Devastadores que estão dentro do governo, fingindo de defender essa grande riqueza da mata que a natureza colocou à nossa disposição.  Para que? Diz Frei Betto citando dados de pesquisa: “A natureza viveu bilhões de anos sem a incômoda presença do ser humano, pois ali se abrigam 2,5 milhões de espécies de insetos e mais de 2 mil aves e mamíferos, 40 mil espécies de plantas, 3 mil de peixes, 1.300 aves. 427 mamíferos, 428 anfíbios, 378 répteis. Um de quase cinco pássaros no mundo vive nas florestas tropicais da Amazônia. Os cientistas já descreveram entre 96.660 e 128.843 espécies de invertebrados, com uma diversidade de espécies de plantas como a mais rica da Terra; um quilômetro quadrado amazônico pode conter mais de mil tipos de árvores. Um estudo de 2.001 revela que um quilômetro quadrado de floresta equatoriana pode conter cerca de 90.790 toneladas métricas de plantas vivas. E, apesar disso tudo e muito mais, somos obrigados a ver na tela de nossos apare-lhos de TV e computadores centenas de árvores imensas abatidas todos os dias por moto-serras acionadas por infelizes operários de uma dezena de “proprietários “desse mundo selvagem colocado à disposição da sanha destruidora e impatriótica de ambições desmedidas. Quem poderá conter tanto desperdício a não ser nosso Governo? Parece que agora ele está sendo despertado de sua impatriótica letargia comandada por ambições que não são nossas, exatamente. São forças externas que se organizam para defender esse patrimônio da humanidade colocado em terras brasileiras.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: Prazeres da carne »

5 comentários

Deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated.Basic HTML code is allowed.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu