18 May 2022


Eduardo Antônio Di Rissio Barbosa (19/01/1940 -15/01/2022)

Publicado em Luiz José M. Salata
Lido 191 vezes
Avalie este item
(0 votos)

No último dia quinze de janeiro, faleceu em São Bernardo, aos oitenta e um anos de idade, o Dr. Eduardo Antonio Di Rissio Barbosa, Desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, com larga folha de trabalhos prestados para a Justiça Paulista. Considerado um Magistrado com marcante carreira mercê de seu robusto saber jurídico, urbanidade, amabilidade, lhaneza e no trato gentil com os colegas Magistrados, Advogados, Promotores, Auxiliares e Serventuários, e principalmente para aqueles que se socorriam da Justiça. Com muita tristeza da família, parentes, inúmeros amigos e da classe jurídica paulista, e principalmente de São Bernardo, pois residia na cidade há mais de quarenta e cinco anos, onde a família granjeou grandes amizades e por ser muito benquisto mercê de suas qualidades pessoais e morais, sempre polido e cortês, o que justifica o grande circulo de amigos. Teve sempre especial carinho no trato com a classe dos Advogados, a quem manteve laços de fortes amizades, com os componentes do Judiciário, no meio social, nas escolas dos filhos, nos esportes, contudo cumprindo com dignidade a nobre missão de praticar justiça, nunca esmorecendo nas suas decisões. Nasceu na cidade de Santos, em 19 de janeiro de 1940, filho de Joaquim do Vale Barbosa e de Gemma Di Rissio Barbosa, portanto lá nascido foi entusiasmado torcedor do Santos Futebol Clube, a quem sempre se dedicou como ferrenho e apaixonado torcedor. Na cidade natal, cumpriu os cursos primário, secundário e colegial, ingressando na Faculdade Católica de Direito de Santos onde colou grau como Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais, na Turma de 1968.
A particularidade de sua formatura foi a de ter sido colega de turma e contemporâneo de vários estudantes de direito de nossa cidade, que lá também cursavam na mesma faculdade, os quais após o término sempre mantiveram sólida amizade. Casou-se com Miriam Baladi Martins Di Rissio Barbosa, em nove de janeiro de 1963, a qual foi sempre, além de dedicada esposa, a grande companheira de sua vida pessoal e profissional, pois muito o incentivou nos estudos superiores para alcançar os seus objetivos de aprovação no concurso de Juiz de Direito, pois ingressou na faculdade já casado. Foi ótimo aluno cumprindo com brilhantismo o currículo universitário, pois almejava buscar a carreira como Juiz de Direito, motivo de ter destinado muitas horas de estudos na busca da aprovação no concurso público da Magistratura. O seu sonho se realizou, quando com grandes méritos no exame de ingresso na Magistratura foi aprovado para o cargo de Juiz de Direito, assumindo em 31 de março de 1970, como Juiz Substituto em regime probatório. Seguidamente percorreu na carreira atuando nas comarcas de Tupã, São Bernardo, Rancharia e Itapeva e na Vara Distrital do Ipiranga da Capital, em entrância especial, a partir de vinte e sete de junho de 1990. Cumprindo os misteres desde o inicio da carreira nas referidas Comarcas, assumiu em 1978, a 1ª. Vara da Comarca de São Bernardo do Campo. Daqui após cumprir a promoção para o Foro Distrital do Ipiranga, seguidamente assumiu a vaga de Juiz do Tribunal de Alçada Criminal do Estado, em três de junho de 1992.
A seguir, cumprindo o período de dois anos e pouco foi designado como Juiz Convocado no Tribunal de Justiça do Estado, quando seguidamente em três de janeiro de 2005, foi nomeado e assumiu o almejado cargo de Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. Assim, no auge da carreira cumpriu quarenta anos de trabalhos judiciários com impecável conjunto de brilhantes atuações prestadas no exercício da Magistratura, aposentando-se em quatro de janeiro de 2010. Do casamento de cinquenta e nove anos de feliz e harmoniosa vida conjugal com Miriam Balazi Martins Di Rissio Barbosa, então namorada na juventude, deixou os filhos André Luiz, Rafael Luiz e Márcio Luiz, as noras Milene, Rita e Liliana, e os netos Maria Eduarda, Rafaela, João Vitor, Eduardo Neto, Lucas e Márcio Filho. Tendo morado em São Bernardo por um longo período de tempo, aliás, mais do que na cidade onde nasceu, não resta dúvida alguma que pode ser considerado “prata da casa de São Bernardo – um batateiro”, pela grande afeição que sempre teve por nossa cidade, como também a esposa e filhos, deixando grandes lembranças pelo seu percurso de vida pessoal e profissional, como também de muitos amigos que choram a sua partida.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated.Basic HTML code is allowed.

Main Menu

Main Menu