18 May 2022

Publicado em MIRANTE
Avalie este item
(0 votos)

Estrutura
Uma megaestrutura está sendo montada em uma casa de 3,5 mil m² na Avenida Brasil, em São Paulo, com 220 funcionários fixos para a campanha de João Doria (PSDB) ao Palácio do Planalto. No local haverá dois estúdios, um de rádio e o outro de TV; um auditório para cerca de 200 pessoas. O presidente do PSDB e coordenador da campanha de Doria, Bruno Araújo, também terá uma sala na casa. A inauguração do espaço está prevista para o dia 2 de março.

Adversário
O ex-juiz e pré-candidato a presidente, Sergio Moro (Podemos), em um tom mais agressivo do que o habitual, afirmou à Veja, que é preciso romper “essa polarização, que tem transformado os brasileiros e dividido as pessoas entre amigos e inimigos”. Moro avaliou que: “o Supremo, com essas decisões (condenações anuladas da Lava-Jato) reacendeu a crença de que não se pode confiar na Justiça para punir poderosos”. Disse ainda que seu adversário principal no primeiro turno é o presidente Jair Bolsonaro (PL). “As pessoas precisam de uma outra alternativa (...) se insistirem na polarização vamos acabar entregando o poder ao Lula”, enfatizou.

Disputa
Para disputar o Governo de São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (PL), escolheu o ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas. Mas, o ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub já retornou ao Brasil, para dar início a sua pré-campanha à governador de São Paulo. O pontapé inicial ocorreu, na segunda (17), no Vale do Paraíba. Com isso, as candidaturas se encaminham para dividir o voto bolsonarista em São Paulo. Enquanto Weintraub é próximo a ala radical bolsonarista, Tarcísio é considerado um dos nomes menos polêmicos e com perfil técnico.

Prioridade
O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), desembargador Ricardo Mair Anafe, irá gerir, neste ano, um orçamento de R$ 13,5 bilhões. Em entrevista ao jornal Valor Econômico, na segunda (17), revelou que destinará parte dos investimentos para a área de tecnologia da informação e que também pretende reduzir a estrutura física do TJSP, principalmente em relação a imóveis alugados, cerca de 130 dos 792 ocupados.

Laboratório
O assassinato do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT) voltou à tona e poderá ser tema da disputa eleitoral de outubro próximo. O presidente Jair Bolsonaro (PL), ao deixar o hospital, no último dia 5 de janeiro, após realizar tratamento, comparou as “dúvidas” sobre o atentado que sofreu em 2018, com o crime de Celso. A senadora Mara Gabrilli (PSDB), cujo pai era dono de uma das empresas de ônibus em Santo André, que teriam sido alvo de supostas cobrança de propinas, que alimentariam campanhas do PT, revelou à Folha de S.Paulo que Santo André foi “o laboratório do mensalão e do petrolão”.

Criação
O PT irá organizar, na segunda (31) de janeiro e terça (1º) de fevereiro, um seminário, em Brasília, que terá a participação virtual do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A expectativa é de que Lula apresente a RAP (Rede Nacional de Comitês de Atuação Partidária) para a criação de até 5 mil comitês, em todo o país, até maio próximo. Os comitês deverão ser instalados em espaços já existentes em diretórios municipais, por exemplo. Cada uma das estruturas ficará responsável por assuntos de comunicação, mobilização e organização de eventos.

Encontro
O chefe de gabinete de Doria, Wilson Pedroso, que também foi o coordenador geral da campanha das prévias de João Doria, se reuniu junto ao prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB) e o apresentador José Luiz Datena (PSD), durante jantar, na quarta (19). “Entendo que ambos terão destaque nas eleições deste ano”, revelou Pedroso, com exclusividade. Datena já anunciou que poderá ser candidato ao Senado e Morando apesar de nunca ter confirmado sua intenção em ser candidato ao Palácio dos Bandeirantes, tem seu nome ventilado para o Governo de São Paulo, desde o primeiro mandato como prefeito.

Encontro I
Para as eleições de outubro próximo, com a oficialização da candidatura de Rodrigo Garcia (PSDB) a governador de São Paulo, o nome de Morando tem sido cogitado para compor como vice. “Defendo o nome do Datena para estar em nossa chapa candidato a senador, o Rodrigo Garcia será nosso candidato a governador e o Orlando tem um ótimo trabalho na região metropolitana e tenho amizade e simpatia pelo nome dele para ser o vice-governador. Orlando hoje é o político com a maior experiência em derrotar o PT”, avaliou Pedroso.

Ninho
Os prefeitos tucanos, Paulo Serra (Santo André) e Orlando Morando (São Bernardo), além de amigos, sempre estiveram juntos, desde o início de suas carreiras políticas. Mas, no último ano, ficou mais difícil ver os dois tucanos lado a lado em eventos com temática regional. Os prefeitos ainda estiveram em lados distintos nas prévias do partido, enquanto Serra apoiou Eduardo Leite, Morando apoiou João Doria. Então, foi ventilado que a proximidade entre os dois já não era tão grande dentro do ninho tucano.

Ninho I
Apesar disso, Serra afirmou, com exclusividade à coluna, que foram apenas “projetos que acabaram distanciando um pouco”, mas que já esteve junto à Morando, na última semana, para definição do nome para presidente da FUABC, que ocorreu de maneira unânime. “Tem projetos que nos aproximam e, às vezes, tem outros projetos e escolhas que nos afastam, mas nenhuma questão de ordem pessoal. Muitas vezes, em disputas, as diferenças acabam se sobressaindo. Em convergências, as questões comuns prevalecem. Então, a política é assim”, avaliou. 

Mudança
O jornalista Fernando Scarmelloti que estava à frente da secretaria de Comunicação da Prefeitura de São Caetano, agora, responderá pela Ouvidoria na Câmara de São Caetano. Por enquanto, não foi anunciado oficialmente qual o nome escolhido para substituí-lo.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: 29 de Janeiro de 2021 »

Main Menu

Main Menu