16 Nov 2018

A Prefeitura de Santo André entregou, no sábado (3), a Policlínica do Jardim Bom Pastor, em conformidade com o padrão Qualisaúde, que contará com atendimento de qualidade nas áreas de clínica médica, pediatra, ginecologista e odontologia, além de procedimentos como vacinação e sala de curativos, além de uma brinquedoteca. Esta já é a quarta unidade de saúde entregue neste ano. O investimento do município para a realização de todas as melhorias no espaço foi de R$ 309 mil.

Além das revitalizações físicas nas instalações, o programa Qualisaúde trouxe para a Policlínica Bom Pastor inovações nos processos de trabalho e em projetos para atendimento na rede, com painel de senhas e informatização. Será realizado ainda um trabalho específico com a população idosa, que terá uma atuação determinante na prevenção às doenças. O bairro concentra uma grande população da terceira idade e por meio destas atividades, será possível melhorar a qualidade de vida dessas pessoas.

O secretário de Saúde, Márcio Chaves, destaca a importância da valorização do Sistema Único de Saúde em todas as suas vertentes. “Estamos aqui para mostrar para a população que é possível tornar este espaço um local com mais qualidade, com atuação preventiva e humanizado. Isso será relevante para vermos nos próximos anos o quanto o SUS é importante e se fortaleceu em nossa cidade”, destacou.

O prefeito Paulo Serra esteve presente na Policlínica Bom Pastor para prestigiar mais uma entrega realizada pelo programa. Incorporamos mais especialidades, sempre ouvindo a demanda da população. Adicionamos odontologia e ginecologia. Cada unidade que entregamos acrescentamos uma nova especialidade. O padrão da saúde na nossa cidade era uma tragédia, agora estamos implementando esta reorganização e modernização de todo o sistema de saúde de nossa cidade. Teremos outras entregas, sempre com mesmo padrão, pois esta é a maneira que trabalhamos”, pontuou.

Dentro do programa Qualisaúde esta é a quarta unidade inaugurada com melhorias essenciais para a população. A primeira foi a UPA Bangu, entregue em abril de 2018. Já em agosto aconteceu a inauguração da Clínica da Família do Jardim Cipreste. Em setembro, a Prefeitura entregou a Policlínica Campestre. Além destes, a Prefeitura também inaugurou neste ano o novo Centro de Gestão de Suprimentos da Saúde, na Vila Homero Thon, responsável pela logística informatizada de todos os suprimentos da rede andreense de Saúde.

Ainda neste ano foi criado o Complexo Regulador Municipal, no centro, responsável pela marcação de consultas da rede, auditoria dos contratos da Secretaria da Saúde com prestadores de serviço e gerenciamento de vagas nos equipamentos de urgência e emergência da cidade, além da inauguração, no Centro Hospitalar Municipal – Dr. Newton da Costa Brandão, do Centro de Diagnóstico por Imagem, com a instalação de um novo aparelho de tomografia com resolução 3D.

O Hospital Municipal Universitário (HMU) de São Bernardo foi reconhecido, na quinta (1), com mais uma certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA). O equipamento de Saúde conquistou desta vez, a “Acreditação Plena”, que atesta excelência no serviço.

O selo ONA2 valida qualidade no atendimento e segurança aos pacientes do HMU, diminuindo assim os índices de mortalidade materna/ infantil, de erros e priorizando atendimento humanizado à população.

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, comemorou a conquista. “Este reconhecimento é fruto do empenho e trabalho prioritário que temos destacado na Saúde, desde o início da gestão. Vamos seguir com o plano e elevar a referência em todo o município”, destacou Morando.

A entrega da certificação ocorreu no anfiteatro do HMU. O secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple, recebeu o mérito das mãos do CEO da ONA, Dr. Rubens Covello. Também presentes no ato estavam a diretora do Hospital Municipal Universitário, Dra. Monica Carneiro, e a Diretora do Complexo Hospitalar, Dra. Agnes Ferrari.

 “Com muito orgulho, venho novamente receber este selo. Essa certificação comprova o quanto estamos empenhados em melhorar a Saúde desta cidade e comprometidos com o nosso trabalho”, comemorou Reple.

A Certificação – Segundo dados da Organização Nacional de Acreditação, apenas 5% dos hospitais brasileiros possuem a certificação. O HMU é o primeiro hospital municipal, do Grande ABC, a receber o reconhecimento.

 “Este hospital faz parte de um grupo seleto de equipamentos de Saúde a receber a certificação. O selo ONA2 demonstra o envolvimento dos funcionários, em relação a qualidade da assistência e também do município em melhorar o serviço oferecido à população”, explicou o CEO da ONA.

Avalie este item
(1 Voto)

Felizes os que vivem muitos anos ao lado de uma família feliz. Nem todos têm boas lembranças, mas apagamos da mente o que possa nos trazer desconforto e guardamos as boas recordações.
Para quem já me conhece sabe que túmulos no cemitério para mim são indiferentes. No entanto converso com meus ancestrais diariamente. Tenho amigos que conservam as fotos dos entes queridos que já partiram, fechados em gavetas. Mesmo depois de anos não conseguem encarar os rostos saudosos sem lágrimas nos olhos. Eu os tenho em todos os lados do apartamento. Tanto que dá trabalho para conservar tudo limpo, mas é um prazer encontrar seus rostos em meu lar. Em minhas orações peço o repouso tranquilo de suas almas e então desfio meus pedidos de agradecimento e de saúde, paz, trabalho, aos meus protetores pelos filhos, noras, netos, irmãs e cunhados, afilhados, sobrinhos e amigos. Ufa! A reza é comprida. Sempre em seguida nos sentimos mais ligados com nossos anjos, nossos companheiros de jornada.
Não conheci meu avô alemão Guilherme (Willian) Bellinghausen. Meu pai tinha 11 anos quando ele faleceu. Minha avó Catarina (Catherine Guttbier) partiu do nosso mundo quando eu tinha 18 anos. Assim guardo boas lembranças do convívio com ela. Uma pena que não fui mais a fundo nas suas lembranças da Alemanha. Meus avós maternos portugueses, Assumpção e João Domingues Tavares, faleceram com mais de 80 anos. Dizem que avós são nossos segundos pais. E é uma grande verdade. Assim como meus pais foram com meus filhos e eu me sinto com meus netos. Uma coincidência, meu pai e meu avô João faleceram num dia 2 de novembro, em datas diferentes. Mas no mesmo horário e um filho meu teve um grave acidente de carro também nesse horário, 13 horas, e no momento lembrou-se dos avós e saiu só com alguns hematomas. Disse que a proteção estava ali.
Não curto os falecidos nesse 2 de novembro, dia dos mortos. Eu os cultuo diariamente. Agradeço o berço em que cheguei e a família com quem compartilhei e compartilho minha caminhada. As lembranças de meus pais Odette e Alberto, que nos deixaram uma linda história de vida. Meu marido e único companheiro Theo, que me deixou meus tesouros de hoje, filhos e netos...
Assim a vida vai seguindo, cada um com a sua história de vida. As vezes chegamos a dizer adeus a ela, mas o Pai ainda tem outros planos para a gente.
Enquanto respiramos não podemos nos deixar levar. Continuamos nossos projetos, e sempre inovando algo mais. Bom fim de semana prolongado meus amigos.
Abraço, Didi

Avalie este item
(0 votos)

A expressão Novembro Azul se trata de uma campanha de conscientização dirigida à sociedade e aos homens sobre a prevenção e  necessidade do diagnóstico precoce do câncer de próstata e outras doenças masculinas. É realizada por diversas entidades, no mês em que o mundo se une em prol da luta contra o câncer de próstata, que é um dos grandes problemas médicos, o mais comum e frequente na vida dos homens. Após o sucesso da campanha “Outubro Rosa” para o combate ao câncer de mama, chegou a vez do Novembro Azul – “Movember mistura de moustache e november”,  movimento destinado à conscientização dirigida aos homens, cujos membros  cultivam bigodes ao estilo Mário Bros, e que se reúnem para debater sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata. Trata-se assim de um movimento popular praticado e conhecido no mundo todo. Iniciado na Austrália  em 17 de novembro de 2003, é considerado o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Para alertar os homens da necessidade, conscientização e importância do diagnóstico precoce e detecção do câncer de próstata está  sendo realizada a campanha para o exame de toque retal, o mais útil, rápido e eficaz, que dura apenas poucos segundos. A alarmante estatística no Brasil anota que, tal doença atinge um a cada seis homens, e mata um a cada trinta e seis, é o sexto tipo mais comum no mundo e o de maior incidência neles, pela resistência do preconceito.Tal situação tem impedido o sucesso da campanha, contrariamente ao que ocorreu com o diagnóstico através da mamografia nas mulheres. Talvez, isso se dá pelo machismo e ausência de discernimento, muitos homens que não se explicam diante dos detalhes entre a simplicidade e rapidez do exame médico, a naturalidade e importância da prevenção e ante ao grande risco que a moléstia impõe, por ser silenciosa.. E que fique bem claro, o que em nada prejudica ou compromete a masculinidade. Para tanto, foi criado o slogan “Um Toque – Um Drible”, destinado ao encorajamento e estimulação para a prática do simples exame médico urológico do toque. A próstata é uma glândula existente somente nos homens, localizada abaixo da bexiga e à frente do reto, envolvendo a porção inicial da uretra, produz 70% do sêmen e representa papel fundamental na fertilidade masculina. A simples verificação  pelo exame médico clínico do toque e combinado com o resultado do exame de sangue com dosagem de PSA, que pode identificar o aumento de uma proteína produzida pela próstata, prontamente detecta a existência ou não de tumor.  Se for cancerígeno, somente a biópsia será capaz e suficiente para a confirmação da moléstia. Vale dizer que, quando descoberto no seu início, o câncer de próstata é curável. Daí o alerta, no sentido de que  a difusão para o exame preventivo através do diagnóstico precoce é fundamental, pois a cultura dos homens é a de que, somente com a prática de consulta com médicos, porém quando já doentes. Conclama-se a população  para iluminação nos seus prédios com lâmpadas da cor azul.A 39ª. Subseção local da OAB, através da Comissão de Políticas Públicas de Combate ao Câncer está engajada na campanha, cujos componentes  estão à disposição de todos para responder indagações, explicar pesquisas e análises dos detalhes dos textos das legislações dos direitos e benefícios dos pacientes, pouco difundidos. Alertamos  todos os homens para a realização do exame de toque, sem preconceito e visando o diagnóstico precoce para a prevenção do câncer de próstata, muito simples e eficiente.  Vamos usar o laço azul neste mês, acendendo as lâmpadas azuis nos prédios. Conclamamos os homens para o diagnóstico precoce com o exame de toque retal, sem qualquer preconceito e afastamento do machismo, pois se trata do mais eficaz para um correto resultado. Vamos difundir o movimento para se evitar tão grave moléstia, mediante a simplicidade da prevenção.

Avalie este item
(0 votos)

A empresa, instituição vencedora que teve de enfrentar a concorrência, a competitividade, a mutação dos hábitos e costumes, nem sempre com incentivos ou mamando no Erário, precisa adotar outras táticas de funcionamento para sobreviverem no século 21.
Tudo precisa ser mais ágil, mais racional, mais eficiente e mais rápido. O modelo operacional de plataforma resultou da rede da digitalização e a novidade da 4ª Revolução Industrial é que hoje as plataformas não são apenas digitais, mas globais, vinculadas ao mundo físico.
Uma tendência irrecusável é o interesse do cliente em dispor de tudo aquilo que facilita a sua vida ou lhe traz prazer, sem assumir encargos resultantes de tais opções. Para ser mais claro: há quem goste de ler, mas não tem espaço para uma biblioteca na redução da área física dos lares modernos, com a extinção das domésticas. Ou quem não pode viver sem música, mas não quer uma discoteca. Até mesmo quem não dispensa locomover-se de carro, mas não quer um veículo em sua garagem, com as obrigações de pagamento de IPVA, manutenção, abastecimento, etc. etc.
Pensando nisso, muitas empresas que forneciam produtos passaram a oferecer serviços. Hoje é viável o acesso digital a bilhões de livros por meio da KindleStore da Amazon. Ouvir quase todas as músicas do mundo pelo Spotify. Associar-se a uma empresa de compartilhamento de carros que fornece mobilidade sem a necessidade de possuir um veículo.
É poderosa essa mudança e permite o surgimento de modelos econômicos mais transparentes e sustentáveis de troca de valores. Para isso, é preciso investir em talentos. Aquela pessoa considerada “louca”, talvez seja a mais preciosa para inventar novas estratégias de atender a necessidades do cliente, do que o primeiro aluno da classe, cuja distinção adveio de fabulosa capacidade mnemônica. Decorou tudo o que foi transmitido a ele na escola. Mas é incapaz de um pensamento criativo. Ser desbotado e sem imaginação. Continuará um burocrata e não terá sequer condição de chegar a uma conclusão a respeito de seu insucesso profissional. O mundo exige outras competências e quem não se apercebeu disso, continuará a se acreditar um injustiçado.

Avalie este item
(0 votos)

Redes sociais – como o Google e o Facebook – assim como os fabricantes de smartphones, precisam cuidar muito mais da proteção dos dados de seus usuários. O que se deve dizer, também, é que a maioria dos próprios usuários é negligente no tocante aos seus dados mais sensíveis.
Mais do que os Estados Unidos, a Europa não apenas se preocupa com essa proteção como impõe duras penas a essas redes, como no caso específico do Facebook, que pode ser condenado a pagar uma multa de US$ 1,63 bilhão por negligenciar a privacidade de seus usuários. O problema atinge também os fabricantes de smartphones, que nem sempre cuidam de dotar seus dispositivos dos recursos de segurança da informação adequados.
Quem parece estar em melhor nesses aspectos é a Apple. Conforme mostra esta matéria do New York Times de 26-10-2018, o presidente da empresa, Tim Cook, apoia "uma lei de privacidade federal abrangente nos Estados Unidos", que possa, na expressão do jornal, “ajudar a minar os negócios dos rivais da Apple”.
Vale lembrar que o software de quase todos os smartphones do mundo só tem dois fornecedores – Google e Apple – com seus sistemas operacionais Android e iOS. Segundo o Times, “a Apple construiu um negócio de smartphones tão forte, ao oferecer dispositivos sofisticados e de alta qualidade que – como a empresa tem anunciado cada vez mais recentemente – valoriza a sua privacidade.”
Google, por sua vez, capturou a maioria do mercado global, particularmente nos países em desenvolvimento, dando seu software de graça aos fabricantes de celulares. Em troca, o Google historicamente forçou-os a colocar seus serviços gratuitos em destaque nos dispositivos. Isso faz com que as pessoas conduzam mais pesquisas do Google, vejam mais vídeos do YouTube e solicitam mais direções no Google Maps — todas as atividades que permitem que o Google colete mais dados pessoais e veicule anúncios mais personalizados.
Tim Cook e a Apple claramente não gostam dessa abordagem. Mas o mercado prova que muitas pessoas preferem optar por um telefone Android barato – essencialmente pagando com seus dados pessoais e lidando com mais anúncios – do que gastar mais em um iPhone. (O menor preço do iPhone é US $750.)
Outros tecnólogos, como Alex Stamos, ex-chefe de segurança do Facebook, chamou Cook de hipócrita por trombetear tanto a importância da privacidade, quando a Apple está tão profundamente envolvida e comprometida com a China.


Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu