07 Mar 2021
Folha Do ABC

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

A Prefeitura de Ribeirão Pires publicou  decreto municipal que suspende as atividades escolares presenciais na rede privada de ensino (Decreto Municipal N° 7.120/2021). A nova determinação valerá a partir deste sábado, dia 6, até o dia 19 de março. As aulas presenciais na rede estadual seguem suspensas até 22 de março e para a rede municipal a retomada de atividades dentro das unidades escolares está prevista para 5 de abril (Decreto Municipal N° 7.115/2021).

O retorno presencial está condicionado ao cenário da pandemia do coronavírus em âmbito local e ao atendimento das diretrizes das autoridades de saúde. Para a rede municipal de ensino, estão mantidas as atividades remotas, por meio da plataforma digital Educa Ribeirão ou da retirada, por agendamento, dos conteúdos impressos nas unidades.

Novas orientações – O decreto municipal n° 7.121/2021 estabeleceu novas medidas para o controle da disseminação do coronavírus na cidade. Entre os dias 6 e 19 de março, fica estabelecida a redução do horário de expediente nas repartições públicas municipais, com exceção dos serviços essenciais (saúde, segurança, defesa civil e serviço funerário).

Para a Secretaria de Educação Municipal, o horário de expediente está reduzido para o período das 10h às 15h, de segunda a sexta-feira (exceto dia 19/03, feriado do aniversário da cidade). O atendimento ao público na Secretaria de Educação será realizado somente pelo telefone 4828-9600 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

As escolas municipais da cidade irão manter plantão de atendimento às famílias dos estudantes, para esclarecimento de dúvidas e orientações, por telefone, WhatsApp ou e-mail. A retirada de atividades impressas do programa de ensino remoto Educa Ribeirão poderá ser realizada mediante agendamento prévio junto à unidade.

A Secretaria de Educação adotará o regime de teletrabalho (home office) em sistema de revezamento dos profissionais.

Tagged sob

Santo André já entrou na fase vermelha do Plano São Paulo. Entre os dias 6 e 19 de março poderão funcionar na cidade apenas os serviços considerados essenciais, como forma de combater o avanço da pandemia de Covid-19. As regras de funcionamento das atividades foram publicadas nesta sexta-feira (5) em decretos do prefeito Paulo Serra.

Na quinta (4) o índice de ocupação dos leitos de UTI no município, considerando hospitais públicos e privados, chegou a 87,97%, maior patamar desde que teve início a pandemia do novo coronavírus.

"Chegamos a um momento crítico da pandemia, em que há a necessidade urgente de medidas de controle para frear o contágio e diminuir a demanda por internações. O respeito à fase vermelha é fundamental neste momento, bem como a intensificação dos cuidados e protocolos de segurança. Santo André continua reunindo esforços para a captação de mais doses de vacina para imunizar a nossa gente com rapidez e eficiência", afirmou o prefeito Paulo Serra.

Serviços e atividades essenciais – Entre os dias 6 e 19 de março, ficará suspenso o atendimento presencial em estabelecimentos comerciais da cidade. O comércio poderá funcionar apenas de portas fechadas, através de sistema de retirada, delivery ou drive-thru. Após as 20h está autorizado o funcionamento somente de sistema delivery, sem a venda de bebidas alcoólicas.

Alguns segmentos são considerados essenciais e, portanto, não terão as atividades suspensas durante a fase vermelha. Entre eles estão saúde (hospitais, clínicas, farmácias, clínicas odontológicas e estabelecimentos de saúde animal) e alimentação (supermercados, hipermercados, açougues, padarias, lojas de suplemento e feiras livres).

Também fazem parte da lista de atividades essenciais serviços de segurança pública e privada, construção civil e indústria, restaurantes e similares, comunicação social (meios de comunicação social executada por empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens) e educação.

Outros setores essenciais são logística (estabelecimentos e empresas de locação de veículos, oficinas de veículos automotores, transporte público coletivo, táxis, aplicativos de transporte, serviços de entrega e estacionamentos) e abastecimento (cadeia de abastecimento e logística, produção agropecuária e agroindústria, transportadoras, armazéns, postos de combustíveis e lojas de materiais de construção).

São considerados também como essenciais: hotéis, lavanderias, serviços de limpeza, manutenção e zeladoria, serviços bancários, lotéricas, serviços de call center, assistência técnica de produtos eletroeletrônicos, bancas de jornais e atividades religiosas.

Para o funcionamento das atividades religiosas, de qualquer natureza, deverá ser observado o limite de 30% de ocupação da capacidade total. Durante o período da fase vermelha, entre 20h e 5h, fica recomendada na cidade de Santo André a circulação de pessoas e veículos, apenas para os casos de necessidade, urgência e emergência.

Serviços públicos – O atendimento presencial nos órgãos públicos de Santo André ficará suspenso durante todo o período da fase vermelha, entre 6 e 19 de março. A medida vale para a Praça de Atendimento do Paço, Procon, Ouvidoria, postos SIM e Semasa.

Os serviços da Praça da Atendimento e dos postos SIM estarão disponíveis de maneira remota, pelos números 156 e 0800 019 1944. Outra opção é acessar o Portal de Serviços do Cidadão no site da Prefeitura de Santo André (www.santoandre.sp.gov.br). Solicitações relacionadas à zeladoria da cidade podem ser feitas pelo aplicativo Colab, disponível para sistemas Android e iOS.

 O atendimento no Procon será feito pelo email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e o da Ouvidoria pelo endereço O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

 Os serviços de resíduos sólidos da cidade, realizados pelo Semasa, como coleta porta a porta, varrição, recolha de animais mortos e remoção de resíduos de saúde seguirão normalmente. As Estações de Coleta também funcionarão em horário regular, com controle reforçado de entrada e saída de pessoas.

 O atendimento presencial e telefônico do Semasa será suspenso temporariamente no período de 6 a 19 de março. As solicitações e os pedidos de abertura de Ordens de Serviço poderão ser realizados pelo site www.semasa.sp.gov.br ou pelo Fale Conosco (também disponível no portal da autarquia). Está interrompida a abertura de novos processos, em razão do fechamento do Posto de Atendimento.

 A tramitação de processos de licenciamento ambiental do Semasa continuará normalmente. Para envio de documentos referentes a processos ambientais e mais informações sobre o funcionamento de todos os serviços do Semasa, basta acessar o site www.semasa.sp.gov.br. Todos os parques da cidade ficarão fechados entre os dias 6 e 19 de março.

 Educação – O retorno presencial das atividades escolares para a rede de ensino municipal e estadual ocorrerá de forma gradual em 22 de março, para os ensinos infantil, fundamental e médio. As escolas particulares, que estão funcionando desde 18 de fevereiro, estão autorizadas a manter as atividades presenciais, desde que seja respeitado o limite de 35% dos alunos matriculados.

Tagged sob

Diante do aumento de casos de Covid-19 e da média móvel de óbitos causados pela doença, a Prefeitura de São Bernardo vai estender o toque de recolher das 22h às 4h para até o dia 19 de março. A medida ocorrerá de forma concomitante à aplicação dos novos protocolos sanitários previstos na fase vermelha do Plano São Paulo, que passam a valer em todo o Estado a partir deste sábado (6).

De acordo com o decreto municipal 21.487/2021, as atividades comerciais e de serviços da cidade seguirão sendo encerradas às 21h, com tolerância máxima às 22h, e retornarão após as 4h. O transporte coletivo municipal também continuará suspenso das 22h às 4h.

No período do toque de recolher, está autorizada apenas a circulação de pessoas que estejam a caminho de serviços de urgência e emergência, farmácias, hospitais veterinários, bem como trabalhadores da indústria, telecomunicações e segurança. Também poderão funcionar as atividades de serviços de limpeza pública, manutenção urbana e serviço funerário; delivery; transporte privado de passageiros; transporte de carga e serviços públicos de infraestrutura prestados por concessionárias e hospedagem.

FASE VERMELHA – Durante o dia, as regras de funcionamento da atividade econômica também serão endurecidas até o dia 19 de março, em cumprimento a determinação estadual. A partir deste sábado (06) somente poderão funcionar os serviços considerados essenciais (lista abaixo), desde que respeitados protocolos sanitários.

Ficam proibidos de realizar atividades presenciais os escritórios administrativos, financeiros, contábeis, advocatícios, imobiliários; comércio de rua; shoppings e galerias comerciais; ambulantes; bares e restaurantes presenciais; buffets; clubes sociais e esportivos; academias; eventos; salões de beleza e barbearias; cursos livres não regulados; parques; cinemas; teatros; boliches e casas de shows; e concessionárias de veículos.

No serviço público, o Paço Municipal terá funcionamento normal, com sistema de revezamento de funcionários e manutenção de protocolos sanitários. Servidores com mais de 60 anos de idade poderão realizar trabalho remoto. A Sala do Empreendedor, bem como a Central de Trabalho e Renda (CTR), funcionarão presencialmente, por meio de agendamento, seguindo todos os protocolos sanitários. Já as unidades do Atende Bem, que ofertam serviços municipais, ficarão fechadas no período, realizando teleatendimento, de segunda a sexta das 8h às 17h, pelos números 0800-77-08-156 e 2630-4650, ou no site https://guiadeservicos.saobernardo.sp.gov.br/guia-de-servicos.

As aulas presenciais na rede pública, tanto municipal quanto estadual, seguirão suspensas. O ensino remoto será retomado no próximo dia 8. As unidades particulares, por sua vez, estão autorizadas a manter atividades hibridas, presenciais e remotas (à distância), porém limitadas à 35% da capacidade.

FECHAMENTO DE VIAS - A partir deste sábado (6), a Rua Marechal Deodoro (Centro) e a Avenida Dom Pedro de Alcântara (Vila São Pedro) estarão interditadas para o tráfego de veículos, em decorrência da Fase Vermelha do Plano São Paulo. A medida visa evitar aglomerações nos dois corredores comerciais.  A circulação de veículos estará autorizada apenas nos cruzamentos e em casos de urgência e emergência. As linhas municipais que circulam pela Avenida Dom Pedro de Alcântara terão seus itinerários alterados, a partir da tarde deste sábado, para Rua Nelson Mandela.

Confira os serviços autorizados 24h

 

  • Limpeza pública
  • Segurança pública e privada
  • Manutenção urbana
  • Serviço funerário
  • Serviço delivery
  • Transporte privado de passageiros (taxi, app e fretamentos)
  • Transporte de cargas
  • Balsa
  • Serviços públicos de concessionárias
  • Hospedagem (hoteis, moteis, pousadas e congêneres)
  • Saúde (urgência e emergência, farmácias e hospitais veterinários)
  • Indústria
  • Serviços de telecomunicação

 

Serviços autorizados até as 22h (com saída as 21h)

 

  • Supermercados
  • Mercados
  • Feiras-livres (sem consumo no local)
  • Mercearias
  • Açougues
  • Padarias (sem consumo no local)
  • Oficinas de veículos
  • Lojas de autopeças
  • Locação de veículos
  • Transporte escolar
  • Estacionamentos
  • Armazéns
  • Movimentação de materiais internos
  • Pátios e transportadores de veículos automotores
  • Postos de combustíveis
  • Lojas de materiais de construção e limpeza
  • Cartórios e correios
  • Bancos e lotéricas
  • Lavanderias
  • Serviços de limpeza
  • Manutenção de máquinas
  • Zeladorias
  • Assistência de produtos eletrônicos
  • Call center
  • Meios de comunicação
  • Bancas de jornal
  • Construção civil

 

Serviços autorizados até as 20h

 

  • Lava rápido de veículos
  • Lojas de conveniência
  • Templos religiosos
Tagged sob

O Ministério da Saúde reiterou sua responsabilidade na gestão tripartite do SUS e autorizou recursos para o custeio de 3.201 leitos de UTI para pacientes graves acometidos pela doença em 22 estados e no Distrito Federal. Os leitos, autorizados em caráter excepcional e temporário por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União, na última terça (2), gerarão impacto financeiro de R$ 361,7 milhões aos cofres públicos. Destes, 41 são de UTI Pediátrica Covid-19.

Os recursos são provenientes do crédito extraordinário da Medida Provisória no 1.032, de 24 de fevereiro de 2021, e as diárias permanecem fixadas em R$ 1.600 por leito. Os leitos solicitados pelos gestores e aprovados com vigência entre janeiro, fevereiro e março terão suas diárias pagas integral e retroativamente.

As autorizações de leitos necessárias por conta da atual situação da curva epidemiológica da pandemia no Brasil estarão condicionadas à aprovação da Lei Orçamentária Anual pelo Congresso Nacional, novas avaliações pelas áreas técnicas do Ministério da Saúde e conforme os pedidos dos gestores estaduais e municipais. As solicitações continuam reguladas pelos critérios objetivos estabelecidos pela Portaria 1.587 GM/MS de 19 de junho de 2020.

Essa medida fortalece o Sistema Único de Saúde (SUS) e leva atendimento para a população em todo o País. Apesar de estados e municípios terem autonomia para implantar e financiar os leitos necessários, o Ministério da Saúde, em decorrência do atual cenário de emergência, tem apoiado irrestritamente as secretarias estaduais e municipais e investido em ações, serviços e infraestrutura para o enfrentamento da doença. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas.

COMO FUNCIONA A AUTORIZAÇÃO

Para solicitar autorização do custeio de leitos de UTI Covid-19, as secretarias estaduais, distrital e municipais deverão cadastrar a proposta no Sistema de Apoio à Implementação de Políticas de Saúde-SAIPS, atendendo aos critérios objetivos, constantes da Portaria GM/MS nº 373/2021, para dar celeridade e legalidade ao processo e garantir o recurso necessário. Entre os aspectos observados nas solicitações de autorizações estão a curva epidemiológica da Covid-19 na região, a estrutura para manutenção e funcionamento da unidade intensiva e corpo clínico para atuação em UTI.

Tagged sob

As Prefeituras do ABC têm contingenciaram parte do orçamento destinado a 2021, por conta da pandemia de Covid-19. Santo André, contingenciou R$ 556 milhões do Orçamento 2021. Algumas das pastas que tiveram contingenciamento foram: Secretaria de Gestão Financeira, Secretaria de Assuntos Jurídicos, Secretaria de Inovação e Administração, Unidade de Assuntos Institucionais e Comunitários, entre outras, segundo informou a Prefeitura.

Em São Bernardo, a Prefeitura informou, por meio da Secreta-ria de Finanças, que o município editou, no final do exercício de 2020, resoluções de contingenciamento para 2021, visando o equilíbrio orçamentário em razão da pandemia causada pelo Coronavírus e que as resoluções de contingenciamento resultam em bloqueios na ordem de aproximadamente R$ 1,5 bilhão.

Em São Caetano, a Prefeitura contingenciou 6% de despesas do orçamento vigente da administração direta, cerca de R$ 67 milhões.

Em Diadema, a Lei Orçamentária Anual, que tem como meta anual o valor de cerca de R$ 1,5 bilhão, foi contingenciada em 75% do seu total (R$ 1,14 bilhão). Segundo a Prefeitura, a medida foi necessária para assegurar verbas para o funcionamento de todas as secretarias. “A Secretaria da Saúde teve seu orçamento contingenciado em R$ 181.489.423,37, valor até segunda (1) de março. Não houve contingenciamento para as ações de enfrentamento e combate à pandemia. Tal ação se tornou necessária, pois é prevista, para 2021, uma frustração de receita de R$ 343.955.871,00”, de acordo com nota oficial.

 

INVESTIMENTOS

Até o momento as Prefeituras já investiram mais de R$ 647,6 milhões em ações de combate à pandemia. Em Santo Andforam R$ 123,7 milhões em 2020 e, entre 1 de janeiro de 2021 e 28 de fevereiro último, mais R$ 8.577.618,22, os valores incluem recursos municipais, estaduais e federais. Em São Bernardo, desde o começo da pandemia, a Prefeitura já investiu o montante de R$ 307.978.483,00 no combate à doença, sendo R$ 189.894.385,97 provenientes da União e R$ 56.153.315,74 do Estado. Em São Caetano, até dezembro de 2020, a Prefeitura investiu R$ 117,8 milhões. Do total, R$ 66,5 milhões foram repasses dos governos, estadual e federal. Deste valor total, R$ 3.672.247,00 foram do governo estadual. Já em Diadema, de acordo com a Prefeitura, em 2020, foram empenhados R$ 86.960.452,99 e liquidados R$ 84.512.259,16 com recursos federais, estaduais, municipais e de emendas parlamentares. Neste ano, foram empenhados R$ 2.602.299,05 e liquidados, até o momento, R$ 305.450,06 com recursos federais e municipais.

Os investimentos no combate ao novo coronavírus tendem a aumentar, ainda mais, posto que a região esteja próxima, assim como muitas cidades brasileiras passam por um colapso no sistema de Saúde. Na última semana, a taxa de internação em leitos de UTI no ABC, ultrapassou os 88%.  Em relação à vacinação, que ainda está em ritmo lento, em Santo André, na terça (2), a Prefeitura interrompeu o cadastro de vacinação para idosos de 77 a 79 anos devido a insuficiência de doses.

 

VACINAÇÃO

Vale lembrar ainda que as fases 1,2 e 3 do Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, não contemplam pessoas com menos de 60 anos, sem comorbidades. Portanto, caberá ao Governo do Estado e os municípios comprarem ou não vacinas para o restante da população.

Em Santo André, a Prefeitura informou que pretende comprar vacinas para incluir grupos que não estão previstos neste momento no PNI, como os professores, por exemplo. O prefeito Paulo Serra já enviou projeto para a Câmara Municipal que permite que fundos públicos municipais sejam autorizados a transferir recursos para o combate à Covid-19, que serão utilizados preferencialmente para a compra de vacinas. A expectativa é que o município obtenha R$ 85 milhões para a aquisição de imunizantes. Caso aprovada, a proposta permitirá que 13 fundos municipais transfiram 100% do superávit financeiro para o Tesouro Municipal, contribuindo para a luta contra a pandemia de coronavírus. Entre eles estão o Fundo do Trabalho de Santo André, Fundo Municipal de Saneamento Ambiental e Infraestrutura, Fundo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor, Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano e Fundo Municipal de Trânsito.

Em São Bernardo, a Prefeitura já assinou protocolos de intenção de aquisição de doses extras da Coronavac, quando Ministério da Saúde autorizar a compra, por parte dos municípios, pois “neste momento, todos os municípios estão recebendo as doses contra a Covid-19 dentro da logística integrada e tripartite”. Em São Caetano, a Prefeitura já assinou protocolo de intenção de compra em três laboratórios e a estimativa de investimento é de R$ 10 milhões. Já a Prefeitura de Diadema, assinou, por meio do Consórcio Intermunicipal do ABC, protocolo de intenções para a aquisição de doses da vacina Sputnik V, que será produzida pela empresa Inovat, do Grupo União Química, a partir da sua aprovação pela Anvisa e inclusão no Plano Nacional de Imunização (PNI). Procuradas, as Prefeituras de Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, não responderam às solicitações, até o fechamento desta edição.

Tagged sob

A Aliança Francesa do Grande ABC, tradicional escola de francês, localizada em Santo André, mudou, recentemente, o endereço de sua sede e também está sob nova direção. Presente no Brasil há 135 anos, a Aliança não segue o modelo de franquias. É uma associação sem fins lucrativos e suas unidades são escolas administrativamente independentes. Mais de 6,5 mil alunos já passaram pela unidade do ABC.

Segundo a nova diretora, Susana Silva, muitos alunos que procuram o idioma francês trabalham em empresas francesas, ou em empresas que fazem negócios com a França, além de jovens que procuram aprender o idioma para estudarem na França e universitários que procuram francês para obter duplo diploma ou fazer mestrado.

Susana é professora da Aliança desde 2002, quando se formou em Letras. No ano passado, recebeu o convite da ex-diretora Gertrudes Bertinet. “Recebi o convite da Gertrudes, que esteve à frente da escola, por mais de 18 anos, e exerceu um ótimo trabalho como diretora. Cerca de cinco anos atrás, ela resolveu se aposentar, então, assumiu seu genro francês, o Mathieu Claudel. Mas, ele, com sua família, resolveu voltar para a França, e deixou a escola. Então, a Gertrudes assumiu a administração, novamente, até o ano passado, quando recebi o convite para ser diretora e aceitei”, conta.

 

Pandemia

A diretora, conta que a escola teve que se adaptar à nova realidade trazida pela pandemia. “Foi uma surpresa para todos. Tivemos que reagir rapidamente. Às vezes as crises trazem coisas boas. Há tanto tempo falávamos sobre aulas e cursos online. Sempre colocávamos alguns entraves e problemas e de repente tivemos que nos adaptar rapidamente. Graças a uma equipe de instrutores, bem unida, com vontade de fazer as coisas darem certo, nos preparamos rápido para usar a plataforma Zoom, com técnicas de ensino à distância e, logo passamos para as aulas online, ao vivo, com nossos professores. Sempre com o cuidado de não termos turmas muito numerosas para poder ter aulas interativas”, revela.

A escola obteve sucesso com as aulas online. “Tivemos um resultado muito bom. Reconhecemos esse sucesso, neste início de 2021, com a rematrícula dos nossos alunos. Eles se rematricularam, então, isso significa não só que eles gostaram, mas aprovaram as aulas online”, diz a diretora.

Susana conta que, atualmente, a Aliança está com 100% das aulas online. “Não temos aulas presenciais ainda. Já abrimos a possibilidade de aula presencial para os alunos que fazem aulas individuais, mas, por enquanto, eles optaram por seguir com as aulas online, até porque a situação está um pouco instável, com a falta de vacinas para todos”, afirma.

 

Novos desafios

Para 2021, a Aliança terá como desafio o retorno às aulas presenciais. “Ainda não há data definida. Temos pessoas que querem voltar ao presencial e outras que preferem continuar online. A ideia é de irmos voltando aos poucos. Respeitando a vontade dos nossos alunos. O desafio será montar um curso, no qual as pessoas possam assistir presencialmente e ao mesmo tempo, de forma remota. Estamos equipando nossas salas de aulas para que isso seja possível”, explica.

Em relação à nova sede, Susana conta que a mudança, da Rua das Figueiras, no bairro Campestre, para a Rua das Esmeraldas, 176 no bairro Jardim, foi para garantir maior segurança aos alunos. “Mudamos, principalmente, pela segurança. Estamos num prédio comercial, com estacionamento no subsolo. Muitos dos nossos alunos estudam depois do trabalho e precisam estudar à noite e, às vezes, um prédio comercial, com estacionamento próprio traz mais conforto e mais segurança para os alunos. As pessoas estão gostando porque o acesso também é mais fácil”, diz.

 

Cursos

A Aliança oferece cursos de francês para todas as idades, com aulas de manhã, à tarde, à noite e até aos sábados (manhã e tarde). “Há variação de ritmo. Para os alunos que têm mais pressa, cursos com mais aulas durante a semana, mas há outros mais lentos. Temos diferentes cursos para entender os diferentes objetivos das pessoas. Quem já tem certo nível e quer um curso de conversação também é possível”, enfatiza Susana. A escola também adotou nova metodologia, o Defis, que possui até suporte digital. “O novo método proporciona um curso mais rápido. Hoje, num ritmo médio, o curso dura quatro anos. Estamos sempre utilizando as metodologias mais modernas”, garante. 

Tagged sob

A elaboração da maquiagem é uma verdadeira arte, com uma série de etapas, truques e processos. Um dos momentos mais importantes é a preparação da pele, com a aplicação da base. Essa etapa impacta tanto no acabamento da produção como na sua durabilidade ao longo do dia. Pensando nisso, a Avon preparou algumas dicas para a sua base durar mais e você construir uma make impecável, com direito a uma dica bônus de um produto SUPER à prova d’água, confira abaixo:

  1. Hidratação sempre!

Muitas pessoas não sabem, mas todos os tipos de pele devem receber hidratação, inclusive as oleosas! Esta etapa pré-maquiagem é muito importante para garantir que o rosto esteja equilibrado para receber a base. Neste momento é importante se atentar ao seu tipo de pele -seca, mista ou oleosa – e procurar o hidratante mais adequado e com a melhor textura para ela. Esse passo fará total diferença no acabamento da make, evitando alguns efeitos como o craquelamento. O ácido hialurônico é um bom exemplo de hidratante, ideal para preencher rugas, tratar linhas de expressão, dar firmeza a pele e evitar a perda de água. Uma excelente opção de hidratante é o Renew Triplo Ácido Hialurônico. Ele conta com uma fórmula diferenciada, com concentração de 1.5% de triplo ácido hialurônico, uma combinação de três tamanhos de moléculas de ácido hialurônico que atuam desde a superfície até as camadas mais profundas da pele, onde as rugas surgem.

Hialurônico Renew Clinical Concentrado Facial Preenchedor de Rugas 30g - R$ 119,90

  1. Aplique um bom primer!

O próximo passo antes da base, é a aplicação de um bom primer. Esses produtos são excelentes para a construção da maquiagem, uma vez que ajudam na durabilidade e na diminuição da aparência dos poros. Além disso, traz outros benefícios, como o controle do brilho e da oleosidade, por exemplo.

Primer Magix Controle de Brilho e Oleosidade (R$37,99)

 

  1. De olho nas especificidades de cada base!

Chegou o momento de aplicar a base. Uma das dicas mais importantes neste momento é se atentar as especificações de cada produto, entendendo aspectos como o tipo de pele indicado, o acabamento e a durabilidade. Por exemplo, se você terá uma rotina agitada ao longo do dia, uma boa opção é utilizar uma base de longa duração. Ou então, se você tiver uma pele mais oleosa, opte por uma base mais matte, garantindo efeito sequinho na make o dia todo. Com tantas opções de produtos, escolha a base que melhor atende as suas necessidades do dia-a-dia.

Base Líquida Avon Power Stay 30 ml - R$ 59,99 (Produto Matte com 24h de duração, cobertura média e indicado para todos os tipos de pele)

Base Compacta 3 em 1 – R$53,99 (Com cobertura média, aparência e sensação 100% naturais, indicada para pele seca a normal. Efeito de base, corretivo e pó em um único item).

Base Ultramatte – R$44,90 (Efeito matte que dura o dia todo, brilho controlado com conforto, indicado para pele mista a oleosa).

 

  1. Fique atenta às lágrimas!

Muitas pessoas desconhecem, mas uma base pode ser resistente à água, mas não às lágrimas. Isso porque a composição delas é diferente da água. Nestes casos uma boa dica é ter a base sempre em mãos, na bolsa ou necessaire, para retocar quando for necessário. Selar os produtos com pó compacto ou solto auxilia diminuindo o impacto das lágrimas na pele.

 

Dica bônus: Aposte em uma máscara de cílios resistente!

Se é durabilidade na maquiagem que você procura, use e abuse de máscaras de cílios resistentes, que te acompanhem o dia inteirinho. Máscaras de cílios a prova d’água são o terceiro tipo mais consumido!  Uma excelente opção para o dia a dia é a SUPER à prova d’água. Ela possui aplicador cônico, que facilita o uso e alcança até os fios mais difíceis, deixa os cílios mais curvados, elevados e separados. Ela é à prova d’água e resiste ao calor e a umidade. Sua fórmula contém o complexo Caring Triple Oil, com óleo de mamei, amêndoa e rícino, que fortalecem e previnem a queda dos cílios.

Avon Super À prova D´Água Máscara para Cílios (R$29,99)

 

Todos os produtos indicados pela marca poderão ser adquiridos com uma revendedora Avon ou pelo e-commerce (https://www.avon.com.br). SAC: 0800 708 2866, de segunda a sábado das 8h às 20h.

Tagged sob

O Brasil bateu recorde de mortes em 24h, na quinta (4), foram 1.840, trata-se do maior número desde o primeiro caso de Covid-19 no País, em fevereiro do ano passado. No Estado de São Paulo foram 468 mortes, apenas, na terça (2). Segundo levantamento da Fiocruz, pelo menos 18 Estados e o Distrito Federal têm mais de 80% da ocupação dos leitos, sendo que o Rio Grande do Sul ultrapassou os 100% da capacidade e um hospital de referência alugou um contêiner refrigerado para ampliar a capacidade do necrotério. No ABC, nessa semana, os índices de internação em leitos de UTI ultrapassaram os 88%.
A mortalidade no País já supera os piores índices do ano passado, a economia patina, perdendo investidores internacionais, dia após dia. O dólar tem oscilado em níveis elevados com tamanha instabilidade política do País e o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro registrou a pior queda em 24 anos, com recuo de 4,1% em 2020, na comparação com 2019.
Uma das únicas esperanças para se voltar a algo próximo a antiga “normalidade”, a vacinação, caminha em passos de tartaruga, devagar e parando. Até quarta (3), eram apenas 6,7 milhões de um universo de cerca de 220 milhões de brasileiros, o que corresponde a 3,2% da população nacional. Na terça (2), o agendamento para vacinação na população de 77 a 79 anos foi interrompido em Santo André, por falta de doses. Em São Paulo, idosos, após 5 horas na fila de drive-thru voltaram para casa sem serem vacinados. As doses disponíveis são insuficientes e os brasileiros amargam o gosto da ineficiência, da desorientação, da ignorância, do desleixo e da imprevidência de suas lideranças.
Médicos e especialistas da área de Saúde já alertavam, desde a semana passada, que se os índices de internações e mortes não diminuíssem haveria colapso total na rede hospitalar em todo o País. A infectologista Thaís Guimarães, do Hospital das Clínicas de São Paulo, disse em entrevista à CNN, que haveria um “cenário de guerra” nos próximos dias, com pessoas morrendo por Covid-19 dentro das próprias casas ou na entrada de hospitais superlotados. Mais um cenário de guerra no Brasil, como se já não bastasse a guerra pela recuperação econômica e a guerra política, rumo às eleições de 2022. Mas, se houve quem mais acertou em prognósticos, desde o início da pandemia, foram os próprios médicos e cientistas.
Na quarta (3), devido à piora dos indicadores epidemiológicos no Estado de São Paulo, o governador João Doria, por orientação do Centro de Contingência do Coronavírus, decretou a reclassificação dos 645 municípios paulistas para a fase vermelha, a mais restritiva, onde apenas os serviços essenciais podem funcionar, até o dia 19 de março. A medida desagradou e enfureceu muitos comerciantes, empresários e trabalhadores.
Mas de quem é a culpa, afinal? Se há culpados, há muitos brasileiros que são mais culpados que qualquer político. São culpados, aqueles que se aglomeram em bares, festas, praias, que não fazem uso das máscaras, que fazem chacota ou negligenciam os protocolos sanitários contra a Covid-19, e principalmente. E quem paga por isso? O preço é alto, há mais de 40 dias o Brasil perde o equivalente ao número de tripulantes de cinco aviões caindo por dia. São milhares de vidas e sonhos sendo ceifados e famílias enlutadas vivendo um verdadeiro inferno.
O “negacionismo” à Covid-19 não ceifa apenas milhares de vidas de avós, pais, mães, irmãos amigos, ele também arrasa com a economia, que infelizmente já está há meses respirando por meio de ventilação mecânica. E caso essa grande parte da população insista em utilizar as máscaras nos “olhos” ao invés de cobrir boca e nariz, o País ainda passará por dias tenebrosos.

Tagged sob

06 de Março de 2021

Tratativas
O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, se reuniu, de maneira virtual, na quarta (3), com executivos da Pfizer no Brasil, para mais um passo, nas tratativas para a aquisição de 100 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. Pazuello confirmou que o Governo Federal vai adquirir o imunizante. Ainda não há um cronograma de entrega das vacinas, pois, primeiro é necessário que a aquisição seja confirmada com a assinatura do contrato, mas a expectativa é de que as vacinas cheguem ao Brasil a partir do segundo trimestre de 2021.

Tratativas I
O Ministério da Saúde e a Janssen também entraram nas negociações finais para a compra de 38 milhões de doses da vacina contra a Covid-19. Pazuello, também se reuniu, na quarta (3), com representantes da farmacêutica para confirmar a intenção do Governo Federal de adquirir o imunizante. O cronograma proposto prevê a disponibilidade de 16,9 milhões de doses entre julho e setembro e outras 21,1 milhões de doses entre outubro e dezembro de 2021.

Fake
Rodou pelas redes sociais e grupos de WhatsApp, nessa semana, sátira com foto de um programa da CNN Brasil com a notícia “Paulo Guedes gasta 120 mil reais com viagra”. Trata-se de uma montagem elaborada por um perfil humorístico no Twitter, que alterou a tarja do telejornal CNN PrimeTime, apresentado pelo jornalista Márcio Gomes.

Recursos
O governo federal anunciou, no domingo (28) de fevereiro, que já destinou R$ 420 bilhões aos estados em 2020, no combate à pandemia. Do total, R$ 135 bilhões teriam sido destinados à São Paulo. Na segunda (1), o governador João Doria (PSDB), durante coletiva de imprensa, informou que apenas o Estado de São Paulo destinou R$ 414 bilhões ao governo federal e só obteve 11% de retorno, ou seja, R$ 55 bilhões. “Cerca de 60,27% do valor pago em impostos ficaram retidos na União e apenas 39,73% da arrecadação federal foi destinada aos Estados e municípios. Não é a União que sustenta os estados brasileiros, mas os estados que sustentam a União”, garantiu Doria.

Medo
“Tenho muito medo do que vai acontecer nas próximas duas semanas”. A afirmação é do presidente do Hospital Albert Einstein, Sidney Klajner. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, na última semana, Klajner definiu a situação como uma “catástrofe”. “A gente está vendo a lotação das UTIs no país todo, o que é uma catástrofe. O receio é o sistema de saúde colapsar e você ter apendicite em casa, ou um infarto, e não ter acesso à saúde”, alerta o presidente.
 
Ajuda
A finalização do Hospital de Urgência de São Bernardo, no ano passado, que foi destinado, principalmente, para o tratamento da Covid-19, e recebeu verba do governo federal de R$ 25 milhões, teve dois articuladores que auxiliaram o prefeito Orlando Morando (PSDB) nas negociações. A deputada estadual Carla Morando (PSDB) e o então assessor do deputado federal, Eduardo Bolsonaro, hoje vereador, Paulo Chuchu (PRTB). Carla teria entrado em contato com Paulo e, devido à proximidade de Chuchu com a família Bolsonaro, as tratativas tiveram certa facilidade.

Atraso
Em Santo André, o início da vacinação para idosos entre 77 e 79 anos foi anunciado, na semana passada, durante live do prefeito Paulo Serra. Porém, os idosos tiveram que aguardar 3h30, em frente às telas de celulares e computadores, para conseguirem acessar o site da Prefeitura, que ficou fora do ar, e realizarem o agendamento, na segunda (1), que começaria às 14h. O site voltou a funcionar depois das 17h30.

Na frente?
O prefeito de Santo André, Paulo Serra, e presidente do Consórcio Intermunicipal, afirmou, em diversas lives que o município estava “na frente do vírus” no combate à pandemia, tamanha força-tarefa para combate a disseminação da Covid-19, porém, a pandemia está ganhando a frente, não só em Santo André, mas em todo o ABC. Na segunda (1), Serra se reuniu com o vice-governador do Estado, Rodrigo Garcia (DEM), para pedir socorro e a criação de mais leitos para a região a fim de evitar colapso no sistema de saúde.

Apoio
No meio empresarial, há comentários sobre o apoio do governador João Doria (PSDB), ao presidente Jair Bolsonaro, com o “bolsodoria”, na campanha das eleições de 2017, que foi acompanhado por prefeitos do ABC, como os tucanos Paulo Serra (Santo André) e Orlando Morando (São Bernardo). Um empresário comentou: “mas ninguém tem bola de cristal e ninguém sabia que daria nisso, né?”.

Casos
Professores e funcionários da rede municipal de ensino de São Caetano realizaram, na terça (2), uma manifestação contra a volta das aulas presenciais nas escolas. Os manifestantes simularam um cortejo fúnebre que simbolizou o “enterro” da Educação no município. As aulas na rede municipal foram retomadas, no dia 11 de fevereiro e segundo dados do Inquérito epidemiológico da Educação, elaborado pela Prefeitura de São Caetano, até quarta (3), foram registrados 100 casos positivos de Covid-19, sendo 77 casos em alunos e 23 em educadores.

Aprovada
A Câmara de Santo André aprovou, na quinta (4), projeto de lei que permite à Prefeitura utilizar recursos de fundos municipais no combate à pandemia de Covid-19, preferencialmente na aquisição de vacinas. A proposta, permite que 13 fundos municipais transfiram 100% do superávit financeiro observado até 31 de dezembro de 2020 para o Tesouro Municipal. O projeto segue para sanção do prefeito Paulo Serra. A expectativa é que os recursos cheguem a R$ 60 milhões.

Tagged sob

O turismo espacial está decolando, como grande negócio. Uma empresa criada exclusivamente para esse propósito - a EOS-X Spaceship Company - planeja enviar turistas ao espaço em cápsula presa a um balão estratosférico gigante, que levará cerca de duas horas para atingir a altitude de cruzeiro de até 40km, muito acima do nível dos voos de aeronaves comerciais, que não passam de 10 km.
Serão 5 horas de emoção, numa viagem em que os passageiros poderão admirar confortavelmente a curvatura da Terra e a escuridão do espaço. E sem sentir os efeitos de nenhuma aceleração gravitacional. E a passagem custará aproximadamente US$ 150 mil dólares.
Toda a experiência foi concebida para ser agradável aos passageiros. Sem fortes acele-rações, um ambiente confortável e vistas panorâmicas que permitem aos passagei-ros desfrutar das paisagens deslumbrantes a cada passo da viagem. Durante as DUAS horas de subida, DUAS horas de cruzeiro e descida e pouso final de aproximadamente 1 hora, os passageiros ficarão maravilhados com a experiência.
Os passageiros serão recebidos no complexo stratoport da EOS-X com seus companhei-ros de viagem dois a três dias antes do voo, para uma série de sessões de treinamento, preparação e briefing.
Mesmo que não estejam voando, amigos e familiares são muito bem-vindos ao stratoport da EOS-X. Agentes espaciais terão o maior prazer em organizar uma estadia memorável para eles. Além disso, eles poderão também experimentar algumas das sessões de brie-fing e preparação, bem como acompanhar seu voo espacial nas proximidades do centro de controle via streaming de vídeo HD ao vivo da cápsula EOS-X.
Para os passageiros, tudo começa ao nas-cer do Sol.
Acorde de madrugada em nosso complexo stratoport, vista a sua roupa EOS-X sob medida e siga para a cápsula EOS-X. Cinco passageiros e um membro da tripulação viajarão em cada voo em nossa cápsula pressu-rizada. A cápsula está equipada com assentos confortáveis e ergonômicos, iluminação ambiente, lavatório e janelas panorâmicas pessoais junto com um painel de controle para receber informações em tempo real sobre o voo.
Depois de amarrado com segurança em seu assento, a EOS-X começará sua ascensão ao espaço próximo. Impulsionada pelos princípios fundamentais e visão de reconexão com a mãe Terra, a EOS-X só faz sentido se a operação for o mais sustentável e de baixo impacto possível.
Os voos da EOS-X são movidos a hélio ou hidrogênio, ambos gases de emissão zero. Além disso, o envelope do balão será coletado na aterrissagem e reciclado, e a empresa está trabalhando para conseguir a reutilização do balão. Por fim, está empenhada em compensar a pegada de carbono das atividades de suporte da EOS-X; https://www.eosxspace.com/experience-eos-x

Tagged sob

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu