02 Jul 2020

Uma das escolas mais antigas de São Caetano, inaugurada em 1968, a EMEF Professora Eda Mantoanelli prepara-se para ganhar uma nova vida e uma nova vocação. Na quarta (1), o prefeito José Auricchio Júnior anunciou a assinatura de Ordem de Serviço para obras de reforma e ampliação, incluindo uma nova unidade de Educação Infantil à tradicional escola de Ensino Fundamental – que passará a se chamar Complexo Escolar Professora Eda Mantoanelli.

O anúncio ocorreu em uma reunião online da qual participaram o secretário de Educação Fabricio Coutinho, a assessora de Obras da Secretaria Municipal de Educação Cíntia Kimura, a diretora da escola Antonieta Aparecida De Simone Rodrigues e representantes da Associação de Pais e Mestres (APM).

“A assinatura desta Ordem de Serviço é um evento que marca essa gestão. É a maior obra em termos de volume de construção e recursos investidos. São 16 milhões de reais que serão investidos em uma área de 10 mil metros quadrados, com capacidade para abrigar 1.200 alunos. Deixar as obras do complexo educacional em andamento é uma alegria muito grande. Ficará como um legado para as próximas gerações”, declarou o prefeito Auricchio.

O secretário Fabricio Coutinho destacou que esse é um dos maiores investimentos da Educação em São Caetano nos últimos 20 anos e agradeceu o apoio da equipe gestora do Eda e dos pais da APM, que vêm acompanhando cada passo dessa iniciativa, desde a elaboração do projeto.

“Esse foi um grande presente que eu recebo, a concretização de um sonho”, disse a diretora Antonieta De Simone Rodrigues. Marcel Tamiazi, integrante da APM também agradeceu o empenho da Prefeitura em viabilizar o projeto há muito esperado. “É uma grande conquista para nós”, declarou.

AMPLIAÇÃO E SUSTENTABILIDADE

O projeto já está pronto e sua execução deverá levar cerca de um ano. O futuro complexo escolar contará com escola de Educação Infantil e Ensino Fundamental, além de uma área esportiva com duas quadras externas, uma quadra coberta e um playground.  A área construída será de quase 10 mil m², sendo 708 m² de acréscimo de área referente a nova quadra coberta.

O projeto do complexo educacional destaca-se pela acessibilidade em toda a área construída, elaborada conforme a Norma Brasileira de Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Há também um cuidado especial com o conforto ambiental e térmico, promovido pelo dimensionamento de aberturas, a fim de garantir a incidência de luz e ventilação natural.

A iluminação artificial proposta para o edifício contempla a instalação de lâmpadas de LED, vantajosas por proporcionar economia de energia e menor demanda por manutenção devido à sua longa vida útil o que a categoriza como um produto sustentável. Sustentabilidade é, aliás, uma preocupação visível em todo o projeto da nova escola: serão implantadas 15 medidas de sustentabilidade urbana para atender aos requisitos do Programa Município VerdeAzul, iniciativa do Governo do Estado de São Paulo que incentiva a adoção de práticas e instalações sustentáveis pelos municípios.

REMANEJAMENTO

Segundo o secretário de Educação, Fabricio Coutinho, apesar da grande reforma estrutural que será feita no prédio, não será necessária a transferência de alunos para outra escola. “Quando as aulas presenciais forem retomadas, os alunos serão remanejados internamente. Assim que as obras forem finalizadas em um bloco, os alunos trocam para fazer a reforma no outro bloco. A escola é bem grande e comporta esse remanejamento, sem prejuízo para as aulas”, tranquilizou.

A Prefeitura de Santo André dará prosseguimento, na segunda (6), à flexibilização das atividades econômicas, por meio da Operação Comércio Responsável, autorizando a abertura de restaurantes, bares, salões de beleza e barbearias, com as devidas restrições e protocolos de segurança.

A partir desta data, também haverá ampliação no horário de atendimento de estabelecimentos que já estavam liberados para funcionar desde o dia 15 de junho. Este é mais um passo na reabertura gradual e responsável da economia em Santo André, diante das restrições adotadas por causa da pandemia de Covid-19.

As flexibilizações previstas na nova etapa da Operação Comércio Responsável fazem parte da fase amarela do Plano São Paulo anunciado pelo Governo do Estado. As regras constam em decreto do prefeito Paulo Serra publicado nesta quarta-feira (1º).

"Seguindo todos os protocolos sanitários e respeitando os decretos, Santo André dará mais este importante passo na retomada econômica da cidade. Pedimos a atenção de todos os andreenses para que respeitem os devidos cuidados e tenham bom senso, para que sigamos firmes nesta guerra contra o coronavírus", disse o prefeito Paulo Serra.

A partir de 6 de julho, restaurantes, bares e similares terão funcionamento diário de seis horas, em período a ser estipulado por cada estabelecimento, com horário limite até as 23h30. Já os salões de beleza e barbearias abrirão das 14h às 20h.

Restaurantes e bares - Os estabelecimentos deste setor terão que atender com capacidade reduzida e controle da entrada de clientes na proporção de até 40% da lotação máxima. Cada mesa poderá receber até seis pessoas, com distanciamento de 1,5 metro entre as mesas. Será obrigatório manter uma faixa livre de 1,2 metro de passagem entre as mesas dispostas em calçadas.

É recomendado ainda utilizar comandas individuais feitas com material de fácil higienização ou descartável, dar preferência ao uso de talheres e copos descartáveis e substituir bandejas por materiais descartáveis. Outra recomendação é adotar, sempre que possível, sistema de agendamento prévio para reserva de mesa, preferencialmente por meios digitais, respeitando um intervalo mínimo entre os clientes para evitar aglomeração.

O uso da máscara é obrigatório, sendo retirada apenas no momento da alimentação e é preciso disponibilizar álcool em gel no local.

Salões de beleza e barbearias - Para este tipo de serviço os atendimentos deverão ocorrer, exclusivamente, mediante agendamento prévio com intervalo mínimo, contendo higienização completa das estações de atendimento e utensílios de uso comum após cada atendimento. Será obrigatório respeitar distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os postos e estações de trabalho.

O decreto estabelece também a instalação de barreira de proteção acrílica entre as estações de trabalho, balcão de atendimento, recepções e similares, quando não for possível manter o distanciamento mínimo obrigatório. Outra medida prevista é a revisão dos horários de trabalho, fixando escalas diferenciadas e horários alternativos, para evitar aglomeração e garantir o distanciamento social. O uso da máscara é obrigatório, assim como a disponibilização do álcool em gel.

Extensão de horário - No caso dos serviços que tiveram permissão de reabertura em 15 de junho, a mudança aconteceu nos horários, que serão ampliados para atendimento.

Concessionárias e revendedoras de veículos poderão atuar agora das 10h às 16h, assim como os comércios de rua, galerias comerciais e mini shoppings. Os escritórios e atividades imobiliárias funcionarão das 9h às 15h.

Os shoppings centers poderão abrir das 14h às 20h, porém as atividades de alimentação nestes locais seguem funcionando apenas no sistema de delivery ou retirada.

Para todos os estabelecimentos é obrigatório o uso de máscara, controle eventual de fila fora do estabelecimento, distanciamento mínimo de 1,5 metro entre as posições de trabalho, e o mesmo distanciamento entre os clientes com sinalização, além de pontos de álcool em gel para funcionários e clientes.

Clubes sociais - Outros estabelecimentos que estarão autorizados a retomar as atividades na próxima segunda-feira são os clubes sociais, que poderão funcionar das 8h às 17h. Assim como em relação aos outros setores da economia, não serão permitidas aglomerações, o uso da máscara é obrigatório, o espaço necessita conter pontos de álcool em gel e o distanciamento social deve ser de no mínimo 1,5 metro, inclusive nos elevadores.

Outras obrigações são a disponibilização de água potável apenas para a utilização com copos descartáveis e garrafas próprias, desabilitar o acesso por biometria sempre que possível e aferir a temperatura corporal de usuários e funcionários.

Fica permitida aos clubes sociais, nesta primeira fase de reabertura, somente a utilização das áreas abertas ou amplamente arejadas e a prática de atividades individuais como caminhada, corrida, tênis e similares, desde que observado o distanciamento mínimo obrigatório.

Sendo assim, segue proibida a prática de qualquer atividade coletiva esportiva, ou recreativa e o uso das áreas coletivas como piscinas, quadras poliesportivas, churrasqueiras, academias, saunas, parquinhos, brinquedotecas, salão de festas e salão de jogos, entre outros.

Se o clube oferecer serviços de restaurantes, bares, lanchonetes, salões de beleza, centros de saúde e estética, deverão seguir os mesmos protocolos dos demais estabelecimentos destes tipos da cidade.

Pit Stops da Prevenção - Como parte da Operação Comércio Responsável, a Prefeitura de Santo André instalou Pit Stops da Prevenção em corredores comerciais, onde há higienização com álcool em gel, aferimento de temperatura e distribuição de máscaras.

A Prefeitura de Santo André seguirá monitorando as atividades com operações de orientação e fiscalização, visando que todas as regras de funcionamento do comércio sejam cumpridas.

A Riviera de São Lourenço, bairro planejado da Sobloco Construtora, localizado em Bertioga (SP), adaptou o tradicional "Arraial da Fundação", um dos maiores do Litoral Norte, para o ambiente digital. A 12ª edição da famosa festa julina teve início na quarta (1) e será realizada até o dia 2 de agosto no site www.arraialdafundacao.com.br.

A agenda especial está disponível no site e contará com lives, gincanas, leilão solidário, mural de fotos e delivery das delícias gastronômicas, para incentivar as vendas digitais dos produtos da região. A digitalização veio em boa hora ao promover opções de compras por aplicativos, para diminuir aglomerações e garantir a segurança dos comerciantes.

"Migrar toda a estrutura do arraial para um site foi muito desafiador e necessário, mas sentimos que era preciso manter o espírito de confraternização", explica Beatriz Almeida, presidente da Fundação 10 de Agosto, entidade beneficiada pelo evento. "A ideia surgiu para que possamos minimizar os impactos da pandemia, sejam psicológicos ou financeiros, ao permitir a retomada dos negócios na região", completa.

A Fundação 10 de Agosto tem no evento uma importante fonte de receita. A entidade é uma organização sem fins lucrativos, que atua há 27 anos no município de Bertioga, levando educação e cultura para centenas de jovens do município.

A edição online chega com novas nuances, em um momento no qual toda a sociedade está mobilizada para enfrentar os impactos da Covid-19, permitindo um ambiente seguro para a interação das famílias, amigos, com todas as facilidades para interagir com brincadeiras e gincanas, além da possibilidade de comprar sem sair de casa.

Além de beneficiar a Fundação, a loja virtual do site do Arraial reúne também trabalhos dos artesãos da cidade, possibilitando a eles a oportunidade de expor e vender seus produtos.

Acompanhe as atualizações da programação do Arraial da Fundação na Riviera e participe das atividades no site www.arraialdafundacao.com.br.

O governador do Estado, João Doria, no Palácio dos Bandeirantes, acaba de anunciar, nesta quarta (1) de julho, durante coletiva de imprensa, junto aos secretários estaduais, de Saúde, José Henrique Germann; Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen; de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi; ao secretário-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, João Gabbardo dos Reis; ao novo coordenador do Centro, Paulo Menezes e ao presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, novas medidas contra o coronavírus.

1ª) A definição dos doze centros de pesquisas que farão os testes para a vacina contra o novo coronavírus. Serão 9  mil voluntários de seis Estados (São Paulo, Distrito Federal/Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná). Em São Paulo, os testes serão realizados no Hospital das Clínicas, no Hospital Emílio Ribas, no Albert Einstein, no Hospital São Caetano, mantido pela Universidade de São Caetano do Sul (USCS), Unicamp, Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Para o início dos testes, é aguardado a liberação pela Anvisa;

2ª) O número de pacientes recuperados de São Paulo já chega a 157 mil, o que corresponde a 20% do total dos recuperados no Brasil. O País já ultrapassou os Estados Unidos e se tornou o país com maior número de pessoas recuperadas da Covid-19 no mundo. A informação é da universidade norte-americana Johns Hopkins e foi anunciada pelo governador;

3ª) A Sabesp prorroga até o dia 15 de agosto, a isenção da Tarifa Social para mais de 2 milhões de pessoas;

4ª) O cancelamento do reajuste dos valores do pedágio nas estradas e rodovias concessionadas no Estado. O reajuste é feito anualmente, nesta data, 1º de julho, porém, devido a pandemia, foi adiado para o dia 23 de novembro.

BOLETIM- O secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, atualizou o número de casos no Estado:

- 289.935 casos confirmados

- 15.030 óbitos

- 5.422 internações em UTI

- 7.999 internações em enfermaria

Germann revelou que a taxa de ocupação dos leitos de UTIs no Estado é 64,4% e na Grande São Paulo de 65,4%.

A Prefeitura de São Bernardo concluiu mais duas entregas de Arenas Parque de Esportes na segunda e terça (29 e 30) de junho, contemplando moradores do Bairro Botujuru e Jardim Silvina, respectivamente. No total, os espaços, que contam com quadras society e de basquete e pista de skate, demandaram investimento de R$ 1,6 milhão. Além de garantir opção de lazer às comunidades mais afastadas do município, os equipamentos dão destinação adequada para áreas municipais subutilizadas.

Durante entrega da Arena Parque de Esportes do Jardim Silvina, na terça (30), o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, destacou a importância de descentralizar os serviços e levar oportunidades para regiões mais afastadas da área central. “Estamos fazendo uma transformação completa por toda a cidade. São terrenos que estavam completamente abandonados e que passaram a ter uma destinação. Teremos 18 equipamentos prontos em curto espaço de tempo”, observa.

As Arenas Parque de Esportes oferecem estruturas completas para a realização de atividades esportivas e espaços de convivência, assegurando qualidade de vida aos moradores. Os equipamentos contam com quadra society com gramado sintético, iluminação em LED, arquibancada e duas traves, quadra de basquete street e pista de skate (com uma rampa quarter, duas rampas 45, um palco reto, uma rampa wall ride, um obstáculo central spine, um caixote de spine e um cano tipo rock slid).

 “É uma maravilha para a nossa comunidade ter uma dessas Arenas Parque de Esportes. Não tínhamos opção como essa aqui nas proximidades. Com certeza vai fazer a diferença na vida dos moradores”, comemora a ambulante Maria Lidia Menezes, 49 anos, moradora do Silvina há quatro anos.

Cada um dos equipamentos recebeu investimento de R$ 817 mil da Secretaria de Serviços Urbanos, por meio do Departamento de Parques e Manutenção de Próprios Municipais. No Jardim Silvina, a Arena Parque de Esportes fica localizada na Rua Padre Leo Comissari. Já no Bairro Botujuru, o serviço foi instalado na Avenida Nicola Demarchi.

CORONAVÍRUS – Todos os espaços públicos destinados às atividades de lazer e cultura de São Bernardo permanecem fechados durante a quarentena como medida para evitar a disseminação do Coronavirus. “Infelizmente, estamos em meio a uma pandemia e, neste período, esses espaços permanecerão fechados. Mas, assim que passar, os moradores terão muito mais opções de esporte, lazer, entretenimento por toda a cidade”, ressalta o prefeito.

O Governo Federal anunciou mais duas parcelas do Auxílio Emergencial no valor de R$ 600. O decreto que prorroga o benefício por mais dois meses foi assinado, na terça (30) de junho, pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

O auxílio é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem, por objetivo, fornecer proteção emergencial neste período de pandemia de Covid-19.

A previsão inicial era que o Auxílio Emergencial fosse pago no valor mensal de R$ 600 pelo período de três meses. Mas segundo a Secretaria Geral da Presidência da República, como o prazo de pagamento está chegando próximo ao fim, sem que tenha ocorrido a reabertura plena das atividades e do comércio pelos estados e municípios, foi necessário a prorrogação do auxílio que tem colaborado na manutenção da renda dos brasileiros, por mais dois meses.

As primeiras três parcelas do Auxílio Emergencial são de R$ 600; mas, para a as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente é de R$ 1.200.

É o caso de Juliana de Andrade Milano (foto) que cuida sozinha do seu filho de quatro anos. Desempregada, ela contou que ficou muito feliz em saber que o benefício será prorrogado. “Fiquei bem contente, bem satisfeita em saber que vai ser prorrogado”, disse. Segundo ela, o benefício tem ajudado a pagar as contas, pois ainda não conseguiu voltar ao mercado de trabalho. “Isso vai nos ajudar muito. E eu espero que essa pandemia, isso tudo passe logo, pra que a gente volte ao mercado de trabalho e para que tudo se normalize”.

Balanço

Segundo a Caixa, 64,5 milhões de brasileiros foram beneficiados pelo Auxílio Emergencial até o momento, um impacto de R$ 103,8 bilhões. Na terça (30) de junho, foi paga a terceira parcela do benefício para quem recebeu a primeira parcela em abril. A segunda parcela foi para quem recebeu, pela primeira vez, em maio. Também foi paga nesta terça-feira, a primeira parcela do Auxílio Emergencial para novos beneficiários aprovados neste mês de junho.

Quem tem direito ao Auxílio Emergencial

Para ter acesso ao Auxílio Emergencial, a pessoa deve cumprir os seguintes requisitos:

 - Ter mais de 18 anos ou ser mãe adolescente;

- Não ter emprego formal;

- Possuir renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);

- A pessoa não pode ter recebido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de R$ 28.559,70;

- Estar desempregado ou exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI); ou ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social; ou ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CADÚnico).

Novos Programas

E para estimular a retomada do crescimento no Brasil pós pandemia, o Governo Federal vai focar em novos programas. Um deles, segundo o Ministério da Economia, é o Verde Amarelo, para geração de empregos. Outra aposta é que o novo Marco Legal do Saneamento Básico, incentive novos investimentos no país.


Pagina 1 de 1007

Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu