22 Sep 2018

Publicado em MIRANTE
Avalie este item
(0 votos)

Sem Tempo (1)
Custo e tempo estão inibindo as campanhas eleitorais. Tais fatores no pleito atual vão inibir a tentativa de deputados de concorrerem ao Senado e de senadores tentarem os governos estaduais: a redução do tempo de campanha; os custos de campanha e a escassez de financiamento e as facilidades da reeleição. Em pleitos passados o número de deputados que desistiam da reeleição para concorrer ao Senado era maior do que neste, porque dispunham de maior tempo para a campanha e tinha dinheiro fácil do financiamento empresarial, dois recursos escassos em 2018.

Sem tempo (2)
O mesmo fenômeno se repete em relação aos senadores, que neste pleito preferem concorrer à reeleição ou a deputado federal, uma campanha mais barata, a se aventurar numa disputa pelo governo do Estado, que precisa de mais tempo, mais recurso e mais estrutura. Além disso, os parlamentares candidatos à reeleição trazem vantagens comparativas significativas em relação aos novos candidatos: tem serviços prestados, bases eleitorais fidelizadas, dispõem de estrutura e verbas de gabinete significativas e contam com as emendas parlamentares, que dão uma vantagem inicial na campanha de 25% em relação aos seus adversários.

Presidencial
Candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, foi entrevistado pelo Estadão, no domingo (17), sobre sua candidatura. Alguns pontos da entrevista: 1) Tucano afirmou que não cogita aliança com MDB: “estamos procurando o apoio de partidos que não têm candidatos”; 2) Não pretende defender o "legado" do presidente Michel Temer caso seja eleito; 3) “Não vou indultar o ex-presidente Lula na campanha eleitoral, se for eleito”.

Sessão solene
O vereador Mauro Miaguti, em nome do Poder Legislativo de São Bernardo convida a participar da Sessão Solene em comemoração ao Dia da Indústria e do Emprego em São Bernardo, na Câmara Municipal. Na ocasião serão homenageadas empresas fundamentais para o desenvolvimento econômico e social da cidade e que há décadas geram emprego e renda, contribuindo para o crescimento do país: Bombril, 70 anos; Toyota do Brasil, 60 anos; Trefilação União de Metais, 60 anos; Art Fest Ind. e Com. de Artigos para Festas Ltda, 40 anos.

Rejeição
A Câmara Municipal de São Bernardo rejeitou as contas de 2015 da Prefeitura, quando estava sob gestão do petista Luiz Marinho, pré-candidato ao governo do Estado. O plenário dos vereadores contrariou o parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que aponta a regularidade das contas no período e o relatório da Comissão Mista da Câmara Municipal, que acolheu o parecer favorável do TCE. Foi a primeira vez que as contas do município foram rejeitadas. O petista governou a cidade de 2009 a 2016. Quando foi substituído pelo atual prefeito, Orlando Morando (PSDB).

PIB
O Produto Interno Bruto (PIB) dos sete municípios do ABC registrou alta de 4,9% em 2016 e de 5,4% em 2017, após atingir - 15,48% em 2015, durante crise econômica. Os dados foram divulgados pelo Observatório Econômico da Universidade Metodista de São Paulo. O Índice de Atividade Econômica do ABC (iABC), divulgado na quarta (20), recebeu nova metodologia, com acréscimo de variáveis como ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias) das cidades e consumo de energia elétrica na indústria.

Mortes
O número de mortes no trânsito em Santo André caiu 33% no mês de maio. Foram registradas quatro mortes em maio deste ano contra seis registradas no mesmo mês do ano passado. As informações são do Infosiga, banco de dados do Governo de São Paulo. Os dados deste ano registrados até o momento, também são positivos. O número de vítimas fatais no trânsito de Santo André caiu 31,5% passando de 19 para 13, em comparação aos cinco primeiros meses de 2017 com o mesmo período deste ano.

Licitação
O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) abriu concorrência internacional para a construção de uma nova ponte sobre o rio Tamanduateí, na Avenida dos Estados, próximo ao bairro Santa Teresinha. A obra deverá melhorar o trânsito, beneficiando especialmente o tráfego de usuários que desejam retornar sentido Mauá.
 
FUABC I
A Fundação do ABC cancelou todas as cirurgias eletivas (sem urgência) que seriam realizadas no Hospital Nardini, alegando falta de pagamento por parte da prefeitura de Mauá. A entidade cobra da Prefeitura dívidas de R$ 120 milhões em parcelas que não foram quitadas desde 2015 e alerta que os insumos usados no dia a dia do hospital estão com estoque próximo do fim, pois fornecedores reclamam de calote.

FUABC II
Na segunda (18), a prefeita em exercício, Alaíde Damo (MDB), esteve na Fundação do ABC para tratar do assunto. A entidade solicitou o pagamento de R$ 2,9 milhões para garantir a continuidade dos serviços. Alaíde garantiu o pagamento de R$ 1 milhão na terça (19), no entanto a transferência não foi realizada. Em nota a FUABC informa que está adotando medidas emergenciais para evitar um possível colapso do sistema no Sistema de Saúde.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png
Mais nesta categoria: 30 de Junho 2018 »

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu