16 Jul 2024

Publicado em MIRANTE
Lido 1051 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Direção
O ex-presidente do Banco Central do Brasil e ex-ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante lançamento da biografia do ex-governador João Doria, em São Paulo, na segunda (27) de março, fez uma análise à Folha sobre o direcionamento econômico praticado pelo governo Lula (PT). “Temos que ver qual será, efetivamente, a direção que será seguida ao longo do tempo. Nós temos declarações iniciais preocupantes do presidente, posteriormente, com a nomeação do ministro Haddad. Ele entrou com um diálogo contra alguns setores da sociedade, que foram aqueles aliados de primeira hora do presidente e, depois, entrou em posição, como chamaria, mais equilibrada”, disse.

Direção I
Meirelles ainda revelou à Folha que espera que o atual governo tenha um modelo assertivo na economia. “Vamos aguardar e ver o que vai prevalecer e espero que prevaleça a linha correta, que deu certo, inclusive no primeiro mandato dele e de certa maneira no segundo”, disse.

Presença
Dos três prefeitos tucanos do ABC, apenas Orlando Morando (PSDB), compareceu ao lançamento do livro do ex-governador e ex-tucano João Doria. Morando esteve acompanhado da esposa e deputada estadual, Carla Morando (PSDB). Os ex-colegas de partido de Doria, José Auricchio Júnior e Paulo Serra não estiveram presentes.

De volta
O ex-presidente da República, Jair Bolsonaro (PL) retornou ao Brasil, na quinta (30) de março, depois de ter passado uma temporada de três meses nos Estados Unidos. A expectativa é que Bolsonaro comece a despachar em seu escritório, na sede do PL, em Brasília, na segunda (3). Bolsonaro assumirá o cargo de presidente de honra do PL e passará a receber um salário nos patamares de um ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), atualmente de pouco mais de R$ 39 mil e que vai aumentar para R$ 41,6 mil em abril.

Comando
Depois da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro (PL) assumir a presidência do PL Mulher, agora, o partido busca um nome para comandar o PL Jovem, que será criado, com a proposta de reestruturação da legenda. O deputado Nikolas Ferreira (PL-MG), de 26 anos, tem a preferência do presidente da sigla, Valdemar Costa Neto. Nikolas também tem sido cotado para disputar a prefeitura de Belo Horizonte (MG), nas eleições de 2024.

Único
O deputado estadual Thiago Auricchio (PL) foi o primeiro a protocolar uma CPI na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na sexta (24) de março e o único entre os sete deputados estaduais do ABC a conseguir o feito. A fila de assessores instalados nos corredores da Casa durou três dias. As CPIs são instaladas na ordem em que são protocoladas e só cinco podem funcionar por vez. Em uma legislatura de quatro anos, funcionam apenas de 15 a 20 CPIs.


Disputa
Caso o deputado federal Ricardo Salles (PL-SP) não se mostre viável para disputar a Prefeitura de São Paulo, o PL, deseja convencer o atual prefeito Ricardo Nunes (MDB) a se filiar ao partido para disputar a reeleição, com apoio do bolsonarismo. Pesquisas internas do PL teriam apontado que Salles não seria tão competitivo por ter um perfil radical e ser pouco conhecido. As conversas com Nunes já teriam sido iniciadas, inclusive. Porém, antes de bater o martelo com Nunes, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) teria pedido para o presidente da sigla, Valdemar Costa Neto, aguardar um pouco.

Requisitado
A presença do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) no ABC para inauguração de obras tem sido disputada entre os prefeitos da região. Em Santo André, Paulo Serra aguarda Tarcísio para inaugurar as obras de revitalização da Av.dos Estados; em São Bernardo, Orlando Morando, o aguarda para dar início a construção da Praça da Cidadania, e Auricchio, para inaugurar o Atende Fácil Saúde, em São Caetano. Resta saber quem será o primeiro a obter um horário na agenda de Tarcísio.

Risco
O PSDB teme um novo esvaziamento nas eleições municipais de 2024, com o desempenho eleitoral em queda nas últimas disputas e dificuldades para lançar novas lideranças em capitais e em grandes municípios. O receio de perder prefeitos filiados para legendas maiores é alto. Em São Paulo, por exemplo, sem a máquina administrativa, o partido teme a debandada de tucanos para partidos como Republicanos, do governador Tarcísio de Freitas e o PSD, do secretário de Governo, Gilberto Kassab.

Risco I
Tucanos paulistas já têm sido assediados por essas siglas. Para tentar frear esse esvaziamento e ainda se mostrar competitivo nas eleições de 2024, o PSDB aguarda o início das viagens do novo presidente, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, pelo país para reunir as bases. O partido, já federado com o Cidadania, também tenta acelerar uma possível federação com o Podemos ainda no primeiro semestre deste ano.

Em Brasília
Brasília foi palco, nessa semana, da 24ª Marcha dos Prefeitos. Do ABC, estiveram presentes os prefeitos de Mauá, Marcelo Oliveira (PT) e a prefeita em exercício de Diadema, Patty Ferreira (PT). Ambos realizaram reuniões em busca de investimentos para seus municípios. Na terça (28), Marcelo esteve com o vice-presidente, Geraldo Alckmin (PSB). Na quarta (29), se reuniu com o ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência, Alexandre Padilha.

Em Brasília I
Já Patty, dialogou com as ministras Marina Silva (Meio Ambiente), Margareth Menezes (Cultura), Luciana Santos (Ciência, Tecnologia), Sonia Guajajara (Povos Indígenas), Anielle Franco (Igualdade Racial), Nísia Trindade (Saúde), Cida Gonçalves (Mulheres) e Esther Dweck (Gestão e Inovação dos Serviços Públicos).

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: 08 de Abril de 2023 »

Main Menu

Main Menu