18 Jun 2024

Publicado em MIRANTE
Avalie este item
(0 votos)

Avaliação
Pesquisa do Ipec, realizada entre 4 e 8 de abril, apontou que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva só recebeu mais avaliações positivas do que negativas na Educação, com 38% de ótimo/bom e 31% de ruim/péssimo. No meio ambiente, o saldo é neutro. O pior desempenho da gestão petista ocorre no combate à inflação, com 46% de ruim/péssimo, o dobro de ótimo/bom. A percepção popular é de que subiram gastos com alimentos, aluguel e luz. A reprovação dos brasileiros também ficou maior em segurança pública, saúde e desemprego.

Avaliação I
A queda na popularidade tem incomodado o presidente, que de acordo com interlocutores, já teria dado um puxão de orelhas no ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e no vice-presidente, Geraldo Alckmin, recomendando mais agilidade para dialogar com o Congresso. Lula também teria se queixado por estar sobrecarregado com tarefas que caberiam aos seus ministros e auxiliares, pois avalia que seu primeiro escalão não dialoga com o Congresso nem com o povo. Para tentar mudar isso, a Secretaria de Comunicação tem investido na campanha publicitária com o slogan: “É bom para todo mundo”.

Projeto
O deputado federal Fernando Marangoni (União Brasil) propôs um projeto de lei que prevê a venda de cosméticos em refil com o objetivo de reduzir os impactos ambientais decorrentes da produção, circulação e do descarte dos plásticos no meio ambiente. “A poluição plástica representa uma grande ameaça ao solo, água, ar e, principalmente, a vida marinha, provocando uma verdadeira desorganização”, disse Marangoni. O projeto segue sob análise das comissões de Indústria, Comércio e Serviços; de Defesa do Consumidor; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reajustes
Os reajustes aprovados, neste ano, para servidores públicos de cidades do Estado de São Paulo não ultrapassaram os 8% nas mesmas localidades onde os aumentos para prefeito, vice-prefeito, secretários e vereadores chegaram até a 179%, segundo levantamento elaborado pelo Estadão. Os parlamentares, para evitar desgastes em ano eleitoral, aprovaram os aumentos, em 2023. Mas, os valores passam a valer na próxima legislatura, ou seja, de 2025 a 2028.

Reajustes I
Em São Bernardo, o aumento foi exclusivo para os vereadores. O valor subiu cerca 30,9% e chegará, a partir de janeiro de 2025, a R$ 19,6 mil por mês. Já em Santo André, o salário do prefeito, vice e secretários subiu 65%, de acordo com proposta promulgada em 2023. O servidor público municipal terá reajuste de 4,5%. Na próxima legislatura, o prefeito terá salário de R$ 37,5 mil e os vereadores da cidade irão receber R$ 25 mil.

Coordenador
Os pré-candidatos a prefeito de São Caetano, Tite Campanella (PL), e a vice, Regina Maura (PSD), convidaram o reitor da Universidade de São Caetano (USCS), Leandro Prearo, para ser o coordenador do Plano de Governo da chapa governista. O convite foi aceito pelo reitor. Prearo, que também era pré-candidato a prefeito, ficará responsável por coordenar o que Tite chamou de “ideias e projetos que farão parte do futuro de São Caetano”. O reitor destacou que irá “colaborar com o desenho de uma São Caetano do futuro”. À Folha, revelou que o Plano de Governo será democrático, de continuidade ao governo do prefeito José Auricchio Júnior, com participação popular e que a Educação terá destaque.

Aula
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, na segunda (22), durante assinatura do início das obras do ReFundação, em combate às enchentes, deu uma verdadeira aula de geografia, com detalhes técnicos sobre as bacias hidrográficas e falou de cor o trajeto do Rio Paraná. “O Rio Paraná, que muda a denominação para Rio Paraguai, ao passar pelo Paraguai, encontra, na Bacia Prata, o rio Uruguai, que juntos formam, o Rio da Prata, que corta duas capitais Buenos Aires e Montevidéu e no Oceano Atlântico, em Punta del Este, deságuam as águas que passaram uma vez pelo ABC”, explicou.

Aula I
O prefeito ainda contou sobre dados históricos do início das enchentes no bairro Fundação, em São Caetano, no século XVI e leu trecho da carta de São Vicente, redigida pelo Padre Anchieta, em 1560 que, ao escrever para um general em Roma, relatou “as abundantes e frequentes chuvas com grandes tempestades, trovões e relâmpagos” e as “grandes enchentes”, que ocorriam na região de São Paulo, no local onde hoje, faz divisa com São Caetano. Exemplo de cultura e inteligência que poderia inspirar e elevar o nível do discurso de outros políticos do ABC.

Terreno
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, revelou, na segunda (22), que parte do terreno das antigas Indústrias Matarazzo, localizado ao lado do Parque Municipal Província de Treviso, ganhará novo destino. O terreno, de cerca de 200 mil m², até o ano passado, passava por impasse judicial entre membros da família Matarazzo, mas, receberá, em breve, novos investimentos da iniciativa privada.

Na frente
O ritmo acelerado do prefeito de Ribeirão Pires, Guto Volpi, tem atraído novos investidores para a cidade. Nos últimos meses, o município ganhou a primeira loja da Kopenhagen e uma academia do Grupo Smart Fit. Também aguarda a chegada de uma rede de atacarejo, seis novos empreendimentos residenciais. Agora, Ribeirão foi escolhida pela Frescatto Company, para receber uma unidade da empresa do ramo de pescados, no bairro Santa Luzia. A previsão de início das atividades é ainda neste primeiro semestre de 2024. Na quarta (24), foi iniciado o processo seletivo para 43 vagas disponibilizadas pela empresa.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: 04 de Maio de 2024 »

Main Menu

Main Menu