18 Jan 2019

Publicado em Editorial
Avalie este item
(0 votos)

Jair Bolsonaro foi empossado presidente da República, na terça (1). Em seus discursos, Bolsonaro fez alusão aos temas mais comuns de sua campanha eleitoral, como a defesa dos valores morais, restaurar e reerguer a Pátria, combater a corrupção, a irresponsabilidade econômica, a submissão ideológica; a ideologia de gênero; construir uma sociedade sem discriminação ou divisão; a valorização a família, respeito às religiões, resgatando a esperança dos compatriotas. Apesar de o período eleitoral ter sido marcado por ofensas, acusações e ataques à Bolsonaro, que seria homofóbico, racista, intolerante, ditador, etc.
Mas, antes do término da cerimônia oficial, alguns sinais já demonstravam o que poderíamos esperar da posse. Os carros que levavam a comitiva do presidente eleito possuíam placas com o prefixo PAZ, sugerindo uma possível mensagem por trás dos veículos. A primeira-dama Michelle Bolsonaro, quebrou o protocolo oficial, discursou em primeiro lugar, antes do marido e presidente, demonstrando que as mulheres terão, durante o governo de Bolsonaro, não só voz, respeito e consideração, mas, participação efetiva. Michelle surpreendeu ainda, pois discursou em Libras (Língua Brasileira de Sinais), expressando, com a ajuda de uma tradutora, que tem um chamado em seu coração para ajudar as pessoas que mais precisam, a comunidade surda, às pessoas com deficiência e os que se sentem esquecidos: “vocês serão valorizados e terão seus direitos respeitados. Tenho esse chamado no meu coração e desejo contribuir na promoção do ser humano”. O discurso de Michelle foi inédito na história do País e muito emocionante, em especial, para o público feminino, que compõe a maioria da população brasileira.
De tão surpreendente, Michelle foi, no ge-ral, bem elogiada pela grande mídia. Já os discursos de Bolsonaro sofreram ataques de parte da mídia e dos analistas políticos. Alguns os classificaram como ‘atos de campanha e não atos de governo’, deram conselhos que ele ‘deveria descer do palanque e colocar os pés na realidade’, pois o ‘discurso populista é comprovadamente incapaz de assegurar bons resultados que o País demanda’.
Porém, os leitores que assistiram por quase quatro horas a cerimônia de posse, puderam sim, enxergar uma esperança nas palavras que foram ditas.
Bolsonaro começou, em ambos discursos, dizendo que “é com humildade e honra que se dirige a todos como Presidente do Brasil”, que convoca cada um dos Congressistas para ajudá-lo “na missão de reestruturar e reerguer a Pátria, libertando-a, definitivamente  do jugo da corrupção, da criminalidade, da irresponsabilidade econômica e da submissão ideológica”, que irá unir o povo, valorizar a família, não deixando que “ideologias nefastas venham a dividir os brasileiros. Ideologias que destroem nossos valores e tradições, destroem nossas famílias, alicerce da nossa sociedade”.
O presidente eleito ainda falou sobre seu compromisso com uma sociedade livre da discriminação ou divisão, que montou uma equipe técnica, ‘sem o viés político que tornou nosso Estado ineficiente e corrupto’, que realizará reformas estruturais para a saúde financeira.
Talvez, para todos os brasileiros, sejam simpatizantes de bandeiras azuis, vermelhas, ou de qualquer outra cor, ouvir um discurso assim, chega a cair como uma luva, pois é exatamente o que precisamos, neste momento. Se nosso presidente irá cumprir sua palavra e assegurar os bons resultados que o País demanda ninguém sabe, mas, como brasileiros, só poderemos torcer e bastante para que tudo dê certo. Afinal, todos nós estamos, dentro e juntos, neste imenso barco chamado Brasil.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu