30 Oct 2020

O Dia de Finados (2/11) será celebrado com missas especiais nas 106 paróquias das sete cidades do ABC. O bispo Dom Pedro Carlos Cipollini preside missa na Paróquia Nossa Senhora das Graças, em Diadema, às 9h. Nos cemitérios, em Santo André, haverá celebração de missas no Cristo Redentor (Rua Coimbra, 306 – Vila Pires) às 8h, 9h30 e 11h e também no Cemitério do Curuçá (Rua Coréia s/n – Parque das Nações), com celebrações às 8h, 10h, 14h e 16h. Todos os cemitérios da cidade funcionarão da 8h às 17h. Em São Caetano, não haverá celebração de missas nos cemitérios e as visitas serão permitidas das 7h às 17h. Em São Bernardo, também não haverá celebração de missas nos cemitérios e a entrada será limitada a 100 pessoas e com tempo máximo de visitação de 30 minutos, das 8h às 17h. No cemitério Vale dos Pinheirais, em Mauá, as missas serão transmitidas de forma online, às 10h pelo facebook da Paróquia Nossa Senhora Das Vitórias de Mauá, celebrada pelo Frei Geraldo e, às 16h, pelo facebook e YouTube da Paróquia Matriz Imaculada Conceição, celebrada pelo Padre Claudio. O cemitério estará aberto para visitação, nesta segunda (2), das 6h às 18h.

A pandemia diminuiu a circulação de veículos nas ruas e reduziu também o número de roubos e furtos. O Boletim Econômico Tracker-FECAP, que acaba de ser divulgado, analisou em detalhes o comportamento dos criminosos no segmento motocicletas e motonetas. Entre os meses de março e agosto de 2020, foram registradas em média 970 ocorrências de roubo por mês, uma redução de 14,16% em comparação ao mesmo período de 2019, que teve média de 1.130 roubos por mês. Já a média de furtos, nos últimos seis meses, foi de mil veículos, o que corresponde a uma queda de 37% na média mensal, na comparação do mesmo período com o ano anterior. O período noturno é o preferido dos bandidos. Mais da metade dos roubos (53,53%) e um terço dos furtos (32,27%) ocorreram à noite.

A capital paulista lidera o ranking de roubos, com 52,49% das ocorrências registradas. Guarulhos (6,16%), Campinas (6,03%), Diadema (4,96%), Santo André (4,56%), São Bernardo do Campo (3,70%), Mauá (2,97%), Osasco (2,78%), Suzano (2,24%) e Ribeirão Preto (2,15%) completam o ranking das 10 cidades com maior número de eventos. Dentro da capital, os bairros do Capão Redondo e de São Mateus lideram a lista dos roubos de motocicletas e motonetas, com 94 ocorrências registradas em cada um. Completam o ranking: Itaquera (86 ocorrências), Pedreira (74), Jardim Ângela e Iguatemi (69), Raposo Tavares (68), Campo Grande (66), Grajaú (64), Cidade Ademar e Guaianases (62), totalizando 6 bairros da zona sul, 4 da zona leste e 1 da zona oeste da capital, todos situados em regiões periféricas da cidade. Os logradouros com maior incidência de roubos no estado são Avenida Aricanduva, Avenida Jacu Pêssego e Rodovia Raposo Tavares.

São Paulo também lidera o número de furtos, com 40,43% do total. Santos vem em segundo lugar (2,93%), depois São Bernardo do Campo (2,59%), Osasco (2,45%), Campinas (2,11%), Diadema (1,90%), Carapicuíba (1,89%), Santo André (1,85%, Ribeirão Preto (1,85%) e Guarulhos (1,42%). Dentro da capital, Santana é o bairro com maior incidência de furtos, com 131 ocorrências. Em seguida aparece Itaim Bibi (128 furtos), Bela Vista (111), Santo Amaro (110), Pinheiros (108), Lapa (106), Vila Mariana (101), Jardim Paulista (97), Tatuapé (96) e Barra Funda (92). “Verificamos que a maioria dos furtos é cometido em bairros totalmente distintos daqueles em que as motos são roubadas. Neste caso, há uma preferência para regiões mais centrais e mais nobres da capital. Observamos ainda que os períodos de furtos variam substancialmente conforme a região analisada. Os furtos nos bairros mais periféricos ocorrem principalmente na madrugada. Por outro lado, a grande maioria dos furtos nos bairros nobres não possuem um período exato para ocorrer. Estão bem distribuídos entre manhã, à tarde ou à noite”, destaca o coordenador do Departamento de Pesquisas em Economia do Crime FECAP, Erivaldo Costa Vieira. Os logradouros mais visados para furto são Rua Tocantínia (zona Sul) e Rua Voluntários da Pátria (Zona Norte).

Para o gerente de Produtos do Grupo Tracker, Rodrigo Rufca, muitos proprietários de motos de alta cilindrada estão evitando colocar em risco a integridade de seus bens, em um momento de grave crise financeira provocada pela pandemia. “Mas para quem precisa trabalhar utilizando as motos e não tem condições de pagar um seguro, os rastreadores são a opção mais viável para proteção contra roubo e furto, com um custo anual que pode chegar até 77% a menos que o seguro tradicional (considerando perfil de idade média de 30 anos na capital paulista para condutores de motos de baixa cilindrada)”.

Outros números

O Boletim Econômico Tracker-FECAP compilou também os crimes envolvendo automóveis e cargas. Em uma comparação direta entre o primeiro e o segundo quadrimestre deste ano, houve um recuo de 30,91% nos roubos de veículos e queda de 15,71% nos furtos. Os dados de cargas revelam que o segundo quadrimestre de 2020 apresentou redução de 18,82% das ocorrências em relação aos quatro primeiros meses do ano.

No mês de setembro, o emprego formal no Brasil apresentou expansão, registrando saldo de 313.564 postos de trabalho. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) foram divulgados nesta quinta-feira (29). O número é resultado de 1.379.509 admissões. Segundo o Ministério da Economia, é o melhor resultado para setembro desde que foi criado o Caged, em 1992.

“Uma excelente notícia, confirmando a volta da economia brasileira em ‘V’. É o maior ritmo de criação de empregos já registrado em qualquer setembro. Foram todos os setores e regiões criando novos empregos, o que configura o fenômeno da volta em ‘V’ da economia brasileira”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, que participou da divulgação dos números do Cadastro. A recuperação em ‘V’ ocorre quando a retomada é tão rápida quanto a queda.

O ministro Paulo Guedes lembrou que, em abril, o Brasil perdeu mais de 900 mil empregos; em maio 360 mil postos de trabalho; e, em junho, 20 mil. “Em julho, criamos 140 mil empregos, em agosto 244 mil empregos e, agora, em setembro, 313 mil (...) Então, não só estamos criando empregos nos três últimos meses seguidos, mas num ritmo crescente”, acrescentou o ministro da Economia.

Segundo o ministro, a economia do Brasil é uma das que está reagindo mais rapidamente ao impacto da Covid-19. “O Brasil preservou os sinais vitais da economia e já recuperou a metade dos empregos destruídos em três meses”.

Por setor

Em setembro, os dados do Novo Caged registraram saldo positivo no nível de emprego nos cinco grupos de atividades econômicas pesquisadas: Indústria geral (+110.868 postos); Serviços (+80.481 postos); Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas (+69.239 postos); Construção (+45.249 postos); e Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (+7.751 postos).

Por região

No mês passado, as cinco regiões brasileiras também apresentaram saldo positivo na geração de emprego: Sudeste (+128.094 postos); Nordeste (+85.336 postos); Sul (+60.319 postos), Norte (+20.640 postos); e Centro-Oeste (+19.194).

Benefício emergencial – BEm

Os resultados mostram ainda que o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, conhecido como BEm, em vigor desde abril, vem ajudando a manter os empregos no país durante o período de distanciamento social. O BEm já permitiu, até o momento, a celebração de 18.935.405 acordos entre trabalhadores e empregadores em todo o país.

O programa ajuda empresas e empregados a enfrentarem os efeitos econômicos da Covid-19. Proposto por Medida Provisória 936/2020, permite, quando houver acordo entre empregador e empregado, a redução proporcional da jornada de trabalho e salário; e a suspensão temporária do contrato de trabalho.

Termina nesta sexta (30) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite no Brasil. Segundo dados preliminares das Secretarias Estaduais de Saúde, 4,9 milhões de crianças foram vacinadas contra a paralisia infantil desde o início da mobilização, no dia 5 de outubro. Até o momento, cerca de 6,3 (55,9%) milhões de crianças ainda não foram vacinadas contra a doença. O público-alvo estimado é de 11,2 milhões de crianças de 1 a menores de 5 anos de idade. Os estados podem continuar com as mobilizações de acordo com o planejamento e estoque locais.

O Ministério da Saúde tem alertado a população quanto à importância da vacinação, respeitando as diretrizes e orientações de segurança para evitar o risco de transmissão da Covid-19. A poliomielite, conhecida como paralisia infantil, é uma doença infectocontagiosa grave que afeta o sistema nervoso, podendo provocar paralisia permanente ou transitória dos membros inferiores. Não existe tratamento e a única forma de prevenção é a vacinação.

A maior cobertura, até o momento, foi registrada entre as crianças de dois anos de idade (45%), enquanto a menor foi registrada entre as crianças 3 anos de idade (43%). O estado do Amapá registrou o maior índice de vacinação contra a poliomielite no país (76,4%), seguido de Pernambuco (64%) e da Paraíba (61%). A menor cobertura registrada foi do estado de Rondônia (17,3%).

Até o momento, 646 municípios (11,5%) atingiram a meta de 95% de crianças vacinadas. Os dados são preliminares e os municípios têm até o fim de novembro para registrar as doses aplicadas no sistema de informações do Ministério da Saúde. A recomendação aos estados que não atingirem a meta é continuar com a vacinação de rotina oferecida durante todo o ano nos mais de 40 mil postos de saúde distribuídos pelo país.

CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO

Com o conceito ‘Movimento Vacina Brasil. É mais proteção para todos’, a ação teve início em 5 de outubro e se encerra nesta sexta-feira (30), simultaneamente à campanha de multivacinação, que visa atualizar a situação vacinal de crianças e adolescentes menores de 15 anos. Nesta última são ofertadas todas as vacinas do calendário nacional de vacinação.

O Brasil é referência mundial em vacinação e o Sistema Único de Saúde (SUS) garante à população brasileira acesso gratuito a todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Atualmente, são disponibilizadas pela rede pública de saúde de todo o país 18 vacinas para crianças e adolescentes no Calendário Nacional de Vacinação, para combater mais de 20 doenças, em diversas faixas etárias.

POLIOMIELITE NO BRASIL

O Brasil vem desenvolvendo um importante papel no combate à poliomielite. Ao longo de 47 anos o Programa Nacional de Imunizações (PNI), por meio das ações de vacinação, tem contribuído de forma ativa para manter o país livre da doença. Em 1994, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) a certificação de área livre de circulação do poliovírus selvagem do seu território, juntamente com os demais países das Américas.

Desde então, o país tem se empenhado para alcançar altas e homogêneas coberturas vacinais para manter a eliminação da doença. Coberturas vacinais municipais heterogêneas podem levar a formação de bolsões de pessoas não vacinadas, possibilitando a reintrodução do poliovírus. Por isso, é imprescindível que pais ou responsáveis levem as crianças menores de 5 anos aos postos de vacinação.

Localizado ao norte do Chile, o Deserto do Atacama é uma perfeita combinação de exuberância, beleza e riquíssima história, além de ser lugar de uma energia quase palpável de tão impactante e que transmite uma sensação de paz e renovação a todos os que o visitam. Após meses de confinamento, nada melhor do que um destino assim para aproveitar o verão em meio a um salar, vulcões, montanhas, cânions, oásis e lagoas. Isso sem falar nos diferentes animais que podem ser vistos, como lhamas, alpacas, vicunhas, raposas e flamingos.

A experiência fica mais especial com uma hospedagem no premiado Tierra Atacama Hotel & Spa, considerado um dos melhores resorts da América do Sul pelos leitores da conceituada publicação Condé Nast Traveler. Além de uma vista espetacular para o vulcão Licancabur, o empreendimento funciona em um sistema all inclusive premium, que contempla excursões pelo deserto, todas as refeições, bebidas alcoólicas e não alcoólicas e traslados de e para o aeroporto de Calama, a cerca de 1 hora de distância.

Os passeios podem ser feitos em van, a pé, bicicleta ou cavalo. Para total relaxamento os hóspedes contam com a completa infraestrutura do UMA Spa, que oferece piscinas coberta e ao ar livre, hidromassagem e tratamentos corporais e faciais baseados em elementos do deserto, como areia e sal para esfoliações, barro vulcânico para eliminar as toxinas da pele e ervas nas massagens.

Os 32 apartamentos são amplos, com decoração típica da região, e as áreas comuns incluem recepção, bar, restaurante e sala de mapas, onde acontecem os planejamentos com os guias.

A reabertura do Tierra Atacama está prevista para dezembro. Mais informações podem ser obtidas em www.tierrahotels.com, e.mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., telefone 0800-761-1627 (Brasil) ou com os principais operadores e agências de turismo.

São Paulo inaugura um novo equipamento de lazer e entretenimento aos seus cidadãos: o Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo, mais conhecido como Sambódromo do Anhembi, é um tradicional ponto turístico que ficará conhecido também como Arena de Lazer Sambódromo Anhembi. A área com cerca de 100 mil m² será inaugurada no dia 31 de outubro, perto da comemoração dos 50 anos do complexo Anhembi, e pretende oferecer um espaço elaborado para a prática de esportes e atividades ao ar livre aos cidadãos paulistanos.

O início da pista terá uma área Instagramável, destinada para a captura de selfies, fotos em família ou amigos. Um totem com a frase “Eu amo SP” será posicionado entre a Área de Concentração e a pista, de onde é possível visualizar toda a extensão e grandiosidade do Sambódromo. Essa iniciativa procura aproximar as pessoas da cidade por meio das redes sociais e trazer novas experiências de recordação para quem visitar o espaço.

Espaço para atividades físicas

A área de lazer será dividida em setores destinados a passeios e a prática de algumas modalidades esportivas. A Arena Anhembi, conhecida como a Área de Concentração das alegorias durante o carnaval, tem 23 mil m² que serão destinados aos esportes com rodinhas como skate, patins e patinetes, adequados ao asfalto liso do local. Todo o perímetro em volta do Sambódromo será circundado por uma ciclovia, com 2 km de extensão de circuito para os ciclistas. Além disso, a pista da passarela do samba também servirá para a prática de caminhada e corrida para todas as idades, e alguns pontos terão demarcações para esportes.

Passeio pela história do Carnaval de São Paulo e área de alimentação

Fazendo alusão à história do Sambódromo, no setor J será montada uma galeria em homenagem ao Carnaval de São Paulo, com uma exposição de fotos de desfiles que aconteceram nos últimos anos, uma memória para a celebração do aniversário do Anhembi e da sua importância para o turismo na cidade.

No local, também estará disponível um QRCode, que direcionará os visitantes, por meio de seus smartphones, à página na internet em que está a história completa do Sambódromo, ilustrada por fotos e outros conteúdos interativos.

O espaço do entorno das arquibancadas também será utilizado para comportar algumas das atrações. Na parte de trás do setor B será montada uma área de food trucks, que oferecerão opções de comidas variadas, à disposição do público. Pela Arena circularão dois carrinhos de pipocas e bebidas.

Outros projetos da Arena de Lazer

Também estão em fase de planejamento outras atividades diversificadas para complementar a ocupação da Arena de Lazer. Uma “Área pet”, por exemplo, será ideal para os tutores trazerem cachorros em um ambiente divertido, seguro e próprio para os bichinhos. Também há possibilidade de instalação de equipamentos de ginástica para compor a chamada “Área Fitness”, além de espaço para brinquedos infláveis, atrações dependentes da captação de recursos por meio de parcerias ou patrocínio. O horário de funcionamento da área de lazer será das 8h às 18h, com entrada livre todos os dias da semana. Em dias de eventos privados, o espaço será fechado ao público.

Acesso e protocolo sanitário contra a Covid-19

Para acessar as dependências da Arena de Lazer, o público deverá se direcionar ao portão de entrada localizado na Rua Milton Rodrigues, onde haverá um painel de led saudando os visitantes e que trará mensagens de prevenção ao novo Coronavírus. Na mesma entrada, haverá um totem de álcool gel e colaboradores identificados que irão auxiliar e orientar os usuários, além de aferirem a temperatura corporal. Ainda pensando na segurança sanitária dos usuários da Arena de Lazer, a lotação máxima permitida será de 60% da capacidade do espaço, sempre tendo como diretriz o distanciamento social recomendado de 1,5m entre as pessoas.

Os banheiros comuns e com acessibilidade universal serão constantemente higienizados por agentes de limpeza que estarão de prontidão, além da disponibilização de totem de álcool gel nas entradas.


Pagina 1 de 1061

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu