21 Jan 2022


A desfaçatez da economia

Publicado em Editorial
Avalie este item
(0 votos)

“O jogo só termina quando acaba”, afirmou o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), ao comentar sobre a decisão dos deputados que rejeitaram o texto-base referente à votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 5/21, que altera a composição do Conselho Nacional do Ministério Público (CNM). A proposta é vista pelos procuradores como uma interferência direta na autonomia do órgão.
O ministro da Economia, Paulo Guedes, na última semana, depois de aceitar mudanças na regra do teto de gastos para garantir a implementação do Auxílio Brasil, perdeu mais quatro integrantes da pasta. O novo projeto desestrutura um programa já consolidado, o Bolsa Família. A partir de novembro, famílias em situação de pobreza e extrema pobreza receberão até R$ 400. O valor é mais que o dobro do pagamento médio, de R$ 189, do Bolsa Família. Especialistas criticaram a mudança que teria “objetivo eleitoral”.
Dias depois, em uma ação inédita, Facebook, Instagram e YouTube retiraram do ar a live do presidente Jair Bolsonaro. Na transmissão, Bolsonaro afirmou que as pessoas que tomaram duas doses da vacina contra o novo coronavírus no Reino Unido estão desenvolvendo Aids. Durante a live, o presidente leu trechos de uma página do site Before Its News, que difunde teorias da conspiração e notícias falsas. O Departamento de Saúde e Assistência Social do Reino Unido desmentiu a afirmação que relatórios mostrariam que pessoas totalmente vacinadas contra a Covid-19 desenvolveram Aids.
Mesmo com o avanço da vacinação e a promessa de voltar a “normalidade”, o Brasil tem vivido uma piora intensa nas expectativas econômicas desde o começo do ano.
Na segunda (25), a Petrobras anunciou um novo ajuste de preços de gasolina e diesel para distribuidoras. Desta vez, a alta foi de 7%. Segundo a CNN Brasil, desde o início do ano, a gasolina já sofreu um aumento de mais de 70%. O primeiro reajuste do ano aconteceu em 18 de janeiro, quando o litro do combustível foi de R$ 1,84 para R$ 1,98. Na terça (26), com o novo reajuste, o litro da gasolina passou de R$ 2,98 para R$ 3,19.
Também, na segunda (25), o Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central, baixou a previsão de alta do PIB de 1,50% para 1,40% em 2022. O JPMorgan foi outra instituição financeira que piorou as projeções para o próximo ano, além do Itaú Unibanco, que de uma estimativa anterior de 0,5% de crescimento, atualizou para uma retração de 0,5%.
A prévia da inflação no IPCA-15, medido pelo IBGE até meados de outubro, ficou em 1,20%. Este é o pior resultado do IPCA-15 para outubro desde 1995, um ano depois do lançamento do Plano Real. No acumulado de 12 meses, o índice chega a alta de 10,34%.
Mas, tudo isso não passa de “conversinha”, como o próprio Guedes afirmou, rechaçando as estimativas cada vez mais pessimistas do mercado. Afinal, nem tudo está perdido. A inflação ajudou a Receita Federal a registrar uma arrecadação com valor recorde para o mês de setembro, de R$ 149,1 bilhões. O resultado representa um aumento de 12,8% na comparação com o mesmo período do ano passado.
“Seguramente, para virar Argentina, (serão necessários) seis meses. Para virar Venezuela, um ano e meio. Se fizer errado, vai rápido. Quer virar Estados Unidos ou Alemanha, dez ou 15 anos na outra direção”, afirmou Guedes em março de 2021. Alguém ainda duvida que o país esteja neste caminho? E se “o jogo só termina quando acaba”, falta muito para esse jogo de terrorismo econômico acabar? Ou os brasileiros vão acabar dançando tango?

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: A pandemia de não vacinados »

Main Menu

Main Menu