21 Jan 2022

Publicado em Editorial
Avalie este item
(0 votos)

Mais de 60 países no mundo já estão conectados à rede 5G, incluindo Estados Unidos, Coreia do Sul, Canadá e Reino Unido. No Brasil, o leilão de frequências iniciou um marco histórico no país, pois é a maior licitação da história das telecomunicações brasileiras.
Conhecida como tecnologia 5G, essas frequências (700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz) vão impulsionar as comunicações, proporcionando um grande avanço em relação à conectividade ao permitir uma velocidade de internet 20 vezes mais rápida e com baixa latência, a partir de 2022.
De acordo com o ministro das Comunicações, Fábio Faria, o Brasil é o primeiro país da América Latina a implementar a tecnologia. A licitação teve ágio de R$ 4,79 bilhões e os lotes ainda não arrecadados poderão ser novamente colocados à venda. Em breve, a Anatel poderá realizar outro leilão, que ultrapassaria os R$ 50 bilhões previstos, com os valores de comercialização que deverão chegar aos R$ 8 bilhões. Com o leilão, a expectativa é que, em 2022, todas as capitais do país tenham acesso ao 5G puro. A partir daí, a tecnologia será expandida para os municípios com mais de 30 mil habitantes até 2029.
Esses foram os primeiros passos, mas as legislações municipais precisam se modernizar. As leis impedem que as antenas, que são classificadas como equipamentos grandes, sejam instaladas em determinadas localidades.
De acordo com dados da Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel) divulgados pelo jornal O Globo, dos mais de 5,5 mil municípios, apenas 28 têm legislações adequadas que permitem que a infraestrutura do 5G seja instalada.
Das 28 cidades brasileiras que podem receber o 5G, apenas oito estão localizadas no Estado de São Paulo, são elas: São Caetano, Jaguariúna, Serra Negra, Holambra, Socorro, Santo André, Ribeirão Preto e Jandira. Das sete cidades do ABC, apenas duas estão aptas.
Segundo o presidente da Abrintel, Luciano Stutz, ao jornal O Globo, as legislações são antigas, feitas para o 2G ou 3G, para evitar a instalação de várias torres enormes, que eram uma para cada operadora. “Há municípios que proíbem instalação perto de postos de saúde ou escolas, outros que exigem um local com avenidas muito largas. Se a legislação não for modernizada, teremos várias áreas de sombra (sem cobertura) para o 5G", disse.
No Estado de São Paulo, na terça (16), o governo lançou o programa Conecta SP com investimento de R$ 3 milhões para agilizar a chegada do 5G em todos os 645 municípios paulistas. A iniciativa também incentiva os gestores municipais a modernizar legislações locais de antenas para receber a nova tecnologia.
A tecnologia do 5G, se bem implementada, terá a capacidade de aprofundar ainda mais a transformação digital, impactando a vida dos brasileiros, com uma conexão jamais vista na história. Com o 5G será possível, por exemplo, fazer download de filmes completos em HD em poucos minutos ou realizar cirurgias remotas ou fazer diagnósticos e exames mais detalhados à distância, uma revolução digital inovadora. Será aberto um verdadeiro mundo novo de possibilidades.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: 65 anos de credibilidade »

Main Menu

Main Menu