24 May 2024

Publicado em José Renato Nalini
Lido 1021 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Aprendi com o Desembargador Nereu Cesar de Moraes, a quem assessorei quando presidiu o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, que a maior distinção a ser conferida por uma cidade a um forasteiro é conferir-lhe a cidadania honorária. Isso significa chamá-lo conterrâneo, semelhante, igual ou até irmão. Honra maior não há.
Por isso é que não me recuso a aceitar a honraria que muitos municípios de São Paulo tributam ao transitório Presidente do Tribunal de Justiça. Não é a pessoa em si a merecer homenagem. É, na verdade, uma Corte de Justiça que é a maior do Planeta, sem que se vanglorie disso. Não há Tribunal no mundo com 50 mil funcionários, 2501 magistrados e 26 milhões de processos!
Um Tribunal que tem 141 anos e já se prepara a celebrar seu sesquicentenário, com o projeto do Resgate da Memória, uma Agenda 150 anos destinada a reverenciar os grandes vultos que fizeram do TJSP essa instituição gigantesca, empenhada em aceitar o repto contemporâneo que reclama eficiência.
Foi pensando na eficiência que se ousou implementar o Projeto 100% Digital. Até final de 2015, todas as unidades judiciárias do Estado de São Paulo estarão preparadas para receber peticionamento eletrônico e para fazer tramitar virtualmente os processos que forem iniciados.
Até o momento, cerca de 82% das unidades já estão informatizadas. Esforço hercúleo de muitas pessoas. 44 mil funcionários capacitados a atuar no espaço digital, com abandono gradativo da cultura analógica.
Vislumbra-se um período alvissareiro para a Justiça de São Paulo. Não haverá mais necessidade de prateleiras, nem de arquivos, nem de manuseio com papel, função praticamente insalubre, pois o papel armazena ácaros, micro-organismos e outros elementos nocivos. As unidades judiciais serão agradáveis, ambientalmente sedutoras, assegurando ao pessoal interno e ao jurisdicionado outra paisagem, muito mais receptivas do que hoje.
Essa a mensagem que o Presidente do Tribunal de Justiça leva ao interior, quando se vê cercado do carinho da gente boa e simples que acredita e confia na Justiça e que saúda o chefe do Judiciário com a simpatia característica das pessoas boas.
Simultaneamente, venho colhendo as melhores impressões de um povo que continua a trabalhar e a fazer sua parte, independentemente da crise polimorfa que assola o Brasil. Em cada cidade uma recepção cativante, o estímulo tão essencial num momento em que administrar carências desgasta e deprime.
Por isso não recuso cidadanias e me orgulho de ser cidadão de municípios nos quais não tive o privilégio de nascer, mas que me oferecem carinho, amizade e respeito à Justiça.
Isso é bastante em tempos turbulentos como os ora vivenciados.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: Eliminai-o! »

8 comentários

Deixe um comentário

Make sure you enter the (*) required information where indicated.Basic HTML code is allowed.

Destaques

Main Menu

Main Menu