20 Apr 2024


28 montadoras já aderiram ao programa de veículos mais baratos

Publicado em Autos
Avalie este item
(0 votos)

O governo federal anunciou que nove montadoras de carros de passeio já aderiram ao programa de carro mais barato. A lista é composta por 233 versões e 31 modelos de veículos, com descontos patrocinados que variam entre R$ 2 mil até R$ 8 mil. As montadoras ainda podem, a qualquer momento, incluir outros modelos, desde que informem ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC).

As nove montadoras são Renault, Volks, Toyota, Hyundai, Nissan, Honda, GM, Fiat e Peugeot. Todos os modelos e versões podem ser conferidos na lista divulgada pelo MDIC, na quarta (14): https://www.gov.br/mdic/pt-br/assuntos/noticias/2023/junho/modelos-por-valor-carros-mais-baratos-programa-emergencial.xlsx/view

A definição das faixas de desconto levou em conta três critérios: menor preço, eficiência energética e conteúdo nacional. A critério das fábricas e concessionárias os descontos podem alcançar valores maiores.

Até o momento, além dos carros de passeio, dez montadoras de caminhões e nove de ônibus demonstraram interesse em participar do programa. São elas:

Caminhões: Volkswagen Truck, Mercedes-Benz, Scania, Fiat Chrysler, Peugeot Citroen, Volvo, Ford, Iveco, Mercedes-Benz Cars & Vans e Daf Caminhões.

Ônibus: Mercedes-Benz, Scania, Fiat Chrysler, Mercedes-Benz Cars & Vans, Comil, Ciferal, Marcopolo, Volare e Iveco.

PERÍODO EXCLUSIVO – Há um período exclusivo de vendas com desconto para pessoas físicas, limitado a 15 dias. Após esse período, a depender da resposta do mercado, o prazo poderá ser prorrogado por até 60 dias.

Ao todo, o governo federal investiu no programa de incentivo à indústria automobilística R$ 1,5 bilhão, sendo R$ 500 milhões para automóveis; R$ 700 milhões para caminhões; e R$ 300 milhões para veículos de transporte de passageiros, como vans e ônibus.

CRÉDITO TRIBUTÁRIO – De acordo com o MDIC, todas as montadoras de carros solicitaram o máximo de recursos permitidos no momento de adesão ao programa (até R$ 10 milhões), sendo que seis delas já pediram crédito adicional de mais R$ 10 milhões.

A soma de R$ 150 milhões – incluindo os créditos adicionais, já solicitados – representa 30% do teto de R$ 500 milhões, que poderão ser usados pelas empresas como crédito tributário para venda de carros mais baratos.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Main Menu

Main Menu