23 Jun 2024


Instituto Acqua completa 25 anos

Publicado em Negócios
Avalie este item
(0 votos)

Fundado em 1999, em Ribeirão Pires, o Instituto Acqua surgiu como uma ONG de Meio Ambiente. Na ocasião, o Instituto criou o Centro de Referência Ambiental, firmando-se no Terceiro Setor com programas socioambientais e de qualidade urbana. Em 2003, o Instituto foi reconhecido como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público e, em 2013, foi qualificado como Organização Social de Saúde (OSS). Em 2014, instalou sua sede em Santo André.

 Hoje, a instituição possui 12 mil colaboradores diretos, administra 40 unidades de saúde espalhadas pelo Brasil e é uma das principais organizações sociais de saúde do país.  “O Instituto surgiu da Sociedade Civil se unir para um objetivo comum. Com o tempo, foi se abrindo a possibilidade de participar de gestão na saúde, inicialmente com o controle de zoonoses, depois com o Programa Saúde da Família e assim fomos galgando espaço até chegar onde estamos hoje”, revela o diretor-presidente do Instituto Acqua, Samir Siviero.

Samir comenta que no começo o Acqua tinha muita participação nos conselhos locais, principalmente no Grande ABC. “Conselho de Saúde, de Meio Ambiente, de Cultura, de Educação. Sempre participamos como representantes da sociedade civil. Com isso, surgiram oportunidades como mapeamento da represa Billings em parceria com o Instituto Socioambiental (ISA), que teve uma vertente muito importante para o Acqua. Na questão da zoonose, foi onde começamos uma participação mais massiva na área da saúde. Tivemos atuação em cinco municípios do ABC, onde fazíamos o controle da zoonose. Então, começamos a atuar no Programa da Saúde da Família e passamos a atuar em outras cidades”.

Em 2013, surgiu a oportunidade de o Instituto fazer 100% da gestão de um hospital, em Santa Catarina. “Quase no mesmo período, começamos a atuar no Maranhão. Esse mês, completamos nove anos de atuação no Maranhão. Hoje, temos contrato com quatro governos de Estados, 40 unidades de saúde sob gestão, cuidamos de hospitais de alta complexidade, centros odontológicos, policlínicas e centro de hemodiálise. Nos últimos dez anos, nossa principal vertente foi a Saúde, mas não viramos as costas para a representação que temos na sociedade civil”, revela.

Além da área da saúde, o Instituto Acqua atua em projetos ações em Educação, Meio Ambiente, Desenvolvimento Social, Mobilidade Urbana, Cidadania, Cultura e Esportes.

Samir comenta, entre outros projetos, sobre a tradicional Feira Vegana, que acontece uma vez por mês na sede do instituto em Santo André e que já teve edições em São Caetano, São Bernardo e Ribeirão Pires.

“Nossa feira é uma das maiores feiras veganas do Estado. “Isso vem da característica da criação do Acqua, de se preocupar com quem está no seu entorno. Selecionamos não só quem vai comercializar os produtos, mas também na capacitação deles por meio de parcerias com o Sebrae e o Senac. Apesar do perfil atual de gestão das unidades de saúde, continuamos trazendo a sociedade para dentro do Acqua”, ressalta. A próxima acontece no mês de junho em São Bernardo.

Além da feira, que acontece mensalmente, o Acqua oferece, por meio da vertente Acqua Cultura, cursos de Jardinagem, Canto coral, Yoga, Musicalização em flauta doce, Culinária saudável e Workshops para empreendedores.

“Essas experiências além da saúde, agregam, trocamos informações. Como é o caso da Feira Vegana, voltada a uma alimentação saudável, na qual podemos mudar algo e colocar em prática em uma unidade de saúde, por exemplo. Somos muito plurais, atuamos em diferentes locais, com diferentes pessoas e temos um leque importante de atividades, tratando de saúde, meio ambiente, querendo somente proporcionar uma vida melhor para cada um. Isso é uma característica que vem da fundação do Acqua e se mantém até hoje. O pensamento de preocupação com as pessoas e o meio ambiente”, revela o presidente. 

Samir comenta que a expansão do Acqua no Estado do Maranhão representa o que o instituto se tornou nos últimos anos. “Os principais hospitais da grande rede materna infantil estão sob nossa gestão e isso nos deu oportunidade de iniciar a gestão de unidades de saúde menores, como centros de hemodiálise, policlínicas e centros odontológicos, justamente por estar perto de unidades maiores”, afirma Samir.

No Maranhão, o instituto é responsável pela gestão do Hospital Dr.Carlos Macieira, referência estadual em atendimentos de alta complexidade, além dos principais hospitais de alta complexidade infantil e materno do Estado, centros de hemodiálise e policlínicas da criança e do idoso. O instituto oferece também serviços odontológicos. “Temos o Centro Odontológico em São Luiz e também temos o serviço móvel, com micro-ônibus, que leva o projeto Sorrir para as comunidades mais distantes, de difícil acesso”. Desde 2018, o projeto já realizou 1,6 milhão de atendimentos.

No Espirito Santo, o Acqua atua há três anos e atende o principal hospital do Estado, o Hospital Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (HIMABA). No Mato Grosso, o Instituto é responsável pela gestão de duas unidades, há cinco anos. No Pará, atua em Altamira, em um hospital de média-alta complexidade e inicia, nos próximos dias, atuação em Belém, em um hospital referência em pediatria.

“A maioria dos nossos hospitais possuem a Certificação ONA, que é uma certificação internacional de reconhecimento da qualidade do atendimento no hospital. Isso demonstra a seriedade que temos ao fazer a gestão do recurso público”, afirma Samir.

25 ANOS –Este ano, o Instituto Acqua celebra 25 anos. Para celebrar, Samir comenta sobre a reforma na sede do instituto na Avenida Lino Jardim, em Santo André. “Para reabrir nosso espaço para a sociedade”, revela. Também foi promovido jantar dançante para os colaboradores.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Main Menu

Main Menu