09 Apr 2020


Continua briga entre os Klein e Pão de Açúcar

Publicado em Negócios
Avalie este item
(0 votos)

Continua briga entre os Klein e Pão de Açúcar

Por que a união de Casas Bahia e Pão de Açúcar para criar a Viavarejo gera tanto conflito entre os sócios - e com isso atrapalha uma empresa de R$ 22 bilhões?"  Essa pergunta está logo abaixo ao título "Tinha tudo para dar errado. E deu" da matéria publicada pela revista Exame, edição 1027, sobre a Viavarejo, gigante do comércio de eletro-eletrônicos brasileiro, que resultou da união entre o Pão de Açúcar (donos das lojas Ponto Frio) e Casas Bahia (da família Klein) em 2009.

Desde os primeiros dias da fusão, o relacionamento entre os sócios é péssimo. Após a assinatura do contrato, os Klein ficaram arrependidos e quiseram uma nova negociação. Conseguiram. Isso não melhorou o relacionamento entre os sócios e, agora, dois anos depois, voltou à briga entre os dois grupos. Em outubro, os Klein, por carta, solicitaram uma indenização por supostos equívocos no cálculo do valor das empresas na época da fusão. Com base numa análise da auditoria KPMG, foram encontrados indícios de que os números do Ponto Frio foram inflados dois anos atrás. Essa diferença poderia dar aos Klein o controle da Viavarejo (os ex-donos da Casas Bahia têm 47% da Viavarejo e o Pão de Açúcar, 53%). Os Klein, por carta, deram um prazo de 30 dias para solucionar o problema amigavelmente e, em caso contrário, levam o assunto para uma câmara de arbitragem. Para o Pão de Açúcar, a fusão é irretratável e nega que a KPMG encontrou problemas no balanço do Ponto Frio.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu