19 Sep 2021


SP recebe somente 50% das vacinas da Pfizer

Publicado em Saúde
Avalie este item
(0 votos)

O governador João Doria anunciou, nesta quarta (04) de agosto, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, que o Estado recebeu do Ministério da Saúde somente metade das doses da vacina da Pfizer. De acordo com o governador João Doria, a previsão era receber 456 mil doses do megalote de vacinas do laboratório que estão chegando diariamente ao país. Porém, o Estado só recebeu 228 mil doses na última entrega, sem justificativa alguma por parte do Ministério. Isso poderá atrasar o cronograma de vacinação de 228 mil jovens de idade entre 17 e 12 anos. Com população aproximada de 46,3 milhões de pessoas segundo estimativa de 2020 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), São Paulo tem direito a 22% das vacinas distribuídas pelo Ministério da Saúde pelo PNI (Plano Nacional de Imunizações). Pelas normas do SUS (Sistema Único de Saúde), cada estado tem direito a lotes proporcionais à população local, independentemente de público-alvo da vacinação ou tipo de imunizante disponível. O governo de São Paulo enviou um ofício ao Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. No documento, o Estado informa que a pauta do Governo Federal reservou apenas 10% do total da nova entrega nacional de imunizantes da Pfizer para São Paulo.

Doria anunciou também 96% dos profissionais da rede estadual de ensino, quase 240 mil servidores, já receberam a imunização contra a COVID-19 em pelo menos uma dose. Entre os alunos, 60% retornaram às aulas presenciais na segunda (2). “São Paulo foi o primeiro estado a vacinar professores e profissionais de Educação e o primeiro estado a retomar as aulas de forma segura, para garantir às crianças e aos jovens o direito de voltarem às aulas, de se alimentarem e estarem amparados enquanto seus pais estão trabalhando ou em busca de um emprego”, afirmou Doria. Ao todo, 44% dos servidores, mais de 110 mil profissionais, já estão com o calendário vacinal completo, ou seja, tomaram a segunda dose ou dose única. Somando todas as redes (federal, estadual, municipais e particular) de Educação Básica do estado, já foram imunizados com a primeira dose ou dose única quase 910 mil profissionais. Desses, quase 340 mil estão com o calendário vacinal completo.

Na ocasião, o governador anunciou também que 346 municípios não registraram mortes por COVID-19 na última semana, indicando que mais de 53% das cidades paulistas não tiveram vítimas da doença desde 28 de julho. O balanço reflete o impacto positivo da campanha de vacinação para redução dos casos graves e mortes pela doença. A constatação foi feita a partir de análise dos dados dos dias 28 de julho a 4 de agosto, que estão disponíveis para consulta pública no boletim oficial do Governo do Estado e foram registrados pelas 645 cidades paulistas no Sivep, sistema oficial do Ministério da Saúde. Os balanços são superiores aos identificados em comparação similar realizada no intervalo de 14 a 21 de julho, que apontava 288 municípios sem novos óbitos naquela semana, e 18 cidades sem casos.São Paulo já vacinou mais de 80,6% de sua população adulta com pelo menos uma dose de vacina contra COVID-19.

 

 

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu