23 Nov 2017


Campanha ‘Abra a Boca para a Saúde’ chega em São Bernardo

Publicado em Saúde
Avalie este item
(0 votos)

A Prefeitura de São Bernardo, em parceria com a disciplina de Cabeça e Pescoço da Faculdade de Medicina do ABC (FMABC), deu início na segunda (6), à 10ª edição da campanha “Abra a Boca para a Saúde”, responsável pela realização de atendimentos gratuitos na entrada do Poupatempo (Rua Nicolau Filizola, 100 - Vila Euclides). A iniciativa das 8h às 16h vai até a próxima sexta (10) e tem como objetivo diagnosticar casos de câncer bucal em estágio inicial e disponibilizar informações à população sobre a prevenção da doença.

Dentistas, estomatologistas e auxiliares da Secretaria Municipal de Saúde estão à disposição da população, assim como a equipe de cirurgia buco-maxilo-facial do Hospital de Clínicas Municipal (HC-SBC) e a disciplina de Cabeça e Pescoço da FMABC, que participa com professores, médicos e residentes. Os casos com suspeita de câncer bucal são encaminhados para o Centro de Especialidades Odontológicas de São Bernardo para avaliação mais específica. Confirmada a doença, será feito o direcionamento para o ambulatório da disciplina de Cabeça e Pescoço no HC-SBC – referência no município para esse tipo de assistência.

Além dos atendimentos, as equipes de saúde orientam os usuários do Poupatempo sobre as principais medidas preventivas contra o câncer de boca e distribuem panfletos informativos sobre o autoexame da boca, que deve observar os lábios, língua (principalmente as bordas), assoalho (região embaixo da língua), gengivas, mucosa jugal (bochecha), palato (céu da boca) e amígdalas.

PREVENIR É FUNDAMENTAL- Cerca de 80% dos pacientes que procuram serviços de diagnóstico e tratamento já estão em estágio avançado de câncer bucal. Nesses casos, a probabilidade de cura é menor e o tratamento é mais complexo, levando a disfunções na deglutição de alimentos e na fala, além de deformidades estéticas.

No grupo de risco estão homens com mais de 40 anos, fumantes e com abuso de álcool. A professora da disciplina de Cabeça e Pescoço da Faculdade de Medicina do ABC, Dra. Jossi Ledo Kanda, cita também entre as causas o mau estado de conservação dos dentes e próteses dentárias mal-ajustadas. Entre as atitudes de prevenção estão evitar o fumo e o álcool, não se expor ao sol sem proteção (câncer do lábio), promover higiene bucal mantendo os dentes em bom estado, além de fazer pelo menos uma consulta odontológica de controle a cada ano e adotar dieta saudável, rica em vegetais e frutas.

Os sinais de alerta podem ser identificados em feridas na boca que não cicatrizam em duas semanas, ulcerações superficiais indolores (podendo sangrar ou não), manchas esbranquiçadas nos lábios ou na mucosa bucal, dificuldade para falar, mastigar e engolir, além de nódulos no pescoço. Deve-se procurar o médico ou o dentista para avaliação e orientação.

Nas lesões iniciais, o tratamento pode ser exclusivamente cirúrgico e as chances de cura chegam a até 80%. No tratamento dos tumores avançados é feita cirurgia associada à radioterapia, dependendo da localização do tumor, com alterações funcionais e estéticas mais graves e com redução do índice de cura. A quimioterapia associada à radioterapia pode ser empregada nos casos mais avançados, quando a cirurgia não é possível, tendo resultados pobres.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Website.: www.folhadoabc.com.br/media/k2/users/anos.png

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu