28 Nov 2021


São Caetano, Cidade-Dormitório

Publicado em Editorial
Avalie este item
(0 votos)

São Caetano, na atual administração, está se transformando em uma Cidade-Dormitório. As grandes construtoras da Capital invadiram, com todo seu poderio e muita grana em jogo, a cidade para adquirir todas áreas livres para levantar dezenas de torres, prejudicar o trânsito nas imediações dos prédios durante a construção, trazer milhares de novos moradores e também de veículos, que irão provocar congestionamentos enormes nas estreitas ruas da cidade. É bom lembrar que pesquisas recentes apontaram São Caetano em primeiro lugar como a cidade brasileira que tem maior número de veículos por habitante (560 carros por mil habi-tantes). Quer dizer, a transformação em Cidade-Dormitório vai se concre-tizando à medida que os novos prédios sejam liberados aos novos moradores.

 

Os mais antigos moradores já se preocupam com esse problema e nas conversas familiares fazem pesadas críticas à atual administração. Os prefeitos Walter Braido e Luiz Tortorello, em seus mandatos, tiveram participação decisiva para evitar que o perfil da cidade se modificasse com a sua transformação em Cidade-Dormitório. A mídia local sempre deu amparo aos que se posicionavam contra essa mudança. No entanto, parece que os esforços dos mora-dores, depois de vários anos, se esgotaram, pois não conseguiram conter a investida dos lobistas das grandes construtoras da capital. Assim, São Caetano tem mais de 80 prédios em construção, com alguns já entregues, e outros com várias torres no mesmo local, etc. É provável que mais de 19 mil novas pessoas passem a residir na cidade, trazendo também algo em torno de 7 mil veículos para rodar pelas estreitas ruas da cidade. Além disso, haverá necessidade de mais escolas, mais espaço para diversão e esportes, ampliação da rede hospitalar, já em ampliação para suprir ape-nas as necessidades atuais, rede de esgoto, água e mais espaço nas ruas para evitar o congestionamento no trânsito, etc.

A pergunta se faz necessária: São Caetano está preparada para dar conta dessa invasão? É provável que não. Se essa for a realidade, os atuais moradores não vão poder contar com a eficiência do atual atendimento médico pela rede pública e outras benfeitorias criadas pelas administrações anteriores. Enfim, essa é a realidade a ser vivida pela cidade nos próximos cinco anos. A atual administração deixará para a próxima o seguinte legado: a queda na eficiência no atendimento por parte do poder público municipal, já que em pouco tempo trouxe para cá mais de 20 mil novos moradores. O sofrimento ficará por conta dos moradores mais antigos.

Última modificação em Sexta, 19 Novembro 2010 13:45
Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Main Menu

Main Menu