16 Jul 2024

Publicado em MIRANTE
Lido 1005 vezes
Avalie este item
(0 votos)

Sobe
Aos brasileiros que ainda sonhavam com a queda do dólar, que atualmente, passa da casa dos R$ 4,90, podem perder as esperanças. Pelo menos, ao que depende do vice-presidente da República, Geraldo Alckmin (PSB), o dólar continuará em patamares elevados, até o final do mandato do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). “Quando tínhamos o câmbio 1 real para 1 dólar, você mata a indústria, porque é muito mais barato importar. Hoje, o câmbio de R$ 5, 1 dólar, variando um pouco nesta faixa, é um câmbio competitivo. Não pode ter grandes oscilações”, justificou Alckmin durante evento em São Bernardo.

Articulação
O deputado federal Felipe Carreras (PSB-PE), líder do PSB na Câmara e do maior bloco de parlamentares, composto por 173 deputados (do União Brasil, PP, federação Cidadania-PSDB, PDT, PSB, Avante, Solidariedade e Patriota), que ajuda na governabilidade da gestão petista, afirmou à Folha de S.Paulo que, o governo federal precisa melhorar sua relação com o Congresso e ainda cobrou mais participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Também disse que o governo não tem que dividir quem é bolsonarista e lulista. “Acho que tem muita gente agindo com o fígado. Tem que esquecer quem governou no passado (...) Tem que unir o país. O nosso bloco quer agir com essa posição”, disse.

Prioridade
O presidente do PSD e atual secretário de Governo do Estado de São Paulo, Gilberto Kassab, foi o principal articulador político da chapa que elegeu o governador Tarcísio de Freitas (Republicanos). Na segunda (15), durante seminário do Grupo Esfera Brasil, no Palácio Tangará, em São Paulo, Kassab afirmou que Tarcísio deve priorizar a disputa pela reeleição em 2026, contrariando a intenção dos aliados políticos do governador, que querem que ele concorra ao Palácio do Planalto. O secretário disse que orientou Tarcísio a observar os “equívocos” dos ex-governadores tucanos José Serra e João Doria, que se colocaram como pré-candidatos logo no começo de seus mandatos e naufragaram na disputa à presidência.

Pesquisa
Pesquisa recente da Quaest apontou que 48% consideram Tarcísio como o principal nome de oposição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), nos próximos quatro anos. Apesar disso, Kassab, na reunião do Esfera Brasil, disse que apostaria na relevância de candidatos moderados, de centro-direita, apesar da “densidade eleitoral” do ex-presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, Kassab citou os governadores de Minas Gerais, Romeu Tuma (Novo); do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB); do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), além do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD).

Filiação
O deputado federal Marcelo Lima se filiou ao PSB, na terça (16), em Brasília. O PSB, cujo presidente nacional é Carlos Roberto Siqueira de Barros, também tem como vice-presidente de Relações Governamentais, Geraldo Alckmin, ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços e vice-presidente do Brasil. Marcelo revelou que o convite partiu de Alckmin. Com isso, a possível candidatura de Marcelo à Prefeitura de São Bernardo, nas eleições de 2024, ganhará mais musculatura para a disputa.

Debate
O deputado federal Fernando Marangoni (União) realizou, na quinta (18), uma audiência na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Trata-se da 8ª audiência pública que Marangoni conduz para debater o programa entre Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. Desde que foi escolhido relator, o deputado já recebeu mais de 300 emendas e sugestões da sociedade civil, entidades, associações, movimentos sociais e setor produtivo. A audiência debateu os desafios regionais que impactam a vida das famílias que poderão ser beneficiadas pelo programa.

Acenos
O prefeito Orlando Morando (PSDB) esteve em Brasília, na terça (16), para a filiação do deputado federal Marcelo Lima ao PSB. Na ocasião, também se reuniu com o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto e o secretário de Relações Institucionais do partido, Walter Braga Netto. Em suas redes sociais, Morando postou: “Fiquei feliz com a recepção calorosa proporcionada pelo PL, na qual discutimos temas nacionais, do Estado de São Paulo e, claro, de São Bernardo”. A aproximação com caciques do PL sugeriu acenos para uma possível mudança de partido do prefeito. Porém o tucano negou à Folha, a possibilidade de mudança: “Estou bem no partido que estou”, disse. Pelo menos, por enquanto. À conferir.

Saída
O vereador de Santo André, Eduardo Leite, protocolou, na segunda (15), pedido de desfiliação do PT. “Encerro, portanto, um importante ciclo na minha vida política com a sigla e, em breve, assumo novos desafios junto a um novo projeto político”, justificou Eduardo, por meio de nota oficial. O vereador ainda não definiu qual legenda irá se filiar, mas disse que a decisão será anunciada em breve. Ao que tudo sugere, Eduardo deverá ir para o PSB. O parlamentar até já teria recebido convite do ministro de Portos e Aeroportos do Brasil, Márcio França, para ser candidato a prefeito de Santo André, nas eleições do próximo ano.

Primeiro
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, na quinta (18), durante homenagem na Associação Comercial e Industrial de São Caetano (Aciscs), ao CEO do Grupo CB, Michael Klein, anunciou a instalação do primeiro restaurante popular municipal de São Caetano, que será denominado ‘Nosso Prato’. “Nosso programa será um pouco mais abrangente do que o Bom Prato, do Governo do Estado”, revelou Auricchio. O próximo passo para a implementação será a formulação do edital de licitação para a obra. O restaurante será instalado no 1º andar do edifício da família Klein, localizado na rua Samuel Klein, 83, Centro de São Caetano.

Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Mais nesta categoria: 27 de Maio de 2023 »

Main Menu

Main Menu