27 Oct 2020


3t de queijo de MG, impróprios para consumo, são apreendidos em SP

Publicado em Saúde
Avalie este item
(0 votos)

Um caminhão oriundo de Minas Gerais com destino a Campinas-SP, com 3.100 quilos de queijos, sem registro de inspeção, sem identificação e transportados de forma inadequada e impróprios para o consumo foi abordado, na terça (22), em uma fiscalização realizada por uma equipe da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do estado de São Paulo em operação conjunta com a Polícia Militar Rodoviária.

"O transportador recebeu auto de infração lavrado por funcionário do Escritório de Defesa Agropecuária de Limeira, vinculado à Coordenadoria por despachar produto de origem animal em desacordo com as determinações do serviço de inspeção. O responsável tem o prazo de 15 dias para apresentar defesa e em se ratificando a irregularidade poderá gerar multa de 2500 Unidades fiscais do estado de São Paulo (Ufesp), chegando a um total de R$69.025,00" disse o médico veterinário Rodrigo Cesar Machado. A carga, acompanhada do transportador foi encaminhada ao aterro sanitário de Limeira onde foi feita a destruição do produto.

"Cabe ressaltar que o consumo de produtos de origem animal, não inspecionados, pode servir de modo de transmissão de importantes enfermidades ao ser humano, dentre estas doenças estão a salmonela, cisticercose, botulismo, toxoplasmose, gastroenterite, toxinfecções e intoxicações, que podem causar graves danos à saúde dos consumidores", disse o médico veterinário da Secretaria Bruno Bergamo Ruffolo, que junto à Coordenadoria dirige o Centro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (CIPOA). O procedimento de inspeção visa garantir a boa qualidade e a segurança alimentar.

A fiscalização conjunta foi realizada das 7h às 11h, na Base do Policiamento Rodoviário (4° BPRv 4a Cia 1° Pel) à Rodovia Anhanguera, km 151 +600 metros, pista sentido interior/Capital sendo realizada a abordagem de 11 veículos pela Polícia Militar Rodoviária. No que se refere à competência da Defesa Agropecuária a fiscalização ocorreu em cinco caminhões, sendo um com o transporte dos queijos e outros quatro com carga total de 16.600 galinhas para abate, porém sem nenhuma irregularidade.

Além do médico veterinário Rodrigo Cesar Machado participou da fiscalização, o engenheiro agrônomo Daves Willian Setin e o técnico de apoio agropecuário Expedito Fernandes Gonçalves.

Última modificação em Quarta, 23 Setembro 2020 08:52
Folha Do ABC

A FOLHA DO ABC traz o melhor conteúdo noticioso, sempre colocando o ABC em 1º lugar. É o jornal de maior credibilidade da região
Nossa publicação traz uma cobertura completa de tudo o que acontece na região do ABCDM.

Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu