23 May 2024

O CEU Ana Maria, em Santo André, receberá uma sala de cinema itinerante, pois no sábado (11), no domingo (12) e na segunda (13), a carreta do projeto “Cine São Paulo Itinerante Caedu” estará estacionada no local, em frente à paróquia Santa Gemma Galgani, no Jardim Ana Maria, para proporcionar sessões de cinema gratuitas para crianças, jovens e adultos. O endereço é Praça Venâncio Neto, s/nº.

Entre os filmes programados estão Wish, Elementos, Mundo Estranho, Mansão Mal-Assombrada, Buzz Lightyear, Encanto, A Era do Gelo 4, Minha Mãe é Uma Peça 3. As sessões serão às 8h, 10h, 14h, 16h e 19h. Os ingressos, sem custo, são individuais e serão distribuídos a partir das 7h30. A pipoca e o refrigerante também são gratuitos. A iniciativa tem o apoio da Prefeitura de Santo André.

 O cinema móvel apresenta os mesmos recursos encontrados nas salas convencionais de cinema. O ambiente tem capacidade para mais de 70 lugares confortáveis e conta com isolamento térmico e acústico. Possui ar condicionado, bombonière, som e projeção digital, gerador próprio e elevador de acesso para pessoas com deficiência.

 A mostra de cinema itinerante é uma iniciativa das lojas Caedu e foi idealizada pela Projetos com Incentivo, uma empresa com experiência em cinema e na realização de projetos incentivados nas áreas de cultura, esporte, educação e inclusão social.

 O programa “Cine Cidade” teve início em 2022, em São Vicente, com a missão de passar por mais cinco cidades do Estado de São Paulo, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e a Secretaria de Cultura através do ProAC. Mais informações no site www.rodocine.com.br.

São Caetano tem se mobilizado para enviar ajuda para os gaúchos acometidos de uma das maiores tragédias da história do Rio Grande Sul, que contabiliza mais de 100 mortos e 180 desaparecidos por conta das fortes chuvas.

Nesta semana, o Fundo Social de Solidariedade enviou mais de 46 toneladas de doações, entre alimentos não perecíveis, água potável, produtos de higiene e ração animal. Além dos alimentos não perecíveis, foram doados 330 colchões (250 de solteiro e 80 de casal), mais 500 edredons e 500 cobertores.

Além da campanha de arrecadação dos donativos, o prefeito José Auricchio Júnior mobilizou a Seseg (Secretaria de Segurança) para que a Defesa Civil municipal enviasse equipamentos para o auxílio no resgate de pessoas vítimas da tragédia das chuvas. Foram enviados botes infláveis, roupas de neoprene, sacolas de arremessos, capacetes tipo rafting, life belt, cordas e sacolas com kit de ancoragem, entre outros itens.

“É um momento estarrecedor e tenho certeza de que todos os mais de 165 mil moradores de São Caetano se solidarizam com o povo gaúcho. Agradeço imensamente as doações dos moradores, que mais uma vez demonstram empatia e amor ao próximo. No mais, meu pedido é para que continuem doando o que puderem, pois toda e qualquer ajuda faz uma diferença gigantesca na vida das pessoas atingidas por este desastre ambiental”, disse Auricchio, no final da missa em homenagem ao Dia das Mães, na quarta-feira, na rampa do Palácio da Cerâmica.

PONTOS DE ARRECADAÇÃO

A Prefeitura disponibiliza três pontos de arrecadação de donativos em prol da população do Rio Grande do Sul:

Fundo Social de Solidariedade – Rua Antônio Bento, 140, Bairro Santa Paula (segunda a sábado, das 9h às 16h)

CRAS Fundação – Rua Heloísa Pamplona, 316 (segunda a sexta, das 9h às 16h)

CRAS Nova Gerty – Rua Marlene, 452 (segunda a sexta, das 9h às 16h)

Última modificação em Sexta, 10 Maio 2024 09:13

A quantidade de pessoas desalojadas no Rio Grande do Sul mais que dobrou em 24 horas, passando de mais de 163 mil, na quarta (8) para 327.105 na quinta (9), conforme o último boletim da Defesa Civil estadual, com dados divulgados às 18h.

São pessoas que tiveram, em algum momento, deixar suas casas e buscar abrigo nas residências de parentes, amigos ou em abrigos públicos. Os abrigos do estado receberam 68.519 pessoas.

No total, 1,74 milhão de gaúchos já foram afetados de alguma forma pelas enchentes, ou seja, perderam casas, estão sem luz, água ou comida.

Em relação aos municípios atingidos, o número chega a 431, o equivalente a mais de 80% das cidades do Estado. As mortes causadas pelas chuvas chegam a 107. Há 134 desaparecidos e 754 feridos.

Chuva e frio

As autoridades estão em alerta para agravamento da situação no Estado. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) prevê chuvas fortes no Rio Grande do Sul a partir desta sexta (10). A expectativa é de que se prolongue até o domingo (12) com maior intensidade entre o centro-norte e leste do estado, incluindo o litoral norte e o sul de Santa Catarina. O nível do rio Guaíba está abaixo dos 5 metros, porém os rios do sul do estado começaram a subir e transbordar. (A.Br)

(Foto: A.Br/ Diego Vara- Reuters)

O governador Tarcísio de Freitas, na quinta (9), anunciou, por meio de convênios, a liberação de R$ 533,4 milhões em recursos para municípios paulistas. Ao todo, 219 cidades serão beneficiadas com repasses na área da saúde e 260 com recursos para infraestrutura.

“Hoje é um dia de celebração. Uma liberação de R$ 350 milhões em convênios de infraestrutura urbana, recapeamentos, pavimentação, iluminação pública, ou seja, cada prefeito levando para o seu município aquilo que tem de melhor, buscando atender da melhor forma as demandas da sua população”, afirmou Tarcísio.  

“E mais R$183 milhões para a área da saúde, que é uma área muito importante para nós. E o que é ser municipalista de verdade? Entendo que ser um governo municipalista é caminhar junto com os municípios em todas as oportunidades”, acrescentou o governador.  

A cerimônia no Palácio dos Bandeirantes reuniu secretários de estado Gilberto Kassab (Governo e Relações Institucionais), Eleuses Paiva (Saúde) e Artur Lima (Casa Civil), além de parlamentares federais, estaduais e municipais, gestores das cidades contemplados pelos convênios, representantes de instituições, entre outras autoridades.  

Os recursos para a área da saúde serão destinados aos Fundos Municipais para despesas de custeio e investimento das unidades básicas dos municípios, visando a ampliação e o fortalecimento do atendimento à população. O aporte é fruto das transferências voluntárias decorrentes de indicações parlamentares e será pago via Secretaria de Estado da Saúde (SES).  

“O dia de hoje mostra claramente a sensibilidade desse governo e do governador Tarcísio de Freitas na relação com os parlamentares e com os executivos municipais. É a importância do trabalho conjunto. E só é possível fazer uma política adequada e de alcance social com uma parceria extremamente forte com o parlamento estadual e federal e com os executivos municipais”, afirmou o secretário de Saúde Eleuses Paiva.

Também foram assinados 426 convênios com 260 municípios para obras de infraestrutura urbana. No total serão R$ 350,4 milhões em repasses para ações por meio da Secretaria de Governo e Relações Institucionais.

“Ao iniciar o mandato o governador Tarcísio de Freitas deixou claro que o foco era estabelecer parcerias com os municípios. O objetivo é que as pessoas que moram nas cidades saibam que o governo do estado é parceiro. Um governo que conhece o que está acontecendo na infraestrutura, na saúde, no custeio e é assim em todas as áreas. E hoje São Paulo é um estado que se desenvolve porque tem comando”, destacou o secretário de Relações Institucionais, Gilberto Kassab.  

Confira os municípios contemplados com os recursos:

Para a saúde: Santo André, São Bernardo e São Caetano

Para a infraestrutura urbana:  Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Bernardo e São Caetano

O Dia das Mães é muito mais que uma data comemorativa no calendário; para o varejo é um evento que movimenta a economia e redefine as estratégias de negócios, sendo a principal data comemorativa do primeiro semestre e a segunda mais importante do ano, perdendo somente para o Natal.

Um levantamento feito pela CNDL Brasil em parceria com a FCDL-SP (Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo), mostrou que cerca de R$8 bilhões devem movimentar o comércio em todo estado, levando mais de 25 milhões de paulistas às compras.

Nesse período de celebração, os consumidores estão em busca do presente ideal para homenagear suas mães. Segundo a pesquisa, a média é que cada comprador adquira dois presentes, com preferência por produtos como roupas, calçados e acessórios (42%), perfumes (41%), cosméticos (26%), chocolates (17%) e flores (15%). Em relação ao valor médio que pretendem gastar, os consumidores planejam desembolsar cerca de R$314, representando um aumento de R$56 em relação ao ano anterior.

“Temos mais de 244 mil empregos gerados somente em março, e um saldo acumulado de mais de 719 mil desde o início do ano, o mercado demonstra sinais positivos de recuperação pós-pandemia. A tendência sugere um potencial aumento no poder de compra da população. Além disso, as projeções apontam um crescimento de 1,9% no PIB do país em 2024, também impulsionado pelo setor varejista", comenta o presidente da FCDL-SP, Mauricio Stainoff.

Os números revelam uma tendência interessante em relação aos gastos. Enquanto 35% dos entrevistados esperam gastar mais este ano do que em 2023, principalmente buscando presentes de maior qualidade (44%), ou compensando o aumento de preços (41%), há também um percentual significativo de 24% que planejam gastar menos. Motivos como a necessidade de economizar (25%) e um orçamento mais apertado (25%) influenciam essa decisão.

A pesquisa de preços também é a principal questão dos consumidores, 80% deles indicam a intenção de pesquisar antes de comprar. A busca por preços acontece tanto online (80%), quanto em meios físicos, especialmente em lojas de shoppings (42%) e de rua (29%). Com relação ao momento das compras, observa-se que 48% dos consumidores planejam adquirir os presentes na primeira semana de maio, enquanto 25% iniciarão suas compras no mês de abril.

“A data representa uma força motriz para o varejo nacional, potencializando qualquer setor, seja bares e restaurantes, comércio, serviços… Todos tendem a ser beneficiados com a movimentação econômica do Dia das Mães”, finaliza Stainoff.

 

 

O prefeito de Ribeirão Pires, Guto Volpi, entregou, na quinta (9), ao governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, documento com indicação de locais para a alça do Trecho Leste do Rodoanel Mário Covas. A entrega do relatório que aponta possíveis áreas para a construção de acesso aconteceu durante agenda para assinatura de convênio com municípios no Palácio dos Bandeirantes.

“A partir da retomada das obras do Trecho Norte do Rodoanel, no fim de abril, o governo estadual sinalizou positivamente para a retomada do diálogo sobre possibilidade de interligar Ribeirão Pires ao sistema viário. O governador nos pediu e fizemos a lição de casa, indicando locais onde haveria a possibilidade de implantar a alça de acesso, antiga demanda de nossa cidade”, destacou o prefeito.

Partindo do Paço Municipal de Ribeirão Pires, na região central da cidade, o acesso mais próximo ao anel viário estadual é feito em Mauá, pela Av.Capitão João, a quase 10 km de distância.

Guto também assinou novo convênio, por meio de emenda do deputado André do Prado. O Estado destinará mais R$ 500 mil a Ribeirão, para projetos de infraestrutura urbana.


Destaques

"Temos que nos preparar"…

22 Mai 2024 Política

Main Menu

Main Menu