23 Sep 2020

A oferta de serviços públicos ao cidadão, por meio digital, segue avançando. Agora já são 918 digitalizados em 20 meses. Isso representa uma economia de mais de R$ 2 bilhões e a possibilidade de solucionar 88,6 milhões de demandas por ano sem exigir deslocamentos da população. Atualmente, 60% dos 3,7 mil serviços do Governo Federal estão disponíveis na forma digital, tanto em aplicativos das lojas oficiais do governo quanto no portal Gov.br.

“Em 20 meses da nossa gestão promovemos a transformação digital de 900 serviços públicos federais que antes eram acessíveis somente em canal presencial. A pessoa tinha que se deslocar, pegar um transporte, ficar na fila, retirar senha. Agora são acessados 24 horas por dia, sete dias por semana por meio de um celular ou computador”, disse o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luiz Felipe Monteiro ao participar, na terça (8), de debate com o tema "O Desafio da Digitalização de Governos e Serviços Públicos”.

E com a Covid-19, a transformação de serviços em digital foi acelerada para facilitar a vida do cidadão. Dos 918 serviços transformados em digitais desde janeiro do ano passado, 345 foram lançados neste período de isolamento social provoca pelo novo coronavírus. Isso significa oferecer três novos on line a cada dois dias, desde março.

Os serviços mais procurados no período com a Covid-19 são saque do abono salarial, pedido do Seguro Desemprego, inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, solicitação do Auxílio Emergencial de R$ 600 e obtenção da Carteira de Trabalho. O secretário destacou que os serviços do Governo Federal que estão disponíveis na forma digital têm 71% de avaliação positiva dos usuários.

“É bom para o governo porque o serviço é muito mais barato, é bom para o cidadão incluído digitalmente que tem a comodidade de fazer isso a qualquer momento e é bom para o cidadão que não está incluído. Como as agências continuam abertas e disponíveis para atendê-lo, quando ele chegar lá não tem fila, não tem espera”, avaliou Luiz Felipe Monteiro.

Benefícios para o cidadão e o governo

A meta do governo é digitalizar 100% dos serviços públicos federais até 2022. Do total de R$ 2 bilhões poupados com a transformação digital em 20 meses, R$ 1,5 bilhão é economia para sociedade ao eliminar a necessidade do usuário ir até as agências dos órgãos públicos, gastar com transporte e dispor de tempo, por exemplo.

“Para o cidadão o benefício é ainda muito maior. Devolvemos 150 milhões de horas, isso equivale a um dia de trabalho de toda a grande São Paulo”, disse o secretário de Governo Digital Luiz Felipe Monteiro sobre a economia de tempo que os serviços digitais geram para a população.

O governo também economiza ao eliminar burocracia, reduzir o uso de papel, de contratação de pessoal para atendimento presencial e redução de perdas com erros e fraudes. “Transformando o governo em digital a nossa economia será mais digital porque o governo está presente em todas as relações”, afirmou o secretário.

Na temporada de vestibulares 2020, o Colégio Singular e o Cursinho Singular Anglo, com unidades em Santo André, São Bernardo e São Caetano, foram as únicas instituições de ensino do ABC a registrarem aprovações nas top five em Medicina - Unicamp, USP, Unesp, Unifesp e UfsCar. No geral, foram 119 aprovações, sendo 24 públicas.

 As vagas nas universidades públicas foram conquistadas por Cecília Sella Fonseca (USP, Unesp, Unifesp, UFMS e FURG), Pedro Henrique Nascimento (USP e Famerp), Thaina Aparecida Décio Passos (USP, Unifesp, Famerp e UFTM), Igor Matheus Mota de Sousa (Unicamp e UFMT), Jhonatan Vinícius de Souza Dutra (UfsCar), Mateus Aquino Ruiz (Unesp e UFC), Artur Negrini Vicente (UFRJ), Bianca de Souza Silva (UFRJ), Yuri Rafaelli (UFPel),  Aguinaldo Garcia Modolo (UFMS, UEA, UFRB e Unipampa) e Felipe de Almeida Sartori (UFAM).

 Esses números são resultados do empenho e dedicação dos singularianos, além dos benefícios oferecidos pela rede de ensino, equipe pedagógica e do curso Turma Medicina, lançado há cerca de três anos.

 Este curso preparatório disponibiliza aulas semanais e extras, diversas atividades complementares, como simulados, plantões de dúvidas, aulas REM – Redação para Exames de Medicina e aulas HAC – Habilidades de Alta Complexidade e apostilas exclusivas com coletânea de exercícios de vestibulares de Medicina, com milhares de questões para aprofundar o estudo.  Mais informações no portal do Singular www.singular.com.br.

O Governo de São Paulo e o Sebrae-SP realizam entre os dias 14 de setembro e 02 de outubro, evento online e gratuito do Empreenda Rápido - Retomada São Paulo: Gastronomia. A ação ocorrerá ao longo de três semanas de atividades, criadas especialmente para atender as necessidades dos empresários do segmento de alimentação. O evento, também, conta com o apoio da Secretaria de Cultura e Economia do Estado e Ade Sampa (Agência São Paulo de Desenvolvimento). As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo link www.retomadasaopaulo.sp.gov.br e/ou pelo telefone 0800 570 0800.

A programação contará com orientações de gestão, comportamento do consumidor pós-pandemia, acesso a crédito, digitalização do negócio, protocolos de segurança e painéis de boas práticas com especialistas e chefs de cozinha.

"Estamos oferecendo este importante evento como forma de auxiliar todos os empreendedores e empreendedoras paulistas na retomada gradual de suas atividades. As medidas e protocolos adotados para controle de fluxo e de circulação de pessoas possibilitam o retorno dos serviços e têm impacto positivo na economia", destaca a Secretária de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Patricia Ellen.

Para o diretor-superintendente do Sebrae-SP, Wilson Poit, a pandemia trouxe vários desafios para os pequenos negócios do segmento de alimentação fora do lar, como por exemplo em relação à operação, digitalização do negócio e manutenção de clientes.

"Este evento chega justamente para auxiliar em todas as frentes da gestão dos negócios, entre elas a orientação para o acesso a crédito. Contudo, mais do que acesso ao dinheiro na conta, o que pretendemos é levar para os pequenos empreendedores conhecimento e educação financeira para que o crédito não se perca em meio às contas do dia a dia, e sim que seja capaz de construir algo com planejamento e foco nos resultados. A experiência do Sebrae-SP nesse momento é um excelente remédio para fortalecer a saúde dos pequenos negócios e contribuir para a recuperação da nossa economia", destaca.

"A gastronomia é um dos setores mais importantes da economia criativa de São Paulo, com alta capacidade de geração de renda, emprego, desenvolvimento e qualidade de vida", diz Sérgio Sá Leitão, Secretário de Cultura e Economia Criativa. "Contribuímos para seu desenvolvimento por meio de um dos maiores programas de estímulo ao setor no país, o SP Gastronomia, que fica na plataforma de streaming Cultura Em Casa", completa.

"Desde o início da pandemia, a Ade Sampa vem apoiando os empreendedores, por meio de canais remotos, para que eles encontrem soluções para seus negócios neste momento de crise. Em todo este período já atendemos mais de 120 mil empreendedores da capital que estavam em busca de orientação ou microcrédito. Este evento será fundamental para unir forças de diversos órgãos que apoiam o empreendedor e ofertar serviços para um dos setores mais afetados pela pandemia do coronavírus", declara o presidente da Ade Sampa, Frederico Celentano.

Os moradores de Santo André podem contar com a reabertura de mais um ecoponto da cidade. Após ficar fechada desde março, a Estação de Coleta Tamarutaca é o 21º local a estar disponível para a população, a partir desta quarta (9).

Inicialmente, o equipamento público foi fechado por causa da pandemia do novo coronavírus. Entretanto, o local permaneceu com o atendimento interrompido devido a vários casos de vandalismo. O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) entrega o ecoponto para a população totalmente reformado.

Para quem quiser levar resíduos recicláveis, móveis, entulho, pneus, óleos de cozinha e resíduos eletrônicos, o atendimento na Estação de Coleta Tamarutaca é de segunda a sábado, inclusive aos feriados, das 8h às 12h e das 13h às 16h.

No local, não podem ser entregues resíduos orgânicos, gesso, lá, fibra de vidro, óleo industrial e automotivo, animais mortos, pilhas e baterias, lâmpadas, telhas e fibra de amianto, além de medicamentos, resíduos químicos, comerciais e de serviços de saúde. O ecoponto está localizado na alça de acesso ao viaduto Luis Meira, na Vila Sacadura Cabral, próximo às avenidas Prestes Maia e Príncipe de Gales. A lista completa das Estações de Coleta de Santo André pode ser acessada no site www.semasa.sp.gov.br.

Nesta quarta (9), às 19h, Alexandre Frankel, fundador e CEO da Housi e da Vitacon, participa do Webinar "Moradia no mundo pós-pandemia", com Gesner Oliveira, doutor em economia e professor da Fundação Getúlio Vargas, Pedro Rivera e Shawn Amsler, ambos professores da Columbia University, e Ben Ross Schneider, professor do MIT, para discutir os aspectos da mudança de comportamento dos brasileiros em relação à moradia no mundo pós-pandemia.

O encontro será mediado pelo jornalista e especialista em mobilidade urbana, Leão Serva. Na ocasião, também serão debatidos temas em torno do futuro do espaço do trabalho, home office e de como como as empresas estão se adaptando para esse novo cenário.

Durante o Webinar, os especialistas trarão, ainda, dados de uma pesquisa inédita realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais Políticas e Econômicas (IPESPE), em agosto deste ano, que aponta para uma forte mudança de comportamento do brasileiro e da sua relação com a moradia ocasionada pela Covid-19. O desdobramento dessa discussão de ideias resultará em um livro previsto para ser lançado ainda neste ano. O Webinar será transmitido nos canais da Housi e da Vitacon no Youtube.

Até quinta (10), acontece o evento nacional Connected Smart Cities e Mobility Digital Xperience 2020, mais importante iniciativa de cidades e mobilidade do Brasil e que, em função da pandemia da Covid-19, será apresentado no formato 100% virtual e por meio de plataforma dedicada.

Durante a Cerimônia de Abertura do evento, que aconteceu na terça (8), e contou com a participação de autoridades, representantes de empresas e especialistas nacionais e internacionais, foi divulgado o resultado do Ranking Connected Smart Cities 2020. O estudo, elaborado pela Urban Systems, em parceria com a Necta, está na 6ª edição e mapeia todos os 673 municípios com mais de 50 mil habitantes, com o objetivo de definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil.

Na classificação Geral, São Caetano (SP) está na 6ª posição do Ranking Connected Smart Cities 2020. A primeira colocada no Ranking Geral foi São Paulo (SP); seguida por Florianópolis (SC); Curitiba (PR); Campinas (SP); e, na 5ª colocação, Vitória (ES). Na sétima posição está Santos (SP); seguida por Brasília (DF); Porto Alegre (RS); e, em 10º lugar, Belo Horizonte (MG).

Além do sexto lugar como a cidade mais inteligente e conectada do Brasil, São Caetano do Sul alcançou, ainda, o 1º lugar em Educação; 2ª entre as Cidades com 100 a 500 mil habitantes e Governança; 4ª no indicador Região Sudeste; 8ª em Saúde; e 16ª colocação em Meio Ambiente.

A partir da edição 2019, o Ranking incorporou conceitos e novos indicadores baseados na ISO 37122 - Sustainable Cities And Communities - Indicators For Smart Cities, mantendo-se como a melhor referência para comparação e análise de cidades inteligentes no Brasil. O resultado é apresentado em 4 frentes: geral, por eixo temático, por região e por faixa populacional. O estudo é composto por indicadores de 11 principais setores: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia, mesmos eixos temáticos do evento nacional Connected Smart Cities.

"Nesses seis anos de atuação, a Plataforma Connected Smart Cities vem desempenhando papel fundamental junto às empresas, entidades e governos na busca pela inovação, tendo como objetivo fundamental tornar as cidades brasileiras mais inteligentes e conectadas, principalmente no atual momento de pandemia da Covid-19", comenta a CEO da Necta e idealizadora do Connected Smart Cities e Mobility, Paula Faria.

DESTAQUES DE SÃO CAETANO

O prefeito de São Caetano, José Auricchio Junior, cita que o Ranking Connected Smart Cities oferece um importante parâmetro sobre a assertividade das ações da gestão pública. "O Ranking Connected Smart Cities nos mostra que estamos no caminho certo. É um reconhecimento que nos incentiva cada vez mais a buscar novas soluções para atender às necessidades da população. Nesse sentido, pensamos a cidade não só para o presente, mas, principalmente, para o futuro. Esta é a garantia de que as novas gerações terão condições de morar em um lugar ainda melhor, superando os desafios e aprimorando cada vez mais a solidariedade, a fraternidade e a igualdade de oportunidades. Dentro deste contexto, a palavra de ordem é inovação. Ela está presente na maior parte das nossas ações", comentou.

Sobre as inovações no contexto da pandemia, o prefeito de São Caetano pontuou: "Com o prontuário eletrônico, integramos toda a Rede Municipal de Saúde, garantindo um atendimento mais ágil e eficiente em consultas, exames e outros procedimentos. Em março, iniciamos o serviço de telemedicina, que consiste na orientação médica por telefone e, assim, somos a primeira cidade a realizar este serviço abrangendo toda a rede".

E concluiu destacando as ações na área da Educação: "Já há alguns anos trabalhamos com a plataforma Google for Education. Com esta plataforma, o processo da migração das aulas para o ambiente virtual ocorreu sem traumas, e nos conferiu mais de 90% de aprovação de pais e alunos nas aulas online. Temos o cartão Uniforme Escolar, um crédito repassado pela Prefeitura que dá autonomia para os pais escolherem a confecção de sua preferência. E, neste período de pandemia, criamos o Cartão Merenda Escolar Em Casa, que substitui a merenda oferecida nas escolas".


DESTAQUES DO RANKING CONNECTED SMART CITIES 2020

A região Sudeste concentra as cidades mais inteligentes e conectadas, sendo seis municípios entre os 10 mais bem colocados (em 2019 foram seis e, 2018, sete). Três municípios são da região Sul e um do Centro-Oeste, sendo que as regiões Norte e Nordeste não têm representante entre os 10 melhores. Palmas (TO) está na 32ª colocação no Ranking Geral e Recife (PE) na 15ª. Na classificação por região, destacam-se: no Centro-Oeste, Brasília (DF) com a 1ª colocação no Ranking Connected Smart Cities; no Nordeste, Recife (PE); no Norte, Palmas (TO); no Sudeste: São Paulo (SP); e no Sul: Florianópolis (PR). Jaguariúna (SP) é o destaque das cidades entre 50 e 100 mil habitantes; de 100 a 500 mil: Vitória (ES); e acima de 500 mil habitantes: São Paulo (SP).

Para o Presidente da Urban Systems e sócio da Plataforma Connected Smart Cities, Thomaz Assumpção, o Ranking Connected Smart Cities ano a ano vem auxiliando as cidades a entenderem o seu nível de desenvolvimento inteligente e sustentável, oferecendo parâmetros para que as cidades possam se planejar e criar estratégias para tornarem-se mais humanas e propiciar qualidade de vida a seus habitantes.

"A edição 2020, diferentemente de outros anos, apresentou uma menor movimentação das cidades nas primeiras posições, refletindo a preocupação cada vez maior das cidades brasileiras em manterem e melhorarem seus indicadores. Destaque para o setor de tecnologia e inovação, que apresentaram melhora nos itens de infraestrutura e no setor de educação, que apresentou mais cidades com crescimento em seus indicadores", enfatizou.


Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu