28 May 2018

Localizado em frente ao mar, Four Seasons Hotel and Private Residences Fort Lauderdale, um empreendimento da Fort Partners, inicia as obras de um projeto destinado a se tornar um dos mais icônicos da cadeia de hotéis por oferecer aos hóspedes e residentes um estilo de vida sem precedentes na cidade.

O projeto marca a terceira colaboração entre Four Seasons e Fort Partners, responsáveis pelo  Four Seasons Resort Palm Beach e pelo novo  Four Seasons  Hotel and Residences at The Surf Club. Os residentes do Four Seasons Private Residences Fort Lauderdale terão acesso especial aos hotéis do grupo no sul da Flórida.

“Trouxemos um time internacional de visionários para a criação desse projeto,” explica Nadim Ashi, fundador da Fort Partners. “Juntos com Four Seasons, criaremos um hotel e lifestyle que atrairão um público internacional”, acrescenta.

Serão 22 andares em frente ao mar, com o hotel ocupando do 4º ao 11º, enquanto as residências, cujas vendas já ultrapassaram os US$ 100 milhões, estão localizadas a partir do 5º andar.

“Four Seasons tem uma história de ingressar em novos mercados e estabelecer novos patamares de serviço e experiências de luxo. Esse projeto não será exceção,” diz J. Allen Smith, presidente e CEO do Four Seasons Hotels and Resorts. “Em parceria com Fort Partners e nosso time internacional de designers, pensamos em todos os detalhes para a mais alta experiência de qualidade e excelência”.

“Four Seasons administrará o hotel e as Private Residences, oferecendo nossos reconhecidos serviços para os hóspedes e residentes, no que será a mais luxuosa experiência residencial em Fort Lauderdale.”

Designers - O design do Four Seasons Fort Lauderdale fica por conta de um time internacional de visionários: Tara Bernerd, responsável pela arquitetura de interiores, que valorizou a localização à beira-mar; Martin Brudnizki, responsável pelos restaurantes, lounges e piscinas; e Kobi Karp, o arquiteto responsável por toda a construção.

Os jardins e áreas externas ficaram a cargo de Fernando Wong, um dos mais importantes nomes do setor no mundo. Um terço da área ficou reservada ao que o designer chama de selva civilizada, integrando palmeiras e plantas nativas para criar uma sensação orgânica.

O terraço no terceiro andar, com duas piscinas, cabanas, spa, centro de fitness e a sede do clube infantil Kids for All Seasons, será um capitulo a parte. O serviço na praia e na piscina ficará por conta de mordomos.

Vivendo no Four Seasons- As 90 residências, de um a quatro dormitórios em tamanhos de 72 a 560 metros quadrados, têm vista para o mar ou para os famosos canais, e podem ser oferecidas mobiliadas ou não. As quatro penthouses e três exclusivas Sky Homes com dramáticos tetos de 6 metros serão as opções mais luxuosas. Moradores terão acesso a todos os serviços do hotel, além de mordomo e concierge dedicados apenas aos residentes. Até mesmo os pets serão VIPS com uma boutique e serviços veterinários.

Para mais informações sobre o Four Seasons Private Residences Fort Lauderdale, acesse o site www.fort525residences.com ou pelo telefone + 1 954-324-2489.

 

O Teatro Municipal de Santo André, a programação começa, nesta sexta (4), às 20h30, com a comédia stand-up 'Thiago Ventura Só Agradece’. Em seu segundo show solo, o comediante faz piadas e conta histórias engraçadas sobre seus últimos anos. Indicação: 14 anos. Ingressos de R$ 35 a R$ 70. No sábado (5), às 20h, é a vez da comédia ‘A Tia É Um Show’. Num programa de auditório, a Tia, personagem criada por Guilherme Uzeda, conduz o programa de maneira muito peculiar, se atrapalhando de forma ingênua e levando a plateia a um riso descontraído e cúmplice. Indicação: 12 anos. Ingressos de R$ 30 a R$ 60.

E o infantil ‘O Mundo Mágico de Oz’ encerra a programação no domingo (6), às 16h. Baseada na obra de L. Frank Braum, a peça traz a menina Dorothy que se vê em apuros ao descobrir que seu cãozinho corre risco de virar sabão. Indicação: livre. Ingressos de R$ 20 a R$ 40. O endereço é Praça IV Centenário, s/n, Centro.

A Prefeitura de Santo André lançou, na quinta (3), o novo aplicativo voltado aos usuários de ônibus da cidade, o Santo André Mob, que concentra em uma única plataforma diversas funcionalidades como o monitoramento do horário de chegada e percurso dos ônibus, função de roteirizador, visualização de rota, programação de alarme para horário de saída e tempo de chegada ao destino.

O Santo André Mob dispõe de uma complexa tecnologia que inclui o controle via GPS de todos os ônibus urbanos da cidade. Estes dados são disponibilizados ao usuário graças a softwares de gestão compartilhados entre as empresas de ônibus e a Prefeitura, que permitem o monitoramento do trajeto das linhas municipais. Outras funcionalidades serão disponibilizadas ao usuário do aplicativo, na medida que forem liberadas atualizações. O aplicativo foi desenvolvido pela empresa Transdata Smart.

Na avaliação do prefeito Paulo Serra, a administração municipal está implementando na cidade uma marca na mobilidade. “Estamos trabalhando todos os dias para a melhoria da mobilidade urbana. Hoje damos mais um importante passo com o lançamento do aplicativo, permitindo que os usuários ganhem tempo e se planejem. Esta é uma tecnologia que melhora o dia a dia das pessoas”, afirmou. O Santo André Mob pode ser baixado gratuitamente na Play Store (sistema Android) e na App Store (sistema iOS).

Outra funcionalidade disponível para contribuir na melhoria do sistema de transporte da cidade é que o usuário poderá avaliar como está sendo a condução do motorista e registrar reclamações e elogios. O relatório servirá para que a SATrans realize a avaliação quantitativa da qualidade das linhas, atentando aos pontos que necessitam de melhorias. “Como o Santo André Mob foi customizado para a nossa cidade, este será um termômetro muito mais preciso do que a própria pesquisa origem e destino que estamos realizando”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

O Santo André Mob está disponível em substituição ao aplicativo Cittamobi, que funcionou de outubro de 2014 até o mês de fevereiro deste ano. A empresa do antigo sistema manifestou o interesse em descontinuar a prestação do serviço por questões comerciais, fazendo com que a Prefeitura agilizasse a troca da tecnologia, construindo um novo aplicativo com mais funcionalidades. O novo aplicativo funciona para as empresas que operam no Consórcio União Santo André.

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, assinou, na quinta (3), a ordem de serviço para a retomada das obras de construção de viaduto sobre a Praça dos Bombeiros, no bairro Irajá. A estrutura conectará as avenidas Rotary e Luiz Pequini, transpondo a praça e aliviando o fluxo de veículos que circulam na rotatória, que dá acesso a cinco avenidas ramificadas para diversos bairros. A obra terá início imediato, com prazo de 12 meses para ser concluída.

Orçado em R$ 81,5 milhões, o projeto do viaduto da Praça dos Bombeiros foi abandonado em 2015, com 52% de execução, após exaurir repasses de aproximadamente R$ 42,4 milhões da União. A continuidade da construção será viabilizada por empréstimo captado junto ao Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), no ano passado, e que garantirá a aplicação de mais R$ 39 milhões para a conclusão do projeto.

 “Agradecemos a paciência da população, que sofreu muito com o transtorno no trânsito e com os ocupantes indesejáveis nas obras paradas. Estes são apenas alguns dos problemas encontrados em obras sem planejamento, como as que herdamos em São Bernardo. Conseguimos colocar a casa em ordem e vamos finalizar todas estas obras de mobilidade até o final do ano que vem”, pontuou o prefeito Orlando Morando.

Quando concluída, a ponte terá extensão de 330 metros e quatro faixas de rolamento, sendo duas para cada pista, privilegiando a passagem do transporte público e fazendo a conexão com os futuros corredores exclusivos em obras na cidade. Serão destinadas 14 vigas metálicas para a edificação do viaduto, liberando a Avenida Luiz Pequini, antes ocupadas pelas estruturas. Todo o equipamento foi alvo de auditoria do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

De acordo com o secretário de Transportes e Vias Públicas, Delson José Amador, ao longo do prazo de execução das obras, os serviços serão executados preferencialmente no período noturno, como forma de minimizar os impactos no tráfego de veículos na região. “É praticamente inevitável que haja interdições, mas estas serão definidas previamente, com data de término e voltadas exclusivamente à construção. Quando houver impacto no trânsito, serão feitas à noite”, explicou.

A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, promoverá, na terça (8) e quarta (9), a partir das 9h, plantio de mudas nativas às margens do Ribeirão Grande, na Avenida Prefeito Valdírio Prisco, no bairro Santana. Entre as espécies estão Ipês amarelos e roxos.

Na ocasião, alunos dos 4º e 5º anos da Escola Municipal Comendador Abdalla Chiedde serão orientados pela equipe do Viveiro Municipal para efetuar o plantio. “O objetivo é conscientizar a população a preservar as árvores nativas e recuperar as áreas desmatadas, contribuindo com a qualidade de vida de todos”, disse a secretária de Meio Ambiente, Wanessa Isídio.

Desde 27 de fevereiro, quando ocorreu o primeiro plantio em comemoração ao Dia Estadual do Plantio de Árvores Nativas, outras quatro escolas municipais foram contempladas pela ação – Maria Siqueira de Paula (Pilar Velho), Yoshihiko Narita (Santa Luzia), Sebastião Vayego de Carvalho (Ouro Fino) e Manoel Baptista da Silva (Estância das Rosas).

Segunda data comemorativa mais importante para o varejo em faturamento, o Dia das Mães deve fazer com que 74% dos brasileiros realizem ao menos uma compra no período. Segundo estimativas do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), aproximadamente 111,5 milhões de brasileiros devem presentar alguém neste Dia das Mães, o que deve injetar cerca de 17,05 bilhões de reais nos setores do comércio e serviços.

Embora o percentual de consumidores que devem ir às compras seja elevado, a maior parte dos compradores está receosa para aumentar gastos na comparação com o ano passado, procurando manter o orçamento livre de dívidas. Cerca de 19% dos consumidores entrevistados disseram que têm a intenção de desembolsar mais com os presentes. A maior parte, no entanto (36%), planeja gastar a mesma quantia que em 2017, enquanto 18% pensam em diminuir.

Entre os que pretendem gastar mais, as principais razões são comprar um presente melhor (58%), estar com uma renda melhor este ano (33%) e por acreditar que os presentes estão mais caros (29%). Já entre os que pretendem gastar menos, o fato de estar com o orçamento apertado (48%), querer economizar (27%) e estar desempregado (26%) são os principais motivos.

Gasto médio com Dia das Mães deve ser de R$ 153

O pagamento à vista será o meio mais utilizado pelos consumidores, sendo que em 53% dos casos o pagamento será em dinheiro e em 24%, no cartão de débito. O cartão de crédito parcelado será usado por 28% dos entrevistados. Entre os que dividirão as compras, a média é de quatro prestações por entrevistado.

De acordo com o levantamento, a maioria (44%) dos consumidores deve comprar apenas um único presente. Somente 8% dos entrevistados disseram que iriam comprar quatro ou mais itens.

Considerando a soma de todos os presentes adquiridos, o gasto médio do brasileiro no Dia das Mães deve ser de R$ 152,98. No entanto, praticamente um terço dos entrevistados (34%) estão indecisos e ainda não sabem ou não decidiram o valor que pretendem desembolsar este ano.

A maioria (59%) dos consumidores ouvidos pela pesquisa acredita que os produtos estão mais caros do que em 2017. Por outro lado, 38% consideram que os presentes estão na mesma faixa de preço e somente 2% acreditam que os produtos estão mais baratos.

Quatro em cada cinco entrevistados (83%) pretendem comprar o presente pagando sozinhos, 8% pretendem dividir o valor integral com outras pessoas e 4% afirmam que vão pagar sozinhos parte do presente, porém o restante será rateado com outras pessoas. A maior parte dos que vão dividir (44%) afirma que vai presentear juntamente com os irmãos, 24% com o cônjuge ou companheiro, 22% com outros familiares e 18% vão dividir com o pai.

Shopping será o principal local de compra. Roupas e perfumes lideram a preferência dos presentes

Neste ano, os produtos mais procurados serão as roupas (42%), perfumes (36%), calçados (23%) e cosméticos (21%). Questionados sobre o principal fator que os entrevistados levam em consideração na hora de comprar o presente, 27% elegeram a qualidade do presente, 21% priorizam o perfil da presenteada, 16% o desejo da presenteada e 13% o preço do presente. A própria mãe (79%) será a mais presenteada, como também as esposas (23%) e as sogras (19%).

Quanto aos locais de compras, os shopping centers são os destaques, com preferência para a compra da maioria dos presentes de 36% dos entrevistados. Na sequência aparecem as lojas virtuais (29%), os shoppings populares (19%), as lojas de rua/bairro (17%) e as lojas de departamento (17%). Para escolher o local, os fatores mais decisivos são o preço (56%), as promoções e descontos (43%), a qualidade dos produtos ofertados (42%) e a diversidade de produtos (25%).

O velho hábito de deixar tudo para a última hora também aparece nas respostas dos entrevistados. Cerca de 12% dos compradores acham que vão realizar as compras nas vésperas do Dia das Mães. Os que vão fazer as compras no início de maio representam 46% das pessoas ouvidas. A celebração será principalmente na casa da mãe (46%) e 27% comemorarão em suas próprias casas.

80% pretendem fazer pesquisa de preço antes de comprar

Perguntados se pretendem fazer pesquisa de preço antes de irem às compras, a maioria dos entrevistados (80%) afirma que sim, já 14% não pretendem, seja porque vão comprar nos estabelecimentos que já têm costume (6%), por gostarem de comprar o que veem e agrada (6%) ou por não terem tempo (2%).

Entre os que costumam fazer pesquisa de preços, a maioria (73%) utiliza sites na internet. Já 50% procuram os melhores preços em lojas de shopping, 46% em lojas de rua e 28% utilizam aplicativos de oferta.

Levando em consideração somente os que costumam pesquisar preços na internet, 72% recorrem ao Google, 51% utilizam sites de comparação de preços e 43% pesquisam nos mais variados sites de varejistas.

A pesquisa sinaliza que muitos dos consumidores que pretendem comprar presentes já extrapolaram o limite das suas finanças. Cerca de 36% dos entrevistados declararam ter atualmente alguma conta em atraso e 20% costumam gastar mais do que podem para presentear no Dia das Mães. Outros 5% pretendem deixar de pagar alguma conta para comprar o presente. A pesquisa mostra que dos 60% de consumidores que compraram presentes para o Dia das Mães em 2017, 21% ficaram com o nome sujo por causa dessas compras.


Destaques

Visite-nos no Facebook

Main Menu

Main Menu